Nossa Celebração Loy Krathong em Bangkok

Translate here!

Texto e Fotos: Mônica Morás

Uma das coisas que mais queríamos fazer na Tailândia era participar do Loy Krathong, um festival celebrado no 12º mês do calendário lunar, durante a lua cheia. “Loy” significa flutuar e “krathong” recipiente em forma de flor de lótus com velas, flores e incensos. Os tailandeses flutuam suas krathongs em rios para homenagear Buda e buscar o perdão da deusa da água por quaisquer delitos que tenham cometido. É um símbolo do recomeço, por isso também flutuamos a nossa.

Fomos convidados pela host da Airbnb, a Hataipat, e sua família para participar do festival no condomínio dela, que tem píer privado no rio Chao Phraya, em Bangkok. Muita sorte, senão teríamos que disputar espaço nos piers públicos ou pagar uma pequena fortuna em algum hotel ou num passeio de barco!

O que mais gostamos é que foi uma ocasião para reunir família e amigos para celebrar. O jardim estava todo enfeitado, com banda ao vivo e havia comidas, bebidas e krathongs para os todos os convidados. Claro que não perdemos a oportunidade de flutuar a nossa também! Os seguranças ajudam a colocar na água com uma espécie de pá bem longa. No final ainda assistimos os fogos de artifício.

Junto com o Loy Kathrong acontece o festival Yi Peng onde balões de papel com velas são lançados no ar. Mas devido ao alto risco de acidentes, a partir de 2014 é proibido soltar esses balões sob pena de multa e prisão. 

Onde acontece: Ao longo de todo o rio em Bangkok, seja nos piers públicos, próximos de templos, hotéis, restaurantes ou condomínios residenciais com acesso ao rio. Não existe um lugar melhor, pois os principais hotéis promovem shows de fogos a noite em diferentes partes do rio. O nosso era perto do píer público e aconteceu 22:30, por exemplo.

Como funciona: Em celebrações particulares as pessoas se reúnem, comem, bebem, cantam, fazem concursos de beleza (por isso tem tantas mulheres com roupas típicas), flutuam suas krathongs e esperam juntas os shows de fogos. Para colocar a krathong na água é só acender a vela e os incensos que o pessoal do píer tem uma espécie de pá que coloca ela no rio. Tem para vender, caso você não esteja em alguma festa ou queira flutuar mais de uma por família. A celebração começa por volta de 18:30 e se estende até as hora dos fogos, que no nosso caso foi às 22:30.

As fotos: Como é um rio, tem vento e barcos passando, a vela fica pouco tempo acesa dentro da água. Então não espere nenhum grande espetáculos nas lentes da câmera. Mas é bonito de observar as krathongs passando, mesmo que apagadas. E com a proibição dos balões por questões de segurança, resta o show de fogos de artifício.

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS