Fotografia de Viagem: Contando uma História com Fotos

Texto e Fotos: EDUARDO VIERO

Num tempo onde todo mundo tem câmeras boas nos seus telefones (smartphones) e que todos nós compartilhamos nossas experiências e fotos de viagens nas mídias sociais, não é raro a gente se questione sobre a fotografia. São perguntas como: Será que tudo já foi fotografo?  Será que eu consigo contribuir com algo diferente com minhas fotos? Como e o que devo fazer?

Um dos maiores desafios para um fotógrafo de viagem nos dias de hoje é ter sucesso ao fazer fotos de forma criativa e com uma visão diferenciada. E isso é possível? Provavelmente sim, mas para isso você terá que se esforçar muito mais. Nesse artigo eu vou dar algumas dicas importantes que você precisa saber para capturar fotos de viagem que contam uma históriadurante o tempo que estiver viajando.

Marrocos

Uma forma de fazer fotos interessantes de viagem, é fazer elas de forma não tradicional, uma imagem diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver. E para isso existem algumas tecnologias que facilitam isso, como por exemplo, o uso da GoPro, drones e câmeras que fazem vídeos em 360º.  Todos esses são novas ferramentas que nos mostram o mundo de forma diferentes e, claro, de novos ângulos.

Mas nesse artigo eu vou mostrar uma forma diferente de criar um trabalho muito mais interessante. Para isso você não precisa viajar para longe ou comprar equipamentos caros, como esses que citei antes, para ter um belo resultado em suas fotos. Até porque eu não sei se a fotografia com drones estará aqui para sempre ou não se tornará comum em pouco tempo. Mas tem uma coisa que nós nunca ficaremos cansados: a conexão emocionalmente com uma história. E é sobre isso que vou falar aqui nesse artigo, sobre contar um história com fotografia, o chamado visual storytelling. 

Fazer fotos lindas de viagem requer que você conte uma historia. Uma história não apenas de pessoas e lugares que você viu ou visitou, mas sobre você mesmo e como se sentiu, fazendo com que cada foto represente você.

Malaca, Malásia

Visual Storytelling

Contando histórias através da fotografia

1. Não mostre uma foto, conte uma história

Fotografia de viagem é muito mais do que sair e fazer algumas fotos de suas viagens e lugares que esteve. Não se sinta triste por isso, mas a maioria das pessoas não dá importância para os lugares que você visitou e as fotos que você fez. Pessoas são egoístas, porém há uma forma de mudar essa situação: criando conexões através de uma história.  

Uma vez que você entender que seu trabalho não é apenas documentar os lugares que visitou, mas sim, contar uma história de como você se sentiu estando lá, algo inusitado vai acontecer. Você vai começar a fazer e criar fotos de viagens que trazem emoção. As pessoas procuram conexões nas fotos com algo que já viram ou sentiram. Só assim as pessoas darão mais importância para seu trabalho, seja ele um projeto ou uma história.

Fazer isso não é complicado. Antes de você partir para sua próxima viagem, pergunte a você mesmo:

  • Que tipo de “Argentina”, “Tailândia”, “Jalapão”, “Rio de Janeiro” ou "(insira aqui o nome de uma lugar)" eu quero mostrar no meu trabalho ou projeto?
  • Quero que minhas fotos mostrem coisas divertidas, coloridas? Ou algo dramático ou triste?

Isso porque não existe uma “Tailândia” ou uma “Argentina” única. Existem várias conceitos na nossa cabeça, principalmente porque já vimos fotografias desses lugares antes, então somos condicionados a algum tipo de imagem ou fotografia que já existe.

Para um fotógrafo, a Tailândia pode ser colorida, alegre e movimentada, enquanto para outro ela pode ser calma e serena. As pessoas não estão interessadas em ver apenas outro cartão postal. Elas querem ver esses lugares através do seu olhar, querem perceber que você esteve lá mesmo sem estar nas fotos e querem poder se imaginar lá.  

Pense nas suas fotos mais como um filme do que apenas um documentário que registra os momentos. Eu falo isso porque por muito tempo eu fiz isso de apenas documentar lugares e pessoas e contei poucas histórias.

Pergunte a você mesmo: o que eu estou sentindo agora mesmo sobre esse lugar ou pessoa? E aí use o seu equipamento para capturar isso e passar para sua fotografia usando ângulos para compor, cores, a composição em si, elementos, etc. Adicione tudo isso e passe sua mensagem.

 Essaouira, Marrocos

Essaouira, Marrocos

A importância de pesquisar o lugar antes de ir

Nós já falamos sobre a importância de pesquisar sobre os lugares antes de visita-los e fotografa-los no artigo 10 Dicas para Fotografar Cidades. E também o quanto é desafiador chegar num lugar tento uma imagem distorcida e ter que rapidamente repensar toda a fotografia, como me aconteceu em Nápoles e eu contei no artigo Como Fotografei Nápoles, A Cidade das Pessoas.

Muitos de nós fazemos um enorme esforço financeiro para viajar para lugares distantes, apenas para fazer uma foto que já foi feita antes e já foi vista por todos. Uma foto feita no mesmo lugar, na mesma hora e com a mesma composição, às vezes só para ganhar mais likes na foto. Não que isso seja errado, mas devemos ao menos tentar fazer diferente do que já foi feito, como fotografar em horários diferentes, com luz diferente e enquadramento diferentes, mudando o ângulo da foto.

Faça um teste pesquisando no Google imagens de Machu Picchu no Peru ou Fontana Di Trevi na Itália ,e até a Torre Eiffel na França. As fotos desses lugares são quase todas sempre as mesmas e quando se diferenciam, são arriscadas em termos de segurança pessoal. Falamos disso no artigo Como o Instagram Mudou a Forma de Viajar e Fotografar

Como eu disse antes, não tem nada de errado fazer a mesma foto que todas já fizeram, até porque somos conduzidos a isso. As mesmas fotos desses lugares, se tornaram clichês, porque provavelmente são boas, são feitas de lugares que deram uma boa fotografia. Eu acredito que é válido reproduzir essas mesmas fotografias dos cartões postais, desde que sabemos que essas fotos não serão únicas e que todos terão a mesma imagem. 

Eu acredito que uma das primeiras coisas para ter uma foto única é fazer uma pesquisa. Sim, pesquise o lugar que você vai e se inspire nas fotos que já foram feitas, mas pense de forma diferente ao ir captura-la. Procure algo novo, seja crítico e analise bem o que vai fotografar. Procure um ângulo novo dentro de uma composição bonita e conte uma história. 

A foto abaixo é uma foto que fiz no verão italiano na Fontana di Trevi. Eu já havia fotografado ela de forma tradicional, e depois disso resolvi mostrar de outro ângulo e contar uma história com essa foto. Nesse momento eu mostro como estão os pontos turísticos de Roma. Essa foto gera muito mais interesse e assuntos do que apenas a Fontana di Trevi em si. Leia também 9 Dicas de Como Fotografar Pessoas ao Redor do Mundo

 Fontana di Trevi, Roma

Fontana di Trevi, Roma

2. Não é o equipamento, é você

As melhores fotos feitas na história foram fotografadas com equipamentos fotográficos muito mais inferiores do que a maioria de nós temos. Felizmente, ótimas fotos de viagem podem serem feitas mesmo que equipamentos fotográficos simples, como celulares.

Então, pense muito antes de investir em uma nova câmera ou lente cara antes de ir viajar, a menos que você realmente precise. Invista seu tempo e dinheiro em um curso, livro ou workshop. Qualquer um deles podem te ajudar muito a melhorar suas habilidades na fotografia, fazendo com que você capture as mais belas imagens e histórias enquanto viaja. Recomendo ler os artigos Câmeras e Lentes Fotográficas para Iniciantes e Como Fotografar com Celular: 8 Dicas Fáceis. E se quiser aprender mesmo fotografia, veja o Guia de Fotografia para Iniciantes

Tiro de Laço, Dom Pedrito-RS. Veja as fotos aqui

3. Se esforce para atingir seu objetivo

As melhores cenas e imagens não estavam lá apenas esperando alguém chegar lá e faze-la. Belas fotos geralmente requerem muito esforço, dedicação, treino, paciência e inteligência. Mesmo que você esteja viajando com outra pessoa, tire para você mesmo um tempo para andar e fotografar sozinho, ou até mesmo fotografar com algum grupo de fotógrafos que você pode encontrar por aí.

Acorde cedo, volte quantas vezes puder ou precisar para o mesmo lugar que você fotografou para fazer a foto perfeita. Se for possível, procure um guia local para ele poder te mostrar lugares únicos e que ninguém conhece. Se seu dia não foi produtivo, e isso acontece comigo com frequência, não desanime, pois amanhã você terá outras oportunidades. Escrevemos sobre isso para o blog da Canon Brasil

Dois Gaúchos no interior do Rio Grande do Sul, fazendo um Churrasco no campo após terem participado de um torneio de Tiro de laço

Para concluir: para ser um excelente fotógrafo de viagem é preciso ter a habilidade de transmitir a essência do lugar de forma com que a pessoa que está vendo suas fotos tenha uma experiência única. E isso nada mais é do que transmitir algo através da sua visão sobre a cena ou a pessoa fotografada. Isso que você transmite através de suas fotos é único e ninguém poderá copiar. 

VEJA TODOS OS ARTIGOS DE FOTOGRAFIA

PIN IT :) 

Fotografia de Viagem: Contando uma História com Fotos

Fotografia de Viagem: Contando uma História com Fotos

CONHEÇA NOSSOS PRESETS DE LIGHTROOM

Já CONHECE O NOSSO FACEBOOK?

VEJA MAIS