Como Estar Bem Arrumada o Dia Todo Durante a Viagem

Translate here!

Texto: Mônica Morás     Fotos: Eduardo Viero

Já aconteceu comigo e provavelmente com você também: o Facebook fez lembrar da viagem passada e ao invés de você ficar feliz, teve uma crise de vergonha alheia se perguntando “sério que eu fui assim? “.

Isso foi antes daquela minha libertação do guarda-roupa, e depois de aprender na marra a estar sempre bonita nas fotos da viagem mesmo depois de caminhar quilômetros no calor da rua. Porque de nada adianta a ensinar fazer fotos lindas de viagem, se o visual não colabora, né?!

Se eu consigo há quase 3 anos na estrada vivendo só com a mochila, você também consegue no mês de férias!

Esquece aquela ideia maluca de “Fazer a mala 2 horas antes de embarcar e desfazer 3 meses de ter voltado.” Apenas pare!

Sempre Bonita na Viagem em 2 Etapas

ETAPA 1: FAzendo Bem a Mala Antes de Sair de Casa 

O segredo para estar sempre bonita durante a viagem é planejar bem o que você vai levar na mala. Como uma viajante experiente e que já errou muito, eu digo com certeza que todo o esforço que você fizer escolhendo o que levar, testando antes, arrumando e desarrumando a mala/mochila vai ser recompensado. Sim, vai demorar e vai ser frustrante, mas vai valer a pena!

1. ROUPAS

As roupas que você escolher vão impactar profundamente na sua autoestima e o seu bem estar na viagem. E depois também na hora de postar as fotos, óbvio! Você precisa ser estratégica, saber que todas as blusas/casacos precisam combinar com as calças/saias e que essas combinações ainda precisam ficar perfeitas com os sapatos, bolsas e acessórios escolhidos para mala. Se não sabe como fazer isso, veja esse post.

Em outras palavras, você precisa ser realista e entender o tipo de viagem que vai fazer e que vai precisar sim repetir roupa.

Itália: 18 dias, 7 cidades, 1 macacão 

Itália: 18 dias, 7 cidades, 1 macacão 

  • Exemplos 1:  Não dá para caminhar o dia inteiro de salto e vestido de festa pelas ruas de calçamento de Roma em pleno calor sufocante de julho sem ficar com a pele grudenta e com bolhas nos pés. Entenda que você precisará se sentir confortável e elegante, pronta para entrar no Foro Romano ou ir jantar num daqueles restaurantes simpáticos com mesinhas na rua.
  • Exemplo 2: Se formos falar de Tailândia, onde o calor e a umidade duram o ano todo, você precisa estar usando um calçado fácil de tirar para entrar no templo e uma roupa fácil de esconder ombros e joelhos sem ficar estranho na foto. Tá aí a importância de combinar os acessórios (scarfs) com as roupas. Uma sandália confortável e uma roupa de tecido leve são as melhores opções no verão.
  • Exemplo 3: Mas se você quer viajar no friozão de Nova York ou de Shanghai, é melhor apostar naquela bota baixinha e no casaco quentinho com acessórios bonitos.

Cada estação tem as suas vantagens, mas o peso da mala acaba sendo praticamente o mesmo. No inverno 2 calças, 2 blusões, 1 casaco quentinho e algumas roupas de usar por baixo são suficientes. No verão esse mesmo peso se transforma em mais opções de blusas, saias e vestidos, já que suamos mais e a precisamos trocar com mais frequência as roupas.

Só para justificar a importância do calçado confortável, a nossa média (Eduardo e eu) de caminhada diária é de 12km na Europa. Na Turquia era 17km por dia a pé de sandália e vestido. Dá para conferir isso pelo aplicativo Saúde no iPhone ou usar o aplicativo Nike+ Run disponível para iOS e Android.

LEMBRETE: não escolha roupas que amassem muito, ou dê preferência para as que desamassam fácil só passando a mão. Eu sou do tipo “pavor de passar a roupa” e se você for maníaca pelo ferro, é melhor deixar em casa tudo que amassa num ponto que te impede de usar a peça. Você vai sim precisar repetir roupa, mas é só lembrar que o sorriso e paisagem vão chamar mais a atenção do que a roupa repetida. Desapega!

2. PELE

Não vai dar para levar todos os produtos que você tem, mas sempre cabe aqueles que dão resultado em pouco tempo e com pouco esforço, como removedor de maquiagem, sabonete específico para o tipo de pele e um hidratante noturno. Filtro solar é obrigatório!

A maquiagem também precisa ser fácil e rápida. Nada de levar todas as coleções de sombras e dezenas de cores de batom. Foca em levar o que tem de melhor de cada coisa para não perder tempo na hora de sair. Não sei vocês, mas durante a maratona de viagem, acordar 10 minutos antes para ficar pronta já me cansa, quem dirá perder mais tempo do que isso. Por isso é importante treinar muito o que funciona antes de escolher o que levar.

Costumo carregar na mala um kit de maquiagem da Sephora Palette To Go (Neutral & Intense) que tem maquigem para dia e noite no mesmo estojinho (sombra, blush e batom), base, lápis de olho que funciona como delineador também, máscara de cílios (a prova d`agua se tem praia, amo o Maybelline Colossal), um hidratante labial e um batom. Quando está muito quente, uso só máscara de cílios,  lápis de olho e o hidratante labial, porque preciso retocar o protetor solar com uma certa frequência e o calor às vezes me dá alergia se uso base. Tenho um post sobre Vaidade na Estrada onde conto mais sobre como eu faço.

3. CABELOS

Aqui o assunto complica e não importa o tipo de cabelo.

Primeiro você precisa ter algum penteado que sempre funciona, tipo uma trança embutida, um coque alto, um rabo de cavalo com volume, alguma coisa que você saiba fazer com facilidade e que sempre disfarça quando o cabelo não está bom. No meu caso, que tenho cabelo ondulado, volumoso e com fio grosso, uma trança espinha de peixe lateral sempre funciona!

E segundo é ter um produto específico para o seu problema mais recorrente, como shampoo seco para oleosos, um spray anti-frizz, um creme para segurar os cachos ou qualquer coisa que funcione para o seu caso. Testei o  creme Day After da #To de Cacho e foi sensacional! Definiu os cachos tão perfeitamente que até parecia que tinha lavado o cabelo no dia. 

NÃO ESQUEÇA de ter essas coisas em embalagens bem pequenas, fáceis de carregar na bolsa. Carrego na bolsa sempre uma borrachinha de cabelo e um pente pequeno.

 

4. UNHAS

Precisamos concordar que unhas às vezes são um problema, mas que tem solução!

Existem três opções simples, tudo depende do tamanho da viagem e do seu nível de exigência:

OPÇÃO 1: Deixar curtinha, sem pintar e ponto final.

  • Vantagem: não precisa carregar nada para unhas.
  • Desvantagem: a fotinho clichê do sorvete/ pizza/ suco/ coisa-bonita-com-fundo-característico vai ter um dedão sem cor. Só isso!
  • Minha opinião: já fiz quando a viagem estava muito corrida e só mantinha a cutícula hidratada para o caso da foto evidenciar a mão.

OPÇÃO 2: Pintar normalmente com seu esmalte favorito.

  • Vantagem: dá uma alegria ver as unhas feitas principalmente nas fotos que evidenciam as mãos.
  • Desvantagens: tem que carregar o esmalte pra retocar pontas ou repintar, os lencinhos removedores de esmalte (o mais baratinho é o da Ricca), e talvez até um alicate de cutícula. Peso extra!
  • Minha opinião: Essa é a minha opção que já falei aqui. Sou ex-roedora de unhas e preciso manter sempre feita ou bem cuidada mesmo sem esmalte para não correr o risco de roer tudo.

OPÇÃO 3: pintar com esmalte gel que seca na caixinha de raio UV.

  • Vantagem: o esmalte fica lá brilhoso sem descascar até a unha crescer completamente ou ser retirado com um removedor especial.
  • Desvantagem: para tirar precisa de um removedor especial, se tentar arrancar o esmalte, um pedaço da unha vem junto, a unha vai crescendo e perto da raiz vai ficando sem pintar.
  • Minha opinião: nas duas primeira semanas foi maravilhoso, depois a unha começou a crescer e ficou uma desgraça, me agoniava ver aquele espacinho branco sem pintar! Fiz na China onde não se usa outro tipo de esmalte e fazer as unhas custa bem caro. A mulherada lá não se importa de ficar esperando a unha crescer até o esmalte ficar pela metade da unha para pintar de novo. Eu tentei arrancar o esmalte, veio toda a camada da superfície da unha, ficou quebradiça, um horror! Depois li uma matéria que aquela maquininha tem o mesmo raio UV das camas de bronzeamento artificial que podem causar câncer de pele e o envelhecimento precoce. Só faria de novo se fosse uma viagem de no máximo um mês com a certeza de que encontraria um lugar para tirar depois. 

Separando todas essas coisas antes, você perde muito menos tempo depois e ainda se mantém linda o tempo todo.

 

ETAPA 2: Aproveitando o Lugar Sempre Bonita

Depois de ter passado tanto tempo planejando o que levar na mala, agora é hora de aproveitar. Mas no final do dia, às vezes até no meio dele, depois de horas caminhando, os pés já vão estar um pouco doloridos, a pele suada e o cabelo do jeito que ele não deveria estar. Provavelmente você sequer tenha tempo para voltar para o seu hotel antes de seguir o dia ou antes de ir aproveitar a noite e vai ter que solucionar tudo isso para continuar linda. E nessa hora que entram os produtinhos que você escolheu a dedo para viajar.  Em menos de 10 minutos você vai se sentir renovada, ou pelo menos disfarçando bem.

 

1. MAQUIAGEM

Se der, lave o rosto e refaça a maquiagem, afinal é leve mesmo. Mas se estiver muito apressada, não esqueça de carregar lenços removedores de maquiagem ou aqueles papeis absorventes para o excesso de oleosidade que fazem maravilhas contra o suor. Na Ásia tem em qualquer loja de conveniência, no Brasil tem os da marca Ricca.

E o outro “milagre” acontece com batom, principalmente a noite. Um tom forte a noite deixa o visual mais elegante. Costumo ainda carregar meu lápis de olho na bolsa e o hidratante labial.

 

2. CABELOS

Se você tem tempo de voltar, lavar ao cabelo e secar, aproveite e faça isso. Mas vamos encarar a realidade de uma viajante que tem tempo curto, não está na praia e quer aproveitar cada segundo. É nesse momento que você aplica o hidratante para domar os cachos, o shampoo seco para tirar a oleosidade ou spray anti-frizz.

Feito isso, se o cabelo ainda não ficou como você gostaria, é hora de fazer aquele penteado que nunca falha e ficar pronta pra continuar aproveitando o dia/ noite.  Entendeu agora o porque de treinar muito antes? A minha trança espinha de peixe já consigo fazer sem nem olhar no espelho.

 

3. ROUPAS

Se deu tempo de voltar para se trocar, ótimo! Mas se não der e como você não levou roupas especificamente para sair a noite, porque afinal todas as roupas que você tem mala servem para qualquer ocasião (lembra?) , basta fazer pequenos ajustes. Trocar os brincos por maiores ou mais brilhantes, adicionar um colar ou colocar o scarf, qualquer pequeno detalhe que não pese muito para carregar, mas que faça diferença, que ilumine o visual. Geralmente eu me preocupo apenas com maquiagem e cabelo, porque a nossa viagem é de baixo custo, então não frequentamos lugares que me exijam muito.

mochila volta ao mundo eduardo e monica

Não é difícil, certo?! Basta lembrar de escolher bem o que levar e deixar tudo fácil de usar. E isso vale até pra viagem de final de semana também, viu mocinha?!

Agora é só aproveitar que tá lindona e fazer muitas fotos! Meu Instagram tá me agradecendo até hoje :)

  • Quer saber o que tem na minha mochila? Veja AQUI!
  • Quer saber como eu faço para cuidar da vaidade na viagem? Veja AQUI!
  • Ainda não sabe como desapegar do guarda-roupa? Veja AQUI!

Tem mais alguma dica pra acrescentar aqui? Manda pra mim

 

Já conhece nosso Facebook?

 

VEJA MAIS