O Que Fazer em Budapeste: Atrações e Informações

Translate here!

Texto: MONICA MORAS    Fotos: EDUARDO VIERO

Localizada as margens do rio Danúbio, Budapeste é admirável. Já foi construída, destruída, invadida e recuperada, ainda sofre com diferenças culturais e econômicas, não tem o mesmo apelo turístico do que Viena ou Praga, por exemplo, mas na minha opinião, é uma das capitais europeias mais interessantes de visitar. O clima parece mais descontraído e criativo, além de bem mais barato.

budapeste hungría eduardo e monica

 

BUDAPESTE

Budapeste foi colonizada pelos romanos, por isso os banhos públicos são tão populares. Até 1873, Buda e Peste eram cidades distintas que acabaram unificadas. Em Buda estão o castelo e um clima mais histórico e cultural. Peste é o centro comercial e agitado de dia e de noite. 

 

budapeste hungría eduardo e monica

O QUE VER EM BUDA

 

1. PALÁCIO REAL: Foi destruído e reconstruído várias vezes, tem como símbolo a escultura de uma pássaro e hoje é patrimônio da UNESCO. Nele ficam a Galeria Nacional Húngara e o Museu de História de Budapeste. A área externa é gratuita e linda demais de visitar e ver a cidade.

2. MONUMENTO DA LIBERTAÇÃO NA CITADELLA: A estátua de 14 metros uma mulher segurando uma folha de palma fica no topo da Colina Géllert em homenagem aos soviéticos. A paisagem desse ponto é inacreditável.

3. IGREJA MATYAS: É conhecida pelo seu telhado colorido. Foi construída no século 18, mas já sofreu várias transformações e durante as invasões chegou a ser mesquita para os turcos.

4. BASTIÃO DOS PESCADORES: Foi erguido no lugar das antigas muralhas de defesa de Buda no século 19. É um dos lugares mais bonitos para se ver a cidade e de onde se tem a vista do Parlamento.

5. PONTE DAS CORRENTES (SZECHENYI/ CHAIN BRIDGE): Foi a primeira ponte fixa a ligar Buda e Peste. É um dos lugares favoritos dos locais para sentar com os amigos, principalmente no final de tarde. Além dela existem mais 4 pontes lindas também.

budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica

 

O QUE VER EM PESTE

 

1. PARLAMENTO HÚNGARO: É o edifício mais imponente da cidade. São mais de 250 metros de comprimento e 100 de altura. Foi construído em 1902 e inspirado no parlamento britânico. A noite, com as luzes acessas,  também é lindo de ver. É possível fazer visita guiada paga.

2. SHOES ON THE DANUBE BANK: É um memorial de 40 metros nas margens do rio Danúbio, na frente do Parlamento. São sapatos esculpidos em ferro que simbolizam os judeus mortos no holocausto. Naquela época, a coisa mais cara que as pessoas possuíam eram os sapatos, e antes deserem baleados e seus corpos caíssemnas águas geladas do rio, eles eram obrigados a ficar descalços.

3. BASÍLICA DE SÃO ESTEVÃO: Construída em homenagem ao primeiro rei católico da Hungria. Do alto se tem uma vista muito bonita da cidade.

4. RUA VÁCI: É a rua do comércio e uma das mais agitadas desde o século 19. Lá tem de tudo que se possa imaginar.

5. DEAK FERENC: É um ponto de referência na cidade. Todo mundo se encontra lá! São diversos bares no entorno e no verão o pessoal fica com os pés na água aproveitando o sol a água fresca.

6. AVENIDA ANDRASSY: É a avenida mais elegante da cidade que leva para os pontos turísticos. Nela estão hotéis, a Opera Nacional da Hungria e prédios imponentes.

7. GRANDE SINAGOGA: Foi fundada em 1859 e onde se vê uma escultura de ferro chamada Árvore da Vida, já foi cova coletiva dos judeus mortos durante o holocausto. Na escultura estão os nomes de todas as vítimas. Lá também está o Museu Judaico.

8. DISTRITO JUDEU E A GOZSDU COURT: É a região mais animada da cidade. Na galeria que atravessa uma quadra inteira, a Gozdu Court tem vários pubs e restaurantes que entram noite a dentro. Como nosso Airbnb era do lado, sempre íamos no Epic que tinha a cerveja mais barata e wifi grátis. Na rua da frente, Kiraly tem pizzaria de balcão, kebab e até mercado 24h.

9. CENTRAL MARKET HALL: Também conhecido como Nagycsarnok é o mercado mais antigo da cidade e fica perto da Ponte da Liberdade. É o melhor lugar da cidade para experimentar a culinária local e levar umas lembrancinhas para afamília. Lá dentro é tão organizado que nem parece uma mercado público.

10. BANHOS PUBLICO: São diversas opções pela cidade com preços acessíveis. A água quente é uma excelente pedida em dias de verão e de inverno. É o programa favorito dos locais. Os mais conhecidas são a Szechenyi no Parque da Cidade e o Gellert construída junto ao rio Danúbio. Se chegar no final da tarde tem desconto. Todos oferecem guarda volumes e vestiário.

budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica

 

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

  • MOEDA E CÂMBIO: Forints Húngaros. É fácil encontrar casas de câmbio na região turística, mas atenção para a cotação do Euro que varia bastante entre elas. Alguns bares e restaurantes aceitam euros.
  • CUSTOS: É uma das capitais europeias mais baratas. Dá até para ir num restaurante sem sentir culpado.
  • LÍNGUA: Na região turística todo mundo fala inglês.
  • SEGURANÇA: A região turística é bem segura, mas evite andar a noite por ruas muito escuras. Cuidado com pickpockets não importa o horário do dia e é normal ver sem-teto e refugiados dormindo nas estações de metro, mas eles não pedem nada. Veja o post 10 Atitudes de Segurança na Estrada.
  • QUANTO TEMPO FICAR: Mínimo 2 dias. Só Buda precisa quase 1 dia inteiro.
  • MAPA: Baixe o app off-line Maps.me para traçar rotas de uma lugar para o outro sem consumir dados.

 

ONDE FICAR

Os melhores lugares são próximo da Deak Ferenc ou da Rua Váci, ambos em Peste, pois é na região turística, dá para percorrer tudo a pé e ainda ter opções de tram e metro. Nós pegamos um Airbnb na rua paralela ao Gozsdu Court. Studio privado e completo, com tudo que precisávamos e numa localização perfeita por um preço ótimo, porque passamos uma semana.

 

COMO CHEGAR E SAIR

É possível chegar de trem, de ônibus ou de avião. As três estações de trem e o terminal de ônibus se conectam com o metro. Já o aeroporto se conecta com o centro da cidade através de ônibus. Nós chegamos de ônibus vindos da Bratislava (2h) e saímos de ônibus para Cracóvia (6h). Veja o post Como Viajar pela Europa Gastando Pouco.

Budapeste_E&M_2016_00002.jpg
budapeste hungria eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica
budapeste hungría eduardo e monica

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS