Roteiro: Eduardo e Mônica na Ásia

Translate here!

Texto e Desenhos: Mônica Morás

Quando se trata de planejamento, faz todo sentido dizer que “Eduardo e Mônica eram nada parecidos”. Eu prefiro pesquisar os lugares e o Eduardo prefere deixar o vento levar. Então entramos num acordo justo: faríamos as duas coisas nessa viagem! Teríamos um roteiro guia, com coisas que adoraríamos fazer, mas totalmente aberto para descobrir novos lugares.

Eu já contei aqui que nós planejamos tudo para passar três meses viajando pela América, mas um mês antes da viagem mudamos tudo e fomos direto para Moscou. Já começamos as infinitas mudanças de roteiro ali, mesmo antes de viajar.

Antes de viajar, definimos o que gostaríamos de fazer e de fato nós fizemos tudo isso e muito mais. Fizemos coisas que nem imaginávamos que existiam por esses lados aqui! Já somamos 11 países e 44 cidades nesses 9 meses na estrada. 

ROTEIRO ANTES DA VIAGEM

Como já tínhamos decicido que viajaríamos por um ano pela Ásia, ficava mais fácil fazer um roteiro.

1.     Decidimos os países que gostaríamos de conhecer e pesquisamos superficialmente algumas coisas para fazer em cada um dos lugares.

2.     Pesquisamos a melhor época do ano para visitar cada lugar e fugir das monções asiáticas e invernos extremos. Como o primeiro plano da América já incluía essa fuga para quando chegássemos na Ásia, só precisaríamos prestar atenção para não chegar cedo ou tarde demais nos países. E se isso acontecesse, onde seria menos menos arriscado estar.

3.     Pesquisamos vistos, se era necessário porvidenciar no Brasil ou se poderia ser no caminho (países de fronteira), quais países davam isenção de visto e quanto tempo poderíamos ficar em cada lugar. Tendo essa informação, já cortamos alguns países que não conseguiríamos cumprir as exigências do visto.

5.     Montamos nosso roteiro apenas com os nomes de países e por onde entraríamos e saíriamos de cada um, para ter uma sequência logística onde não gastássemos demais com passagens aéreas.

6.     Estimamos um tempo para ficar em cada país considerando as coisas que gostaríamos de fazer. Como havíamos cortado a América, nosso roteiro finalizaria em aproximadamente 8 meses.

ROTEIRO PREVISTO: Rússia, Mongólia, China, Indonésia, Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja. Índia e Nepal a decidir.

ROTEIRO DEPOIS DA VIAGEM

O roteiro foi mudando quando começamos a viagem. Conhecemos pessoas, descobrimos alguns lugares que quisemos ficar mais tempo, entendemos que o nosso estilo de viagem é devagar, aproveitando o momento, e temos consciência que cada experiência é única. Por isso nós não vamos para lugares que já entendemos que não combinam com nosso estilo e respeitamos quem amou alguma cidade que não nos agradou por alguma razão. O motivo de gostar ou não de algum lugar é pessoal e indiscutível, simples assim!

Como descobrimos vários lugares para visitar no meio do caminho, sempre avaliamos tudo que as pessoas nos dizem e fazemos uma pesquisa básica para definir se realmente vale a pena ir ou não. Quando vale a pena a visita, pesquisamos mais a fundo pouco tempo antes de comprar as passagens: como chegar (ônibus, trem, barco, avião), onde chegar, como ir até a casa/hostel (custo médio do tuktuk), se não tivesse casa, qual a melhor região para procurar uma, e se for fronteira com visa on arrival, como funcionava o visto. Depois disso pesquisamos os lugares recomendados para visitar. Quando o destino envolve um vôo, conferimos tudo isso com maior antecedência. Esse processo nos consome poucas horas de um dia, mas é essencial para a nossa segurança.

Quando chegando no lugar, a primeira coisa que fazemos é arranjar um mapa grátis e descobrir os lugares sugeridos nele. Se não temos um lugar para ficar, arranjamos um para poder largar as mochilas e vamos dar uma volta pela cidade. Só então decidimos quanto tempo de fato ficar e o que fazer, porque algumas cidades próximas podem ser visitadas em day trip. Por isso quando não temos certeza de um lugar, nunca reservamos mais do que uma noite, mesmo que essa reserva seja feita na hora num hostel.

Viajar a longo prazo nos ensinou a viajar com calma, deixando as coisas acontecerem mais naturalmente, nos permitindo mudar o roteiro quantas vezes forem necessárias.

ROTEIRO REALIZADO: Rússia, Mongólia, China, Hong Kong, Filipinas, Indonésia, Tailândia, Laos, Camboja, Vietnã e Coréia do Sul. Índia e Nepal a decidir.

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS