Gili Trawangan, Um Pequeno Paraíso na Indonésia

Translate here!

Texto:  MONICA MORAS     Fotos: EDUARDO VIERO e MONICA MORAS

Bali, começo de setembro: “Edu, a gente podia passar uns 5 dias em alguma das Gili Island e depois voltar pra conhecer mais aqui.” “Tá, pode ser!”. Depois de 18 dias em Gili Trawangan: “Edu, hoje é último dia pra marcar o barco de volta pra Bali. Nosso voo pra Bangkok é daqui 3 dias.” E foi assim que passamos 20 dias em Gili T, a maior das 3 minúsculas Gili Islands e ignoramos completamente as demais praias da Indonésia.

 

COMO É GILI T

A ilha é tão pequena que pode se dar a volta nela de bicicleta alugada em 1h, e por ser uma ilha, ainda da pra ver o nascer o e por do sol.

Com água cristalina e alta visibilidade, é o melhor lugar para mergulho e para snorkeling. E não é preciso ir muito longe, já que as tartarugas costumam ficar bem na beirinha durante a manhã.

Existem várias opções de passeios na ilha, incluindo a ida para as outras ilhas Gili. Gili Air é menor e mais rústica, mas ainda oferece alguns conforto aos turistas. Gili Meno é a média e bem rústica. E Gili Trawangan é a maior, com várias opções turísticas, hospedagem e alimentação para todos os orçamentos. Veja mais os pontos positivos e negativos de Gili T no post O Que Você Deveria Saber sobre Gili Trawangan.

 

COMO ERA A NOSSA ROTINA

De dia aproveitávamos para ficar blogando e/ou fazendo nada nos bangalôs a beira mar no restaurante do nosso hotel, o Melati, e a noite andávamos um pouco a procura de um lugar para jantar, às vezes parando no mercado noturno de comidas. Mas nunca comemos lá, porque não valia a pena, já que o preço do Mie Goreng e do Nasi Goreng era o mesmo dos restaurantes, só que com o dobro de pimenta. E o lugar era mega disputado para sentar, quem estava sentado tinha que estar comendo a comida da barraquinha referente as mesas, e a Bintang, que já não é barata nem uma cerveja boa, era vendida quente. 

Algumas noite aproveitamos o pub do Sama-Sama, um bar com música ao vivo que lota todos os dias e do outro lado da "rua" fica uma extensão dele, onde as pessoas conseguem se escutar. Os drinks eram bem baratos e bons. 

Foi em Gili T que tivemos uma crise feia que quase acabou com a viagem. Leia aqui.

O MAR EM GILI TRAWANGAN

O maré é baixa de manhã, o que facilita para ver as tartarugas. A partir do meio dia a maré sobe e andar de barco no final de tarde pode ser apavorante com o tamanho das ondas. O cuidado na área de snorkeling precisa ser redobrado com os corais, pois entrar na água é algo complicado. Passa-se mais tempo tentando entrar e sair da água do que de fato fazendo snorkeling. Sair de lá sem nenhum arranhão é algo raríssimo.

 

TOUR PARA KOMODO ISLAND

Existe o passeio para Komodo Island e algumas outras ilhas para ver obviamente os dragões de Komod. O passeio custa o equivalente a 500 reais, são várias pessoas num barco por 3 ou 4 dias e pouca estrutura (poucos banheiros, calor, etc) para suportar esses dias todos dia viagem tendo o barco como “casa”. Não fizemos o passeio, porque era muito caro, porque estamos sem espírito de aventura, e porque nossa casa em Bangkok (nosso destino seguinte a Gili T) ficava a 10min do Lumpini Park, onde os dragões de Komodo estão por toda a parte.

Veja Como Chegar em Gili Trawangan a partir de Ubud em Bali.

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS