10 Coisas Divertidas Para Fazer Em Seul

Translate here!

Texto: Mônica Morás   Fotos: Eduardo Viero e Mônica Morás

Seul é uma das cidades mais organizadas e animadas da Ásia, apesar de ser uma das mais caras também. Passamos uma semana por lá e por isso montamos duas listas 14 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Seul e as  10 coisas divertidas de fazer em Seul, a cidade que nunca pára:

1: Conheça o Palácio Gyeongbokgung e a Troca da Guarda

Esse é o palácio real mais conhecido da Coréia do Sul e a visita nunca dura menos de uma hora, porque o lugar é enorme. Mas na verdade nem é pelo palácio em si, mas pela troca da guarda que acontece três vezes por dia. É animadísima, colorida, dinâmica e em menos de 15 minutos já acaba. Ela acontece na frente dos portões, do lado de fora e de graça! Na frente do palácio,ainda tem a praça Gwanghwamun onde fica a estátua e o museu dedicado ao Rei Sejong. A entrada é gratuita e sinceramente vale a visita para entender o porque a Coréia do Sul é tão evoluída há tanto tempo!

 

2. Explore a Aldeia Bukchon Hanok

É a parte mais tradicional da cidade, um aldeia típica coreana preservada há mais de 600 anos com pequenas ruas com casa de madeira. É considerado um dos bairros mais pitorescos do mundo. São centenas de cafés, galerias de arte, pátios com workshops, boutiques de joias exclusivas feitas a mão. É ali que tem um pequeno espaço onde corre água vindo de dentro do espaço do Palácio onde as pessoas podem lavar a roupa. Antigamente era um lugar bem popular! 

 

3. Divirta-se em Hongdae

É o melhor lugar para se divertir em Seul! Seja de dia e principalmente a noite.  Eu disse noite? Não , pera! É uma rua 24h e é lá que estão as melhores festas! É um bairro universitário, alegre, cheio de opções de bares e compras. Perto da Universidade Hongik nos finais de semana é quase impossível andar, primeiro porque é lotado e segundo, porque existem várias apresentações na rua e cada uma é mais divertida que a outra. E perto da Universidade Ewha estão as melhores e mais baratas lojas de cosméticos e fashion da cidade.  

 

4. Perca-se nas rua de Itaewon

Nossa casa ficava no Itaewon, na rua em frente ao Hamilton Hotel, o bairro mais internacional (e caro!) da cidade. Lá o clima é sempre animado, com vários pubs, restaurantes, cafés e lojas que vendem de tudo. Tudo! Mas é a noite que o bairro ganha vida nas ruas, nos bares e nas festas. Os chicken & beer são os melhores que experimentamos e o melhor bar(bom, bonito e barato) foi o Linu`s BBQ. Foi o lugar onde mais vimos Porches, Ferraris e Lamborghinis até hoje.


5- Visite o Mercado de Frutos do Mar Noryangjin

É o mercado mais limpo e organizado que já fomos aqui na Ásia. A qualidade dos frutos do mar também é um destaque. E pra quem adora uma aventura, esse mercado oferece uma cozinha onde você pode comprar algo, tipo um polvo, e pedir para preparar na hora e já consumir. É só avisar o vendedor que você quer essa opção. Eles cobram uma taxa de 3 dolares por pessoa para preparar tudo. No final da tarde a cozinha lota com o pessoal que passa ali para comer frutos do mar frescos literalmente! Do outro lado da avenida do mercado estão os restaurantes mais baratos da cidade, porque é uma região universitária. Vale a pena pra fugir um pouco dos preços exorbitante do resto da cidade!

 

6. Veja o verdadeiro estilo Gangnam

Pensa em elegância e design de luxo… Então, isso é Gangnam Style! E por incrível que pareça, não é nenhum absurdo de caro! As pessoas em Seul já se vestem muito bem, mas em Gangnam, elas arrasam! É a maior concentração de lojas, galerias de arte e cafés com estilo que já vimos. Ganha da Europa! Isso tudo na estação Sinsa. Já a noite, é perto da estação Gangnam que o pessoal faz a festa!


7. Experimente o tradicional Korean BBQ

Na verdade esse churrasco é mais carne grelhada do que realmente assada, mas vale cada centavo! É o prato mais famoso do país e tem por toda a cidade.


8. Impressione-se o Dongdaemun Design Plaza (DDP)

É um dos lugares mais inacrediáveis em termos de arquitetura aqui na Ásia. É todo revestido em placas de alumínio por fora e por dentro abriga um museu, lojas, galerias e espaços para encontros sempre relacionados a design. 

 

9. Faça compras em Myeong-dong

É o melhor para fazer compras na cidade pela variedade de produtos oferecidos, porque portadores de passaporte estrangeiro tem desconto e porque tem shopping Dutty Free. Dá pra se perder no tempo andando pelas centenas de lojas nas ruas.

10. Entenda a cidade

Quando ir: O ano todo! A cidade é um charme e cheia de coisas pra fazer. Apenas evite ir no começo de março, quando a Coréia do Sul e o EUA se unem para fazer treinamentos militares e isso sempre gera tensão com a Coréia do Norte. Fomos bem nessa época, quando se vê militares por todos os cantos da cidade em clima de atenção geral. Nessa época já não tinha mais neve e a temperatura estava entre -3ºC e 3ºC.

Elegância: Coreanos se vestem para serem aprovados. Eles se importam muito com o que os outros pensam e por isso não se sinta mal se estiver no seu estilo mochileiro, porque eles vão entender que você só está de passagem.

Silêncio: Nem mesmo onde existe uma concentração de jovens universitários se ouve barulho. Nem nos protestos!

Wifi e 4G: A Coréia do Sul tem a melhor wifi que já usamos até hoje na Ásia (seguido de Singapura). Por isso decidimos que seria melhor e mais barato ter um Pocket WIFI Egg, um roteador que parece um ovo de carregar na bolsa e tem senha. Em Seul todo mundo tem! Essa é a melhor opção quando você não está sozinho, e não quer comprar um SIM Card para cada celular. Dá para alugar pela internet e a pessoa encontra no aeroporto/hotel para entregar e buscar.

Segurança e receptividade: É uma das cidades mais seguras que já visitamos no mundo. As pessoas também são muito educadas e sempre que se abre o mapa e faz uma cara de “onde é que eu to mesmo?”, aparece alguém se oferecendo pra ajudar.

É uma cidade 24h: Acordar cedo pra quê, né?! Lá tudo vai até mais tarde ou entra madrugada a dentro. São shoppings, bares, restaurantes e lojas 24h.

Tele-entrega: Não basta ter tele-entrega, tem que ir onde o consumidor está, seja em casa, no parque, estacionado na rua…

Dinheiro e quanto custa: Para sacar dinheiro existem caixas eletrônicos específicos geralmente nos lugares mais turísticos. Tem uma plaquinha nele identificando, então fique atento pra não passar trabalho `a toa! É uma cidade cara, onde gasta-se no mínimo 50 dolares por pessoa apenas comendo fast food barato duas vezes por dia, dormindo em lugar simples e pegando metro. Esse valor não inclui cerveja, lanchinhos na rua, souvenir pra mãe, nem ingressos para atrações ou passagens aéreas. Só que com esses mesmos 50 dolares dá pra encher a mochila de roupas, sapatos e cosméticos novos. Ou seja, para viver é caro, mas para comprar é ótimo!

Transporte: Seul tem mais de 500 estações de metro dentro de uma malha de 980 quilômetros de extensão. Nem preciso dizer que é a maior cobertura do mundo, né?! E ainda existe o T-Money, um cartão recarregável na maioria das lojas de conveniência para usar em todos os meios de transporte da cidade. E as mesmas lojas que fazem a recarga, ainda aceitam ele para o pagamento de produtos e na hora de ir embora do país, elas ainda fazem o reembolso do saldo. E os taxis também são bastante seguros, mas é importante dar o endereço sempre em coreano, porque nem todos falam inglês.

Chegando e saindo: O aeroporto é servido pelo metro que vai até o centro da cidade (mais barato) e por ônibus especial, o limusine bus, que vai até os distritos (o triplo do valor do metro).

Aeroporto: Além do guarda-volumes para malas, que também existe nas estações de metro, o aeroporto de Seul oferece chuveiros e algumas opções de tours gratuitos para quem está apenas de passagem entre um voo e outro. 

Seul oferece muitas outras atrações: É uma cidade muito democrática e tem de tudo para todos os gostos. Muitas coisas nem comentamos nesse post, mas você poderia gostar de visitar a N Seoul Tower, o Mercado Dongdaemun, o Museu Nacional, os outros Palácios, os templos, etc. Uma semana é suficiente para ver tudo com calma!

No post 14 Coisas Que Voce Precisa Saber Sobre Seul damos mais dicas de atrações ainda sobre a cidade mais animada da Asia. 

 

E não podemos deixar de agradecer a nossa amiga coreana Lisa, que conhecemos no Vietnã, que nos deu todas as dicas antes de chegarmos lá e nos acompanhou o tempo todo via Whatsapp!

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS