Alinhamento Central: Composição Centralizada

Texto e Fotos: EDUARDO VIERO   

Tenho falado muito sobre o tema composição. Nos artigos que escrevi falei e forma mais simplificada de todos eles, por isso vou escrever um artigo para cada um dos tipos de composição que acho interessante e importante para todos os fotógrafos, de amadores a profissionais. Recentemente escrevi um guia completo sobre a regra dos terços , regra essa que eu acho fundamental para todos. E agora vou escrever sobre outra que utilizo muito em minhas fotos: a composição centralizada.

Pode parecer a mais simples e é claro, há uma forte razão pela qual tantos fotógrafos, ao dar conselhos a iniciantes, começam com a frase “não coloque seu objeto no meio”. Então, antes de evitá-la, talvez devêssemos primeiro entender por que isso é tão evitado. E a razão para isso é muito simples.

Composição Centralizada-Edu e Mônica

Tudo começa por aqui…

Imagine a cena: Te apresento o João. Ele é um cara com mais ou menos 30 anos. Ele tem um emprego, uma esposa e dois filhos, um menino e uma menina. Ele nunca teve muita experiência com a fotografia além das fotos que faz com celular para registrar seus momentos de família, mas acabou de comprar uma câmera para fotografar sua família. Ele pega para tirar um retrato de seu filho mais novo, enquadra a cena e tira uma foto.

Agora me diga, onde você imagina que seu filho, como um elemento de composição, é colocado dentro do quadro? Exatamente, no centro da foto. Todos sempre fizeram isso, quando ainda não cortavam parte da cabeça ou dos pés na foto. E isso acontece ainda até hoje.

Composição Centralizada-Edu e Mônica

O problema (ou talvez a solução) é que muitas pessoas agora evitam a composição central. Todo mundo conhece a regra dos terços, e não é que muitas pessoas não saibam como compor corretamente o objeto no meio ou quando fotografar.

O grande segredo para mim na composição centralizada é sobre simetria, entender se a foto ficou de forma simétrica harmônica ajuda muito nessa composição.

Composição Centralizada-Edu e Mônica

como fazer a composição centralizada

 A composição central é a mais simples de todas. Ela é muitas vezes calma, estática e simples. Ao compor seu assunto no centro, você está basicamente colocando-o na frente do espectador como se estivesse tentando apresentá-lo. Ela também ajuda a enfatizar o espaço em torno de seu objeto ou assunto, pois ele se torna a única coisa que leva o espectador a olhar para onde você pretendia que ele fosse olhar.

Exemplos não faltam para demonstrar isso. Você pode usar paredes como quadros e colocar seu assunto no meio, ou você pode ir para um estrada, ficar no meio dela e colocar seu objeto ou assunto no meio, dando uma sensação de profundidade, entre tantas outras opções. Leia mais sobre objeto/assunto aqui.

Composição Centralizada-Edu e Mônica

 O melhor é usar linhas que dividem o quadro ao meio. Tente usar uma linha que cruze de cima para baixo e outra da direita para esquerda. Essas linhas vão se cruzar no meio como a imagem abaixo. Isso cria uma imagem muito mais simétrica, principalmente se suas fotos forem quadradas ou cortadas no quadrado. Veja um exemplo abaixo.

Alinhamento+Central+Eduardo+e+Monica.jpg
Regra+de+Alinhamento+Central+Eduardo+e+Monica.jpg

Estar consciente da simetria pode criar um senso maior da estrutura e transformá-la em composição. Experimente usar tanto formas quadradas quanto retangulares. As formas quadradas são ótimas para criar imagens balanceadas e simétricas, enquanto retangulares compõem formas mais assimétricas, principalmente por seguirem a “regra dos terços”. Falei mais sobre isso no artigo Composição Fotográfica com Formas Geométricas e Simetria

Não pense que você deve preencher o quadro inteiro. Você pode criar diferente sentido de equilíbrio em sua composição, mas isso depende de como você vai enxergar a imagem e enquadrá-la.

Composição Centralizada-Edu e Mônica.jpg
Composição Centralizada-Edu e Mônica 1.jpg
Composição Centralizada-Edu e Mônica2.jpg
Composição Centralizada-Edu e Mônica
Composição Centralizada-Edu e Mônica4.jpg

Concluindo

 A composição centralizada, assim como a regra dos terços são, de certa forma, ferramentas que nos auxiliam a compor nossas fotos de forma mais harmônica, criativas deixando-as mais atrativas.

Eu pessoalmente adoro a composição centralizada, como disse antes. Gosto muito da simplicidade dela, dando ênfase no que realmente importa. Os exemplos de fotos que postei aqui mostram quando a regra usada de forma correta, podem dar um poder maior a sua foto.

Ficou com dúvida? Escreve aqui embaixo nos comentários.

VEJA TODOS OS POSTS DE FOTOGRAFIA

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK

SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS E @EDUVIERO

VEJA MAIS