Guia Completo Do Que Fazer de Chiang Mai

Translate here!

Texto: MONICA MORAS   Fotos: EDUARDO VIERO e MONICA MORAS

Chiang Mai é a nossa casa na Tailândia. É lá que sempre passamos maior parte do tempo, principalmente quando precisamos focar em projetos específicos e recarregar as energias. Escrevi esse post com dicas de Chiang Mai para ajudar a planejar o seu roteiro com o máximo de informações possíveis, coisas para fazer e tudo que você precisa saber antes de ir. 

- Veja também Roteiro: O Que Fazer Em Chiang Mai

chiang mai eduardo e monica

Nesse post está dividido em Dicas de Chiang Mai sobre:

  • a. Templos: Os 10 Principais e Mais bonitos parar incluir no Roteiro
  • b. Natureza: De tudo um pouco em Chiang Mai e arredores
  • c. Compras: Shoppings e Mercados, opções de marcas, eletrônicos, comidas, roupas e acessórios
  • d. Outras Opções: Yoga, Massagem, Retiro Budista, Muay Thai, Culinária, Monk Chat e Workshops
  • e. Comer e beber: café da manhã, café, almoço e janta, happy hur e noite
  • f. Onde ficar: Para todos os gostos e bolsos 
  • g. Transporte: Dentro cidade, Indo e vindo da Chiang Mai, Indo Para o Laos
  • h. Melhor época para visitar: Monções (chuvas) e Temporada de queimadas

 -Veja o post Tudo Sobre a Tailândia: 28 Dicas de quem Morou Lá Bastante Tempo

Chedi Luang

Chedi Luang

 

O Que Fazer em Chiang Mai

 

a. TEMPLOS DE CHIANG MAI

Chiang Mai é a cidade dos templos da Tailândia. São tantas opções que fica difícil escolher quais incluir no roteiro. Para saber: Wat significa templo e Chedi significa estupa.

1. CHEDI LUANG: Esse templo foi construído em 1401 e apesar do terremoto de 1545, o templo continua lá com seus elefantes esculpidos nas laterais. Na frente dele, na entrada do complexo, em baixo de um árvore há um pequeno templo de madeira construído em 1940 como santuário para o guardião de Chiang Mai (o Lok Muang). Se a árvore cair, o desastre se abaterá pela cidade. A entrada é gratuita, mas o dress code é obrigatório. Parada obrigatória no roteiro.

2. DOI INTHANON: É o lugar mais alto de Chiang Mai com vista das montanhas. No topo há um templo com jardim lindo todo decorado em honra ao Rei e Rainha. Fica a 2horas de Chiang Mai e é melhor alugar um scooter para chegar lá. A entrada custa 200 Bath.

3. WAT BUPPHARAM: Ficar pertinho do China Town. A arquitetura é diferente, única na cidade devido a influência birmanesa.

4. WAT CHIANG MAN: é o templo mais antigo de Chiang Mai, construído em 1296 e onde fica o Buda de Cristal que tem apenas 10 centímetros, uma joia da Tailândia trazida parar o templo em 1496, mas dizem que ele foi feito há mais de 1800 anos.

5. WAT LOK MOLEE: É um dos templos mais antigos da cidade, lá do século 14quando foi construído para ser Templo Real, foi usado como moradia para monges de Myanmar que vieram para espalhar os ensinamentos de Buda. Esse templo é muito conhecido por seu chedi (stupa), um dos maiores da cidade.

Wat Lok Molee

Wat Lok Molee

Wat Phra Singh

Wat Phra Singh

6. WAT PHRA SINGH: É um dos maiores templos da de Chiang Mai e fica dentro da Cidade Antiga. Além do templo onde está o salão principal de orações, tem uma biblioteca, uma estupa e um hall de ordenação para os jovens monges. Tudo isso em meio as árvores.

7. WAT PHRATHAT DOI SUTHEP: O templo Doi Suthep fica no alto da montanha e é a principal atração do roteiro em Chiang Mai. Já na estrada uma escada protegida por guardiões leva até templo. Lá dentro existem várias estátuas de Buda, algumas estátuas de dragões e elefantes , uma estupa dourada imensa, uma pequeno museu e o templo onde o monge faz orações e abençoa os visitantes. Ele sabe falar bom dia em português, quando dissemos que éramos do Brasil. Ainda lá do alto, se o dia estiver limpo, dá para ver a cidade inteira. Para chegar lá você precisa pegar um songthaew (red truck) privado por 400 Bath ou ir até o Chang Phuak Gate de onde saem os yellow trucks públicos que custam 50 Bath por pessoa até lá. Ou ainda alugar uma scooter. O tempo necessário no templo é de 2 ou 3 horas, na base da escadaria existem várias lojinhas de souvenirs e se você não quiser subir as escadas, existe um elevador pago. A entrada no templo é paga e você precisa estar com joelhos e ombros cobertos para entrar nele. Nele também acontecem os retiros budistas do silêncio.

Doi Suthep

Doi Suthep

Templo Branco

Templo Branco

8. WAT RONG KHUN OU TEMPLO BRANCO: também conhecido como Wat Rong Khun e fica em Chiang Rai, a mais ou menos 3 horas de Chiang Mai. O Templo Branco se destaca pela cor branca e pelos pedaços de espelho que reluzem com o sol. A cor branca representa a pureza de Buda, enquanto os espelhos representam sua sabedoria. A entrada é gratuita e é um daqueles passeios que tem que fazer! Quem vai para o Luang Prabang o ônibus obrigatoriamente faz uma parada nesse templo para descansar antes de chegar na imigração. Veja o post O Templo Branco da Tailândia.

9. WAT SI SUPHAN OU TEMPLO DE PRATA: O templo de prata é um dos templos mais bonitos da cidade. Ele todo feito de prata e alumínio esculpidos por monges artesãos de Chiang Mai. É um dos melhores templos parar fazer o monk chat, pois fica fora da Cidade Antiga. No sábado o templo fica todo iluminado a noite por causa do Saturday Market.

10. WAT UMONG: É o templo mais verde de todos e geralmente fica esquecido no roteiro de Chiang Mai. Fica no meio da floresta literalmente, nos pés da montanha. Oomong significa túnel , porque o templo de fato é todo feito em túneis construído no século 14. No alto dos labirinto de túneis está uma estupa gigante no único espaço aberto da mata do templo. Ali também há uma espécie de “cemitério” de Budas, onde as pessoas levam seus Budas quebrados ou velhos de volta para o templo, já que não se pode descartar uma imagem no lixo. Mas ali não estão apenas imagens pequenas, como comumente se vê nos templos e chedis. Lá estão imagens grandes, impressionantes. Esse templo fica fora da cidade, no mesmo caminho do Baan Kang Wat, há 15 minutos dirigindo da Cidade Antiga. A entrada é gratuita, vale a pena caminhar entre as árvores e lá também é feito o retiro budista do silêncio.

-Veja o Projeto Fotográfico A Cor do Budismo

Wat Umong

Wat Umong

Tempo de Prata

Tempo de Prata

 

b. PRA QUEM GOSTA DE NATUREZA

A maioria das opções fazem parte de tours de 1 dia e dá para combinar várias atividades no mesmo dia, tudo nos arredores de Chiang Mai. 

1. BAMBOO RAFT RIDE NO RIO: O bamboo rafting mais parece um standup paddle coletivo em Mae Wang. A “prancha” é toda feita de bamboos longos e pelo menos uma pessoa precisa remar de pé. As demais podem ficar sentadas.

2. BUA THONG STICKY WATERFALLS: Essa cachoeira fica no Lanna Park e o que diferencia ela é que as pedras são um tipo de calcário que permite caminhar na cachoeira, escalar mesmo. O caminho até ela que não é muito fácil, bem íngreme.

3. HANG DONG OUGRAND CANYON:  É uma antiga mina que o pessoal adora ir para se refrescar nos dias de calor intenso. Como não é tão grande assim, o pessoal adora pular dele na água.

4. HUAY TUNG TAO LAKE: É um lago que fica no pé da montanha do Doi Sthep em Chiang Mai mesmo. A beira do lado existem algumas cabanas para alugar por dia diretamente dos restaurantes. É caro comer por lá. Dando a volta no lado há muito verde e até um templo. A entrada custa 50 bath.

Huay Tung Tao Lake

Huay Tung Tao Lake

Huay Tung Tao Lake

Huay Tung Tao Lake

5. WHITE WATER RAFTING: Rafting tradicional no Mae Taeng Valley, onde há muito verde, vida selvagem e onde estão as tribos das montanhas.

6. ZIP LINING: São várias as opções com zip line longo, dezenas de plataformas e outras atividades que tem uma trajeto de até 5km na região de Chiang Mai.

***NÃO RECOMENDO tour do elefante, porque é muito difícil achar um lugar que seja responsável de verdade; a visita aos tigres, porque não existe nenhum tipo de responsabilidade; as mulheres girafas, porque é um como um zoológico humano; o triângulo dourado, porque a principal atração do lado do Laos é beber whisky de animais. Sim, alguns nós fizemos e serviu para botar a mão na consciência e sermos turistas mais responsáveis. Não cometa o mesmo que cometemos.

-Veja o post Songkran, O Ano Novo e festival das Águas da Tailândia

chiang mai eduardo e monica
chiang mai tailandia

 

c. OUTRAS OPÇÕES E ATRAÇÕES

1. AULA DE CULINÁRIA: Esqueça a dieta se for fazer essa aula, porque você vai comer muito. Existem diversas escolas, mas a mais famosa é a Thai Farm que leva para aprender num sítio onde você mesmo vai colher o que precisa para cozinhar. Uma das vantagens de Chiang Mai!

2. BAAN KANG WAT OU DESIGN CRAF STUDIO: É  um centro de design que vale a pena incluir no roteiro de Chiang Mai, nem que seja só parar ver.á Lá existem vários cafés tranquilos, o melhor chá thai da cidade, existem vários studios que oferecem workshop de artesanato, hand lettering, jardinagem, cerâmica, aulas de culinária com produtos orgânicos colhidos ali mesmo, yoga, design de jóias, arte na madeira, entre outros. Cada studio tem um calendário de aulas. Fica no caminho para o Wat Umong, há uns 15 minutos dirigindo da Cidade Antiga.

3. MASSAGEM: Massagem é obrigatório no roteiro da Tailândia e vale cada centavo. Se você não gosta muita da Thai Massage, que consiste basicamente em alongamentos com massagem, você pode tentar a foot massage que geralmente é combinada (pés+ cabeça+ombros).  Existem algumas escolas de massagem na cidade, o curso tem duração média de 1 mês e alguns lugares oferecem hospedagem junto. 

4. MONK CHAT: A maioria dos templos oferece o monk chat que consiste em conversar com o monge abertamente. Vale perguntar sobre o Budismo, pedir conselhos, desabafar... Existem dias e horários para participar do monk chat, basta olhar no próprio templo a informação. Mas, os monges e os cuidadores do templos são pessoas muitos simpáticas que adoram conversar. Basta você chegar em algum momento que o templo esteja vazio e conversar, geralmente no meio da tarde. Fizemos isso com bastante frequência em templos diferentes de Chiang Mai e criamos uma conexão ainda maior com a Tailândia. Inclusive foi assim que aprendemos mais sobre a Sak Yant, a tatuagem tailandesa, e quanto ela é importante para o Budismo. Veja o post Budismo na Tailândia e o Monge Thap.

Monk Thap Thailand 2016-96.jpg
chiang mai

5. MUAY THAI: Existem muitas escolas de Muay Thai na cidade e o melhor lugar para assistir as lutas é no Tae Phae Boxing Stadium, onde a maioria dos lutadores dos mais diversos níveis se enfrentam. O ingresso custa 400 bath por mais ou menos 4 horas de lutas. A maioria dos lutadores que estão ali treinam em Pai, uma cidade mais ao norte do país. Veja o Projeto Fotográfico Muay Thai.

6. RETIRO BUDISTA: Chiang Mai tem opções bem interessantes para fazer retiro budista, principalmente o do silêncio. Os mais tradicionais acontecem no Wat Doi Suthep (no alto da montanha, mais flexível com datas) e no Wat Umong (em meio a natureza, com datas específicas). Se você tem tempo e precisa se dar um tempo, vale a pena incluir no roteiro de Chiang Mai. 

7. YOGA: Existem muitos studios de yoga pela cidade. A escola mais flexível é The Yoga Tree que dá para pagar por aula, por semana ou por mês dependendo do seu tempo. Tem meditação também.

- Veja o post Como a Tailândia Mudou a Minha Volta ao Mundo

Compras na Nimman Road

Compras na Nimman Road

Baan Kang Wat

Baan Kang Wat

d. COMPRAS: SHOPPINGS E MERCADOS

1. CENTRAL FESTIVAL (marcas): É o shopping mais completo da cidade em termos de marcas internacionais de roupas, acessórios, eletrônicos, etc.

2. CENTRAL PLAZA AIRPORT (marcas e eletrônicos): É um shopping muito completo com a maioria das grandes marcas.

3. CHIANG MAI GATE MARKET (comida): É um mercado de comida de rua que se estende ao longo da rua e dentro do pavilhão, onde estão frutas e legumes. É o lugar mais barato parar experimentar várias coisas num único lugar.

4. MAYA SHOPPING (marcas): É o shopping onde fica o melhor cinema da cidade, o mercado internacional e o co-working onde a maior a dos nômades digitais se encontram.

5. NIGHT BAZAAR (de tudo): É o mercado noturno mais turístico e caro de todos. Como nem todo mundo tem tempo de ir no final de semana, esse é o mercado que mais atrai turistas e por isso os preços são ligeiramente mais caros e as negociações nem sempre tão boas.

Chedi Luang 

Chedi Luang 

Three Kings Monument

Three Kings Monument

6. NIMMAN ROAD (roupas e acessórios): É uma rua que tem muitas cafeterias, mas também algumas boutiques de roupas e acessórios exclusivos de designers locais. Muitas coisas inclusive feitas à mão.

7. PANTIP PLAZA CHIANG MAI (eletrônicos): melhor lugar da cidade para encontrar eletrônicos novos, usados, originais e nem tanto, acessórios de todos os tipos e até fazer pequenos consertos.

8. SATURDAY NIGHT MARKET (de tudo): É um mercado noturno um pouco menor do que o Sunday Market, mas não menos interessante. Nesse mercado existem mais opções de prata, devido a proximidade com o templo de prata, o Wat Si Suphan que fica iluminados aos sábados.

9. SUNDAY NIGHT MARKET (de tudo): Sem dúvida o melhor mercado noturno de Chiang Mai que acontece apenas nos domingos. Ele começa no Tae Paeh Gate e se estende por várias ruas. Artesãos e comerciantes de várias partes do norte da Tailândia expões lá e os preços são ótimos por produtos de qualidade. Além de produtos típicos tailandeses como roupas, acessórios, há artigos de decoração, muita comida de rua, massagem e sempre tem show de dança. É o único mercado que acontece dentro da Cidade Antiga.

10. WARAROT MARKET OU CHINA TOWN (de tudo): É o China Town. Tem de tudo que se possa imaginar e com preços muitos bons, melhor do que qualquer outros mercado.

- Veja o post Como é o Inthakin Festival em Chiang Mai

chiang mai
chiang_mai_tailandia_5.jpg

 

e. COMER E BEBER

Existem opções para todos os gostos e bolsos, desde o café da manhã até beber nas altas horas.

1. BAAN KANG WAT OU DESIGNCRAF STUDIO (café): Se você quer paz, esse é o lugar! Ali é um centro de design e existem vários cafés tranquilos, o melhor chá thai da cidade, existem várias lojinhas que oferecem workshops dos mais diversos. Fica no caminho para o Wat Umong.

2. IBERRY GARDEN (café) : A maior concentração de gente com smartphone na mão. Esse café fica num jardim com estátuas grandes que dá para interagir e fazer fotos muito divertidas.

3. LOCAL CAFE (qualquer horário): Fica na Nimman Road e é imenso. São várias as opções de cafés, sucos (ponto pro de lichia!) e comidinhas por preços bem justos. Tem wifi e o espaço é ótimo para trabalhar.

4. SEE YOU SOON (qualquer horário): Um dos restaurantes mais famosinhos da cidade pela localização, bem do lado do Chedi Luang. É ótimo para almoço, pois oferece várias opções de comidas Thai e western e algumas opções misturadas por preços justos. Se você não gosta muito de pimenta, esse é um bom lugar para não sofrer.

5. THE FACES (qualquer horário): É um café no meio de um jardim. Lindo! Parece que está entrando numa floresta e não num café. Fica pertinho do Chiang Mai Gate.

The Harbour

The Harbour

Local Cafe

Local Cafe

5. THE HABOUR (noite): É o lugar favoritos dos estudantes da cidade. Fica atrás da universidade, tem vários bares, restaurantes e festas para todos os estilos, dos mais descolados até o mais refinados. Poucos turistas frequentam o The Harbour.

7. ZOE IN YELLOW (noite) : Esse é o lugar preferido dos mochileiros e está sempre ameaçado de fechar, pois atrapalha muito os vizinhos. O Zoe é um dos bares que ficam no Yellow Garden e o que toca música alta livre para a galera que pode ficar de pé ou sentado nas mesas coletivas. Os demais bares são ou silenciosos com cerveja bem mais barata ou clubs fechados com música alta. Fica perto do Tae Phae Gate.

- Veja o projeto Fotográfico Muay Thai, Uma vida de Dedicação

 

f. ONDE FICAR EM CHIANG MAI

DENTRO DA OLD TOWN,  caso você esteja com tempo curto ou só de passagem. Quanto mais próximo do Chedi Luang ou do Tae Phae Gate, melhor. O Hotel Nawa Sheeva por exemplo é maravilhoso em localização, comodidade e conforto. Os hostels dessa região também são muito bons, mas se você não pretende viajar sozinha (o), recomendo olhar hotéis, porque é uma cidade muito barata. Às vezes o valor de uma quarto privado é quase o mesmo de uma cama num dormitório de hostel.

REGIÃO DA NIMMAN ROAD, perto do Maya shopping caso você vá passar mais tempo ou queira trabalhar online como nômade digital. Existem muitos cafés, coworking e apartamentos mobiliados para alugar. Se você vai ficar mais tempo , é melhor escolher uma Airbnb no primeiro momento.

 -Veja o post O que Fazer em Bangkok: Guia de Atrações

Museu da Cidade

Museu da Cidade

Hotel Nawa Sheeva 

Hotel Nawa Sheeva 

 

g. TRANSPORTE

1. NA CIDADE: um red truck (songthaew) custa 20 bath dentro da Old City/Cidade Antiga (de um ponto a outro). Funciona assim: se você vai de um ponto a outro dentro da Old Town ou nas redondeza, o custo é de 20 Bath por pessoa. Pare um red truck e nem pergunte o valor, só diga para onde vai (escolha um templo próximo ou um dos portões, use o aplicativo Maps.Me para se localizar) e embarque no caminhão. Quando chegar lá, entregue o dinheiro já trocado e pronto.  Se o motorista quiser cobrar mais, ele vai avisar antes do embarque e você pode negociar ou deixar ele ir e para outro.

2. RODOVIÁRIA E ESTAÇÃO DE TREM: De ou para rodoviária ou estação de trem custa 40 bath por pessoa ou 50bath se tiver bagagem de red truck. Mesmo quando você compra passagem de ônibus por agência na cidade, ainda assim precisa ir até a rodoviária. O trem noturno Chiang Mai- Bangkok para no aeroporto Don Mueang de manhã cedinho. Preferimos o trem apesar de mais lento, porque sempre pegamos o vagão leito e dá para dormir melhor do que no ônibus e já economiza o hostel. Os valores são os mesmos do ônibus, mas o trem leva até 4 horas a mais para chegar. Ambos tem serviço de bordo: comissário, comida, cobertor e banheiro.

3. AEROPORTO: Do aeroporto eles cobram 150 bath por pessoa, mas o Uber sai bem mais barato(uns 70 bath) se você estiver indo para ele e pinar na frente do aeroporto, não no aeroporto. 

4. SCOOTER: Alugar scooter é fácil e a melhor opção para andar pela cidade, mas tenha em mente que existem muitas blitz pela cidade e você precisa ter habilitação internacional. Veja o item 12. Transporte e Direção do post Tudo sobre a Tailândia.

5. PARA O LAOS: Existem várias opções para Luang Prabrang e até Vientiane: vôo (rápido), slow boat (2 a 3 dias) e ônibus (12 horas) que para por 20 minutos no Templo Branco. Nós fomos de ônibus. Parar mais informações sobre as opções, veja o post Como ir de Chiang Mai para Luang Prabang.

- Veja o post O Templo Branco da Tailândia

Baan Kang Wat

Baan Kang Wat

Red Truck

Red Truck

 

h. MELHOR ÉPOCA

Chove de abril a outubro na costa oeste, onde está Chiang Mai. A temporada de queimadas que acontece entre novembro e abril no norte da Tailândia, sendo os piores meses são final fevereiro até final março onde a visibilidade pode chegar ao extremos de poucos metros em Chiang Mai. Veja mais detalhes de como é a temporada de chuvas no post Guia Completo das Monções da Ásia.

chiang mai

Já conhece nosso Facebook?

 

VEJA MAIS