Uma Ilha Chamada Boracay

Translate here!

Texto:  Mônica Morás   Fotos: Edu Viero e Mônica Morás

Era uma tarde ensolarada quando vimos pela primeira vez o mar turquesa sem ondas, areias brancas tipo algodão com palmeiras exuberantes e alguns barquinhos passando na nossa frente. Mal pudemos acreditar que tudo que nós sempre quisemos ver estava diante dos nosso olhos, na White Beach, Boracay.

A primeira vez que entramos na água, mal pudemos acreditar que a água ainda era incrivelmente quente e de tão cristalina, podíamos ver nossos pés claramente com a água batendo na cintura. Melhor do que piscina aquecida! E quando veio a noite, com o por do sol mais incrível que já vimos, castelos de areia iluminados e todos os bares com happy hour, é que descobrimos que Boracay definitivamente era uma daquelas ilhas paradisíacas de filmes de comédia romântica.

Boracay é uma pequena ilha de 7,2km de comprimento. A ilha é tão pequena que do avião não se tem certeza se é ali mesmo. Apesar das dimensões reduzidas, ela tem opções para todos os gostos e bolsos. Além de descansar e curtir a vista, existem opções de jet ski, snorkeling, canoagem, stand up paddle, windsurfe, mergulho e passeios de barco típico da região, que geralmente duram cerca de 3 horas.

A ilha Boracay é dividida em praias, entre elas Puka, conhecida por suas lindíssimas conchas brancas, mas sem opções de hospedagem, apenas restaurantes; White Beach, com o por do sol inigualável e vista deslumbrante do mar;  Tambisaan, a entrada da ilha para quem vem do aeroporto; Cagban, a entrada principal da ilha e onde está o campo de golfe;  Bulabong, para a prática de desportos; e Balinhai Beach, uma praia isolada para quem quer relaxar.

 

ENTENDENDO BULABONG BEACH E WHITE BEACH

As principais praias continuam sendo White Beach e Bulabong Beach.

Bulabong Beach oferece todas as opções de desportos aquáticos e é perfeita para quem quer aprender algo novo. A melhor época é na alta-temporada por causa do vento. Na temporada de chuvas não venta neste lado da ilha. Existem várias opções de hospedagem e alimentação nessa praia. É de lá que se tem acesso ao Monte Luho, uma montanha com mais de 100m de altura, onde estão os condomínios de luxo e de onde se tem uma vista fantástica de Bulabong Beach.

White Beach é a praia mais procurada e a que melhor oferece estrutura turística na ilha. São diversas opções de hospedagem, alimentação, passeios, massagens e compras, principalmente no D`Mall, uma espécie de shopping. O mar é turquesa, a areia branca como algodão, palmeiras dão charme e tudo é muito limpo, já que é proibido comer, beber e fumar na beira do mar. Além dessas regras existe programas de conscientização e preservação.

A praia é divida em 3 estações. A estação 1 é a mais cara, onde estão os resorts e restaurante mais caros e a Willy Rocks, uma formação rochosa resultante de uma erupção vulcânica. Na mare baixa (tarde) se transforma numa pequena ilha onde fieis fazem orações em frente a pequena santa que lá está. Na mare alta (manhã) é possível ver apenas a parte de cima das pedras.

A estação 2 é a mais turística, de onde saem os passeios de barco, onde está o D`Mall, a maioria dos restaurantes, hotéis/resorts e os turistas. Durante a noite temo happy hour mais agitado da praia.

A estação 3 é a mais afastada e tranquila, onde é possível apreciar a paisagem, com poucas pessoas na areia e com as opções mais baratas de hospedagem, mas que tem a mesma qualidade da estação 1 e 2, e que mantem o silêncio a noite, já que são poucas as opções de restaurantes.

Para ir da estação 1 até a estação 3 a caminhada é de cerca de 20 minutos. 

 

Veja como chegar em Boracay no post A Aventura de Chegar em Boracay

Veja sobre hospedagem, restaurantes e valores no post Bangalôs e Happy Hours em Boracay

boracay filipinas
Boracay eduardo e monica viagem

 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS