Vacinas que você deve fazer para se prevenir em viagens

Hello, World!

Você não quer que sua viajem termine porque você esta com febre, dor de cabeça, náuseas, vômito  e entre outras sintomas?

Para isso, você deve tomar alguns cuidados e um deles é fazer as vacinas que deixarão você imune a esses sintomas, se forem oriundos de algumas das doenças que iremos mostrar aqui.

Hepatite A

Transmissão: 

Viral por via fecal-oral, disseminada de pessoa ou por contato com água ou alimentos contaminados.

Sintomas:

Febre, mal-estar, anorexia, náuseas e desconforto abdominal seguido de alguns dias de icterícia (amarelamento dos olhos e da pele).

Riscos para o viajante:

Em áreas rurais ou em locais com precárias condições sanitárias. É uma das doenças previníveis por vacina mais comuns de ser adquiridas durante uma viagem.

 

Febre Amarela

Transmissão:

Por picada de mosquitos infectados: a febre amarela silvestre é transmitida pelo mosquito Haemagogus e Sabethes e a urbana Aedes aegypti (o mesmo que transmite a dengue).

Sintomas:

Febre, doe de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dores no corpo, pele e olhos amarelos e hemorragias de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina.. Em 50% dos casos graves a pessoa infectada vai a óbito.

Riscos para o viajante:

Depende da temperatura, do local e de suas atividade profissionais ou recreativas durante a viajem, principalmente para países da África, America do Sul e Central. Inclusive, em muitos destinos internacionais, o certificado internacional de vacina é obrigatório. A vacinação é a única medida de prevenção contra a febre amarela. 

 

Hepatite B

Transmissão:

A hepatite B pode ser transmitida através de transfusões de sangue, seringa ou agulhas contaminadas, procedimentos médicos invasivos ou odontológicos e hemodiálise e através de contato sexual.

Sintomas:

Náuseas, mudança na coloração das fezes e urina e icterícia. O vírus também é o principal responsável pelos casos de hepatite crônica, cirrose e câncer no fígado.

Riscos para o viajante:

É importante considerar a contaminação por injeção e outros equipamentos de saúde, sexo desprotegido e seringas compartilhadas por usuários de drogas. 

 

Não esqueça de confiei sempre quais as vacinas recomendadas para sua viagem. Consulte um médico e vacine-se, a vacina vale por toda a vida.

Quando você tiver todas essas vacinas, você deve levar o cartão de vacinação a um posto da ANVISA, que geralmente fica nos aeroportos, e pegar o Certificado Internacional de Vacinação