O Que Singapura Tem

Translate here!

Texto: Mônica Morás   Fotos: Eduardo Viero e Mônica Morás

Desde o começo da viagem ir para Cingapura (cidade) em Singapura (país) sempre foi uma dúvida. Além de ser um país caro, todo mundo dizia que era um lugar “sem muitas coisas para fazer”. Mas diferente das opiniões alheias e com companhia da Tati do @gauchospelomundo, que mora lá há 7 anos, que deu dicas preciosas quando estávamos montando o roteiro da Ásia e que ainda nos encontrou todos (T-O-D-O-S) os 4 dias para o happy hour, descobrimos uma cidade incrível, cheia de opções e muito moderna. E cara!
Nesse post contamos como foram nossos dias por lá, mas no post 7 Coisas para Fazer em Um Dia em Cingapura montamos um roteiro para quem está em stopover por um dia só.

Andamos muito por Cingapura e para entender um pouco, a cidade é um mistura principalmente de Malaios, Chineses e Indianos e isso explica o Little India com todo aquele colorido e mistura de cheiros, o China Town, onde estão a maioria dos turistas e o Arab Street, a área muçulmana. Além desses mercados, também fomos no Bugis, onde se encontra de tudo por preços muito bons, os melhores na verdade. É lá também que fica aquele condomínio com escadas coloridas em espiral. Já a Orchard Road é cara, porque é onde estão as marcas de luxo, uma do lado da outra. Resumindo, Singapura é uma Ásia organizada, limpinha e cara!

Foi impossível não se impressionar com as luzes do Gardens by The Bay, com o baía de Cingapura e a quantidade de barzinhos de frente para o Marina Bay Sands. Aquela região é um delícia para aproveitar a noite!

Ainda falando em aproveitar a noite, o Clarke Quay foi outro lugar que tem um clima especial para relaxar. É cheio de barzinhos, gente sorridente e restaurantes coloridos e ainda dá para pegar o barco e fazer um tour na região. A única coisa chata é o preço da cerveja, 15 Singapura dólar por pint, pelo menos!

Mas quando se trata de comida, Cingapura tem a melhor mistura que já experimentamos. É impossível não comer bem por lá com tantas opções diferentes. Como continua sendo um país caro, optamos por frequentar principalmente food court e com no máximo 10 S. Dolar para os dois, comíamos muito bem. Do lado do nosso hostel no Lavender, tinha um food court 24h com cerveja 600ml por 6 S.Dolar, um achado!

Fomos na Sentosa Island, onde fica a Universal e mais algumas atrações, mas a praia é que mostrou o verdadeiro final de semana do pessoal, que vai encontrar os amigos, praticar algum esporte, relaxar na beira do mar ou simplesmente levar a família pra um programa diferente. Isso sim é lifestyle! Quem mora por lá tem tudo que uma cidade moderna pode oferecer em termos de atrações e segurança. Dizem que as câmeras de segurança pública fazem pelo menos 60 fotos de cada pessoa desde o momento que ela sai de casa. Melhor seguir as regras!

Para chegar em Singapura, tem ônibus que saem de diversos pontos da Malásia por em média 15US$, já um voo custa apenas 17US$ de Kuala Lumpur! Dá para comprar Sim Card em qualquer loja de conveniência, principalmente na 7Eleven, mas eles exigem o passaporte (não vale a cópia!). A melhor e mais barata forma de se locomover por Cingapura é de metro. Mas se precisar de taxi, dá pra confiar.

Para ir para Sentosa, o melhor existe a opção de monorail, teleférico (mais caro) ou caminhar 500 metros por uma ponte cheia de barzinhos. Nós caminhamos. Lá existem linhas de ônibus gratuitas para andar pela ilha, é só olhar o mapa qual linha atende o roteiro que você quer fazer. . 

Nós passamos 4 dias em Singapura, sentimos que aproveitamos bem o lugar e ficou aquela vontade de um dia voltar. Quem sabe?!

Para quem só tem algumas horas ou um dia em Cingapura, nós temos o post o post 7 Coisas para Fazer em Um Dia em Cingapura montamos um roteiro para quem está em stopover pela cidade, com dicas de como chegar e sai do aeroporto, o que comer, onde ir, como ir e com os tempos necessários.

E fica aqui registrado o nosso agradecimento do fundo do coração pelas noites animadíssimas na excelente companhia da Tati. A nossa viagem não é feita dos lugares lindo que a gente visita, mas das pessoas incríveis como a Tati que a gente encontra pelo caminho. 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS