Roteiro em Madri: 4 Dias Passo A Passo

Texto: MONICA MORAS @monicamorasFotos: MORGANA MORAS | @morganamoras

Montar um roteiro em Madri não é tarefa fácil. A cidade tem história, arquitetura muito bem preservada e é feita para caminhar, e caminhar muito, já que tudo é interessante e as atrações ficam relativamente próximas umas das outras, sempre passando prédios, monumentos, chafarizes, e é claro: churros com chocolate quente!  

COMO USAR ESSE ROTEIRO DE 4 DIAS EM MADRI

  • O roteiro é em modo econômico, testado e aprovado. Minha mãe também fez esse roteiro.

  • Quase tudo é feito a pé e o que não é, eu indiquei como faz. E você vai caminhar vários quilômetros sem nem perceber! 

  • Esse roteiro é de 4 dias, mas se você quiser fazer tudo mais devagar, consegue usar ele até 5 dias tranquilamente. Mas se você tiver apenas 3 dias, corte o dia 3 do roteiro.

  • O dia 3 é dedicado a livrarias, lojinhas e mercados. Mas não é por isso, é pelo bairro mesmo que é bonito e para vicie ter tempo de fazer compras no final do dia.

  • Use o Maps.me, aplicativo grátis e off-line mapas, para pinar todos o pontos que eu indiquei e traçar rotas a pé ou de metro.

  • Considerei o tempo de fotografar, afinal o esse blog também é de fotografia! Veja dicas de fotografia de celular e como fotografar cidades.

  • Indiquei lugares para comer, mas só se o seu orçamento permitir. Se não, tem dicas de economia lá no final.

  • Para happy hour e jantar, deixei as dicas no final.

  • No final tem dicas úteis de Madri de compras, como economizar, usar transporte e mais algumas dicas essenciais.

  • O hotel desse roteiro era o Espahotel Plaza de España, super bem localizado, na frente de uma metro e num dos extremos da Gran Vía. 

  • Considerei tempo para compras na Gran Vía no final do dia, porque não gosto de carregar sacolas enquanto estou turistando. 

  • Divirta-se, porque Madri é surpreendente! 

DIA 1: ROTEIRO EM MADRI

Vá de metro até a estação Santo Domingo (linha vermelha) ou Callao (linha amarela e verde)...

1. GRAN VÍA, A BROADWAY MADRILEÑA

A Gran Vía é uma das principais avenidas da cidade. Para quem ama arquitetura, essa avenida é incrível, pois é cheia de prédios grandiosos com arquitetura muito bem conservada. Além disso, a Gran Vía é uma avenida comercial com lojas de vitrines enormes de marcas famosas, bares, restaurantes, cafeterias, teatros e é por isso que é conhecida como a Broadway Madrileña. 

De uma ponta a outra, a distância é de 1,7 km, ou seja, em mais ou menos 30 minutos você teoricamente poderia percorrer ela inteira, mas na prática, você pode passar hora, porque não falta o que fazer nessa rua. Para se ter uma ideia, a Primark daqui é imensa! No final de semana ela fica tão movimentada que às vezes tem até fila na porta. Bem no final dela na Plaza de Cibeles, fica o Edifício Metropolis, um dos primeiros arranha-céus da cidade.  

2. EL CORTE INGLÉS

El Corte Inglés, que fica na frente do metro Callao, é um centro comercial com oito andares de lojas e restaurantes. Além do lugar em si, vale subir no último andar e visitar o terraço com vista para a cidade.  

3. CALLE DE PRECIADOS 

A Calle de Preciados é uma rua fechada para os veículos e cheia de comércio. Para quem está na vibe consumista, ela pode ser uma tentanção. E mesmo que não curte compras, ela é bem interessante de conhecer. Apesar dela ser a rua principal, as paralelas e adjacentes também tem ótimas lojas. Uma curiosidade é que a rua tem esse nome, porque ali ficava a casa dos Irmãos Preciado, onde um empresário abriu um centro comercial chamado Galerias Preciados, algum tempo depois.

4. PUERTA DEL SOL

A Puerta del Sol é onde a vida acontece em Madri. É ponto de passagem, de encontro, de protestos e onde fica a maior estação de metrô de Madri, a estação Sol. No entorno da praça estão lojas de marcas internacionais como Apple e Sephora, e também lojas tradicionais espanholas. E no centro da Puerta del Sol está a estátua El Oso y el Madroño, um urso de bronze apoiado em uma árvore de morangos, que é o símbolo da cidade e está também no escudo de armas da cidade. 

Talvez você esteja com fome...

5. MUSEO DEL JAMÓN

O Museu del Jamón é um ótimo lugar para almoçar ou fazer um lanche. Além dos próprios jamóns (presunto cru em espanhol), tem a paella. Um baguete custa em torno de 3 euros, mas tem sanduíches mais baratos. Para saber, os preços para comer nas mesas ao livre são mais caros do que no balcão interno. 

Talvez você queira um doce... todos custam em torno de 4 euros... 

6. CHOCOLATERIA SAN GINÉS

A Chocolateria San Ginés é uma das mais tradicionais da cidade e serve um dos doces mais típicos da cidade, o churros com chocolate quente. O espaço existe desde o século 19, fica aberto 24h e serve o churros (6 un), aqueles bem fininhos, com uma xícara de chocolate quente meio amargo. O chocolate é grosso para poder molhar o churros nele.  Leia também Onde comer Churros em Madri

7. PARROQUIA DE SAN GINÉS

É das mais antigas de Madri e que você vai passar na frente. 

8. LOS ARTESANOS 1902 

Los Artesanos 1902 é o restaurante familiar original que tem uma receita secreta de chocolate e churros que é transmitida há mais de 5 gerações. O ano 1902 é o ano de abertura do espaço, e receita é mais antiga ainda. Fica aberto das 7am às 24h. 

9. CHOCOLATERIA VALOR 

A Chocolateria Valor se dedica a fazer o melhor chocolate e churros desde 1881. Ao longo dos anos a receita foi evoluindo até chegar no resultado de hoje. Fica aberta das 7h às 19h. 

roteiro madri 4 dias

Volta para Gran Vía e vai caminhado ou pegue o metro na estação Callao para Banco de Espana...

10. PLAZA DE CIBELES / FONTE DE LA CIBELES

A Plaza de Cibeles é uma famosa rotatória no final da Grand Vía e que tem no centro tem a Fonte de la Cibeles, considerada um dos mais belos monumentos da cidade. A fonte é de 1782 desenhada pelo arquiteto Ventura Rodríguez, representa a deusa Cibeles sobre uma carroça puxada por leões. 

A praça é uma das mais bonitas da cidade e é cercada por importantes prédios históricos, como Palacio de Cibeles (antigo Palacio de Comunicaciones) de 1917 que é a sede da prefeitura de Madri. Tem ainda o Palácio de Buenavista, construído em 1777 onde hoje é a sede do Quartel General do Exército, e o Banco de Espanha de1891, a sede central do Banco de Espanha que tem no seu interior uma coleção de pintura que inclui obras de Goya, Mengs, Maella e Vicente López.  E também o Palácio de Linares, do ano1900 e hoje é Casa de América, uma instituição que pretende fomentar as relações culturais entre a Espanha e os países íbero-americanos.

11. PALACIO DE CIBELES / CENTRO CULTURAL CENTROCENTRO

O Palácio de Cibeles, antes conhecido como Palácio das Comunicações, é um dos mais importantes da história de Madri. Ele foi inaugurado em 1919, funcionou como sede central dos Correios e hoje é sede Prefeitura e do centro cultural CentroCentro.

O CentroCentro tem três linhas de ação: a reflexão sobre a cultura urbana, a oferta de informação cultural, interativa e acessível para cidadãos e turistas, e o encontro entre culturas através da realização de exposições, workshops, conferências entre outras propostas. A visitação no prédio é gratuita, a vista do mirante custa 3 euros (elevador + 80 degraus), ou ainda a vista a partir do restaurante refinado que fica no último andar. Horário: de terça-feira a domingo, das 10:30 às 14:00h e das 16:00 às 19:30h. A visita vale mais pelo espaço do que pela vista. 

12. PUERTA DE ALCALÁ

A Puerta de Alcacá é uma das cinco antigas portas reais que davam acesso a Madri e é um ícone da cidade. Foi construída em 1764 para substituir uma porta de 1599 e fica na rotatória da Plaza de la Independencia.

Se você quer/ pode ver luxo, vá para...

13. CALLE SERRANO

A  Calle Serrano é a rua chique de Madri, com grifes de luxo como Chanel e Prada. Não é rua turística, é até pouco movimentada. A beleza dela está nos edifícios de arquitetura clássica. Essa região é conhecida como “Milla de Oro” (Milha de Ouro), um paraíso para os amantes das joias e dos acessórios. 

14. PLATEA MADRID

O Platea Madrid é um mercado com restaurantes, bares e estandes comandados por chefs estrelados no Guia Michelin com gastronomia mexicana, italiana, japonesa, peruana e música ao vivo quase todas as noites. Funciona todos os dias das 12h às 24h.  

Volte pela Calle Serrano...Tente chegar antes do por do sol.  

15. PARQUE DEL RETIRO

O Parque del Retiro é um dos principais espaços verdes de Madri. São 140 hectares verdes, árvores de mais de 200 anos e caminhos margeados por estátuas de botânicos famosos. Nele há um lago Estanque Grande que fica ao redor Monumento ao rei Alfonso XII onde é possível praticar andar de pedalinho. Mas a grande atração é o Palácio de Cristal, construído em 1887 de ferro e cristal que abriga mostrar e exposições. A visitação é gratuita das 10h às 18h. 

16. PASEO DEL PRADO / MUSEO DEL PRADO

O Paseo del Prado é na verdade um boulevard, uma avenida larga de duas vias, arquitetura impecável e projeto paisagístico. Nele estão algumas construções importantes, como a Fuente Apolo, a Fuente Neptuno e os três museus mais importantes da cidade: O Museu del Prado é um dos mais importantes museus do mundo, onde está o quadro As Meninas, de Velazqués, além de quadros de Goya e outros grandes nomes. O Reina Sofia, focado em arte do século 20, com destaque para o quadro Guernica, de Picasso. E o Thyssen-Bornemisza, que abriga uma coleção numerosa de oito séculos de arte europeia. 

Para saber, o Museo del Prado custa 15 euros e abre das segunda a sábado das 9:45às 19.30h, e nos domingos e feriados das  9:45 às 18.30h. A entrada é gratuita a partir das 18h. O Reina Sofia custa 10 euros e abre segunda e de quarta a sábado das 10h às 21h, nos domingos e feriados das 10h às 19h e fecha nas terças. O Thyssen-Bornemisza custa 13 euros e abre de terça a domingo das 10h às 19h e nas segundas das 12h às 16h. 

Importante: O dia 1 é bem lotado mesmo! Mas se faltar alguma coisa, é só seguir no dia 2 ou dia 3, porque fica pertinho! 

Veja as opções de happy hour e jantar no final do artigo.

DIA 2: ROTEIRO EM MADRI

Vá de metro até a estação Plaza de España... 

1. PLAZA DE ESPAÑA

Plaza de España tem uma fonte que homenageia Dom Quixote, o herói da literatura espanhola. 

2. TEMPLO DEBOD

O Templo Debod foi construído pelos egípcios no século 4 a.c., tem uma capela principal dedicada à Deusa Isis, e foi dado de presente à Espanha em 1961, em agradecimento à ajuda no salvamento dos templos de Abu Simbel. A entrada é gratuita e o horário é de terça a domingo e feriados, das 10:00 às 20:00 horas. Segunda: fechado. 

3. TEATRO REAL

Teatro Real é a maior casa de ópera de Madrid que abre de segunda a domingo das 9:30h às 13h. 

4. PALÁCIO REAL DE MADRID 

O Palácio Real de Madrid é a antiga residência da Família Real Espanhola desde 1738 e hoje é apenas utilizada para eventos de Estado. Dentro é possível ver armaduras e equipamentos de guerra, além de todo mobiliário da realeza nos séculos passados. A entrada custa 10 euros e abre todos os dias das 10h às 18h (até 20h no verão). Dica: a visita é gratuita pra brasileiros a partir das 16h (exceto nos fins de semana). Porém a entrada é gratuita nos jardins do palácio, o Campo del MoroPlaza de Oriente Jardines de Sabatini

5. CATEDRAL DE ALMUDENA 

Bem em frente ao Palácio fica a Catedral de Almudena, construída no século 19 com influência de diferentes povos que ocuparam o país, o que resultou numa arquitetura colorida e imponente. A entrada custa 1 euro, mas por 6 euros você ainda conhece o museu da igreja e pode subir na cúpula que tem uma vista da cidade. Abre todos os dias, das 9h às 20:30h entre setembro e junho, e das 10h às 21h em julho e agosto. 

6. PLAZA DE LA VILLA

Um pequena praça cercada por alguns dos prédios mais antigos da cidade, entre eles a antiga sede da prefeitura.

Se for domingo, caminha até...

7. FEIRA EL RASTRO

A Feira El Rastro de Madrid tem mais de 400 anos e a cada domingo, são vendidos itens antigos e objetos curiosos, e que com o passar dos anos se tornou uma atração turística. Tudo é barato! Acontece nos domingos das 9h as 15h, mas é melhor ir depois das 12h. Cuidado com a bolsa!  

Volta em linha reta até...

8. PLAZA MAYOR 

A Plaza Mayor é uma praça histórica que já foi palco de diversos acontecimentos como touradas, execuções públicas, autos de fé da Inquisição e até jogos de futebol. Hoje a praça é cheia de bares com mesas ao livre, perfeitas para um tinto verano acompanhado de tapas.

9. MERCADO DE SAN MIGUEL

O Mercado de San Miguel abriu em 1916 e até hoje é um dos lugares mais interessante de conhecer a gastronomia local. O mercado é todo de vidro, é o mais movimentado da capital espanhola, não é tão barato, mas vale a pena pegar uma taça de vinho enquanto procura um lugar para comer tapas. São diversas opções como jamón, salmão cru, vegetarianas e foie gras de bacalhau. E tem também as iguarias espanholas, como rabo de touro e lula. 

E se você quiser / puder, conheça o dito restaurante mais antigo do mundo, o Sobrino De Botín, com quase 300 anos. As receitas ainda são originais e o prato mais pedido é o porco assado na lenha. Famosos já frequentaram o lugar e por isso é necessário reservar mesa, de preferencia no andar inferior, que é mais antigo. O mercado funciona das 10h às 24h. 

10. MUSEO DEL ROMANTICISMO 

O Museo del Romaticismo foi construído em 1776  para ser o palácio do Marquês de Matallana. No museu há uma coleção de pinturas, mobiliário, e artes do século 19. Entre as artes, há obras de Goya, Esquivel, Madrazo, Alenza e dos irmãos Bécquer, cerâmica de Sargadelos e Sèvres, joias de ebonite, cabelo natural, uma coleção de bonecas de porcelana, 15 pianos, móveis de estilo império ou isabelino e a pistola com que se suicidou Larra. Tudo isso colaborar para recriar o ambiente do Romantismo, um movimento cultural da primeira metade do século 19 que mexeu com jovens artistas, dos intelectuais e dos políticos. O lugar parece uma casa de princesa e tem até uma café no jardim francês. A entrada custa 3 euros e abre de terça a sábado das 9:30 às 18:30, e nos domingos e feriados, das 10h às 15h. De maio a outubro, durante a semana fica aberto até 20:30. Fecha nas segundas. 

Veja as opções de happy hour e jantar no final do artigo.

DIA 3: ROTEIRO EM MADRI

*Este dia é dedicado a lavrarias, brechós, cafés da manhã, mas tem compras e arte também. Mas se preferir, substitua esse dia por uma ida a Toledo.

**Vá de metro até a estação Noviciado... Dica: tudo abre a partir das 11h. Aproveite para dormir mais. Se for provar roupas, vá com algo fácil de provar por cima mesmo.  

*** Neste bairro tem alguns cafés que são ótimos pro café da manhã ou lanche da tarde. Anotei no final do dia. 

A partir das 11h, caminha até...

1. CERVANTES Y COMPAÑÍA

Livraria. Calle del Pez, 27.

2. FLAMINGO VINTAGE KILO

Brechó. Calle de Espíritu Santo, 1. Horário de segunda a sábado das 11h às 21h.  

3. LA MONA CHECA

Brechó. Calle Velarde. 

4. BIBA VINTAGE

Brechó. Calle Velarde, 1.

5. ALPHAVILLE VINTAGE SHOP

Brechó. Calle Velarde, 1. Horário de segunda a sábado das 11h às 21h.  

6. TIPOS INFAMES

Livraria. Calle San Joaquín, 3. 

7. SAN ILDEFONSO STREET MARKET

O San Idelfonso é o Primeiro Street Food Market da Espanha e tem 18 quiosques temáticos. Ele tem uma vibe urbana, com mesas altas e terraços. A decoração é em madeira com plantas e mesas longas, para dividir com outras pessoas. Só abre ao meio dia, o que é um ótimo motivo para almoçar. Opções é o que não falta. 

Caminha até...

10.MERCADO DE SAN ANTÓN

O Mercado de San Antón inaugurou em 1945 e até hoje é uma dos lugares favoritos de quem frequenta a região. Lá tem vários queijos, tipos de massas e carnes. Mas os frequentadores gostam mesmo é o restaurante que tem no terraço, o La Cocina da San Antón. Abre todos os dias das 10h às 22h. 

11. CIRCULO DE BELLAS ARTES 

O Círculo de Bellas Artes é uma instituição fundada em 1880 graças ao esforço de um grupo de artistas. Além das exposições, tem uma belíssima vista do terraço. Custa 4 euros para ver a vista, e por 5 euros você tem a vista e as exposições. Suba só se o tempo e orçamento permitirem. Horário: 11h as 22:30h, o que significa que dá para ver o por do sol. 

12. GRAN VÍA, A BROADWAY MADRILEÑA

A Gran Vía é uma das principais avenidas da cidade. Para quem ama arquitetura, essa avenida é incrível, pois é cheia de prédios grandiosos com arquitetura muito bem conservada. Além disso, a Gran Vía é uma avenida comercial com lojas de vitrines enormes de marcas famosas, bares, restaurantes, cafeterias, teatros e é por isso que é conhecida como a Broadway Madrileña. 

De uma ponta a outra, a distância é de 1,7 km, ou seja, em mais ou menos 30 minutos você teoricamente poderia percorrer ela inteira, mas na prática, você pode passar hora, porque não falta o que fazer nessa rua. Para se ter uma ideia, a Primark daqui é imensa! No final de semana ela fica tão movimentada que às vezes tem até fila na porta. Bem no final dela na Plaza de Cibeles, fica o Edifício Metropolis, um dos primeiros arranha-céus da cidade.

Hora do happy hour ou jantar! Tem opções no final do roteiro!

DIA 4: ROTEIRO EM MADRI: BATE E VOLTA PARA TOLEDO

*Você pode ir para Toledo no dia 3 ou no dia 4. O passo a passo é:

Toledo

NA IDA PARA TOLEDO:

  • Vai até estação Atocha Renfe (azul L1). Do metro, atravessa pra estação de trem. 

  • Vai no guichê e compra passagem para Toledo na classe “Turista”. Vai custar 11,10 euros. A volta também vai custar isso, mas pode comprar depois. 

  • Procura a plataforma e embarca no trem. Procura os assentos. 

NA VOLTA DE TOLEDO:

  • Vai até a estação de trem Toledo a pé. 

  • Vai no guichê e compra passagem para Madrid - Atocha na classe “Turista”. Vai custar 11,10 euros. 

  • Procura a plataforma e embarca no trem. Procura os assentos.

  • A viagem vai durar 33 minutos. Quando chegar em Madrid - Atocha, é só ir até o metro para voltar para o hotel.  

ROTEIRO DE 1 DIA EM TOLEDO

Puerta de Bisagra, Puerta del Sol, Ermita del Cristo de La Luz , Monasterio de San Juan de Los Reys, Sinagoga Santa Maria La Blanca, Sinagoga del Transito, Iglesia de San Ildefonso, Catedral de Santa Maria de Toledo e Caminhar pela Cidade. Leia Roteiro Em Toledo: 1 Dia A Partir De Madri

MADRI: DICAS EXTRAS

1. CAFÉ DA MANHÃ

As melhores opções de café da manhã ficam no bairro Malasaña (dia 3, opção 1). Mas a maioria dos cafés tem uma menu especial de desayuno, e você pode provar os favoritos dos locais, os churros e as tostadas de tomate y aceite.

  • LA BICICLETA CAFÉ: Plaza de San Ildefonso, 9

  • VERBENA BAR:  Calle Velarde, 24

  • VACACIONES: Calle del Espíritu Santo, 15

  • LA FIAMBRERA: Calle del Pez, 7

  • E é claro, El Museu del Jamon

2. HAPPY HOUR / JANTAR

A noite em Madri começa por volta das 2am, por isso aproveite o happy hour! 

  • EL TIGRE: É um dos lugares favoritos do madrilenhos para comer e beber antes de sair à noite. A cerveja não é barata para o padrão, mas a vantagem é que sempre vem acompanhada de pratos de fritas, jámon, linguiça entre outros. No verão também vale pedir uma sangria e se você quiser ousar, tem o tinto verano que é a mistura de vinho com refrigerante. 

  • CAVA BAJA:Uma rua ótima para beber uma “caña”, que é um copo pequeno de cerveja, normalmente acompanhado por tapas. O La Chata é o mais tradicional e o La Sureña tem as bebidas mais baratas. Se tiver disposição, vá de bar em bar, de caña em caña.

  • CASA LABRA: Se quiser “tapear” (comer tapas), a Casa Labra é um lugar de qualidade. 

  • GAU & CAFÉ: Tem comida mediterrânea e um terraço concorrido.

  • TEATRO KAPITAL: É o lugar favorito dos estrangeiros em busca da louca noite madrilena. São 7 andares de música e custa 17 euros  para entrar. 

  • CANDELA E A CASA PATAS: As duas casas são famosas pelos shows de Flamenco. É necessário fazer reserva.  

3. MERCADO PARA ECONOMIZAR

Na hora da fome, se você quer economizar, procure os Carrefour mais próximos no Maps.me. Essa é uma opção caso o seu hotel não tenha café da manhã, na hora do almoço você não esteja com tanta fome, ou de noite esteja cansado demais para ir num restaurante. Tem opões de sanduiches, saladas e coisas prontas rápidas. 

4. TRANSPORTE / METRO

  • Na estação de metro, você comprar as passagens nas máquinas ou com os atendentes nas cabines.

  • São aceitos dinheiro, moedas e cartões. 

  • As máquinas tem a opção de comprar em outras línguas, mas devolvem o troco apenas em moedas. 

  • O valor varia de acordo com quantas estações você vai andar, sendo o mínimo 1,50 euros (cobre 5 estações) e o máximo que você vai pagar por uma passagem vai ser de 2,00 euros. 

  • Sencillo: válido para uma única viagem.

  • As portas do metro / trem não abrem automaticamente, é preciso apertar um botão ou levantar uma alavanca pra entrar ou sair.

  • Não jogue fora a sua passagem, ela poderá ser solicitada por fiscais para checagem e se não estiver com ela, é multa na certa.

5. MAPAS PARA BAIXAR

Baixe os mapas de Madri grátis aqui. Tem mapa da cidade, de metro, de ônibus e vários outros mapas.  

6. ONDE FICAR EM MADRI

Escolha ficar próximo da Gran Vía ou da Puerta del Sol, porque tudo pode ser feito a pé. Se não for possível, escolha um lugar próximo das atrações do roteiro. 

  • Espahotel Plaza de España: foi a base desse roteiro, super bem localizado, na frente de uma metro e num dos extremos da Gran Vía. 

  • Casual del Teatro: localização excelente, quartos temáticos como num teatro, tudo muito limpo e preços muito bons.  

  • B&B Hotel Puerta del Sol:  quartos modernos, clean, arejados e com varanda, preço muito bom pelo que é oferecido. 

  • Catalonia Puerta del Sol: ótima localização, quartos amplos, confortáveis e modernos. Bom custo – benefício. 

  • Petit Palace Preciados: ótima localização, tem terraço com mesas, e atendimento muito bom. Bom custo – benefício. 

FIQUE LIGADO!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito dá para parcelar em até 12x sem juros. 

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK? TEMOS INSTAGRAM TAMBEM: @BLOGEDUARDOEMONICA

SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS @EDUVIERO

VEJA MAIS