Tour Gastronômico na Tailândia: Bangkok e Chiang Mai

Texto e Fotos: MONICA MORAS

FOOD TOUR NA TAILÂNDIA

Eu sou uma pessoa que come. Come pra caramba, de tudo, sem frescura. Quando descobri que existia tour gastronômico (food tour) em Bangkok, nem pensei duas vezes: fui comer! E depois fui comer em Chiang Mai também!

Parece panqueca, mas é melhor

Numa viagem a comida é a uma das partes mais caras, e viajar com alguém chato pra comer, tipo o Eduardo, complica mais ainda. Mas se a gente olhar com carinho, vai perceber que comida é cultura, faz parte da história e tradição dos lugares. É ela também o que une as pessoas em volta da mesa, seja em casa, no restaurante ou no bar. 

Comer é um ato compartilhado, na China é uma ato sagrado, e na Tailândia comer é parte até mesmo de um encontro casual. Se você não sabe, na Tailândia quando duas pessoas se encontram, depois de se cumprimentarem, a próxima pergunta é “ você já comeu?”. Então é escolhido um lugar qualquer para comer algo e conversar melhor como estão as coisas, novidades, etc. É por isso que tem comida de rua em todo os lugares. E antes que você se pergunte sobre engordar: eles comem pequenas porções e geralmente com muita pimenta, um poderoso termogênico. 

Eu não entendendo muito de temperos, formas de preparo, os por quês das misturas, mas eu entendo de comer e de apreciar o que um país tem de melhor a oferecer na gastronomia. Mas eu não gosto de fazer isso sozinha. Prefiro quando tem um local ou alguém que conhece melhor o lugar para me mostrar, assim eu sei que vai ser uma experiência única. 

Minha técnica é comer e depois perguntar o que é, assim eu decido se gostei ou não, antes de torcer o nariz para um cérebro de porco cozido na folha de bananeira, sopa de carcaça de peixe, siri na conserva, tira-gostos de insetos, etc. E para falar a verdade, às vezes eu prefiro nem saber o que é, principalmente quando eu gosto do sabor, mas a apresentação não é das mais apetitosas. 

Dumpling

A CHEF’S TOUR

Conheci o pessoal do A Chef’s Tour no dia do meu aniversário quando fui jantar fora. Pessoal animado, cheio de disposição para provar novos sabores num restaurantezinho local que passaria desapercebido aos olhares desatentos e/ou preconceituosos com a capital tailandesa. Eles me contaram da proposta do tour gastronômico, que não é apenas comer, mas sim conhecer lugares novos, eu fiquei tão animada que nem demorei para agendar. 

No total eu fiz 4 food tour na Tailândia. Fiz dois tours gastronômicos em Bangkok e dois em Chiang Mai. Vou contar como foi cada um deles para você decidir qual fazer. Ah, eles também tem opções em Krabi, Phuket, Pai e também na India. 

  • AVISOS:
  • Vegetarianos: os tours são adaptáveis, você só precisa avisar quando estiver agendando. 
  • Alérgicos:  podem ir tranquilos, basta avisar no dia do agendamento a alergia a qual ingrediente você tem. 
  • Preços: não são tour “baratos”, mas considerando que são provados no mínimo 30 coisas diferentes para comer a vontade, o preço é bem justo. Eles falam que é menos, mas se a galera vai se empolgando, vai vindo mais comida. Um tour eu ganhei do hostel que eu estava trabalhando, o The Yard Bangkok, e que oferece também o tour com o cupom THEYARDFRIEND. Mas existem outras agências que também oferecem o food tour.  

Noodle com carne de panela

TOUR GASTRONÔMICO EM BANGKOK

  • BANGKOK OLD MARKET HIDDEN STREET EATS

Esse tour foi um dos meus favoritos. Ele já começa pegando um barco pelo khong, então se você nunca andou de barco pelos canais de Bangkok, essa é uma excelente chance de fazer isso. Dali fomos para um restaurante escondido que serve a melhor prato que já comi na Tailândia, que é tipo um macarrão com carne de panela. Sem palavras! 

Depois vamos para o mercado de comidas mais antigo de Bangkok, que não faz parte do roteiro turístico tradicional. Ali no entorno conhecemos os pratos que eram servidos para a realeza, os favoritos dos famosos e ainda conhecemos o cinema mais antigo de Bangkok. 

Nesse tour meu prato favorito foi a salada de catfish, e que dá para levar um saquinho para casa depois. E a coisa mais estranha que comi foi o century egg ou ovo milenar. Não tem gosto de podre, pode provar! Veja o tour!

Salada de catfish, a melhor!

Khlong em Bangokok

A Chef's Tour

 Provando a sopa de flor de lotus

Provando a sopa de flor de lotus

Century egg

  • BANGKOK BACKSTREET FOOD TASTING TOUR

Esse tour basicamente é feito no Chinatown, mas por ruazinhas e barraquinhas que um viajante jamais passaria. Entre as dezenas de sabores entre comidas e bebidas, dá tempo de passar em alguns mercados locais, templos com história da imigração chinesa e conhecer algumas tradições que tem tudo a ver com a comida que vendem ali. 

Tem também barraquinhas que fazem parte do Guia Michelin de Bangkok e restaurantes disputadíssimos que só no food tour fica fácil de conseguir mesa. Além disso, tem comida com história, receitas de família, curry especial e um dumpling que é mais saboroso dos que eu comida na Chian no tempo que moramos em Shanghai. 

Meu prato favorito pelo sabor e história foi o noodles, cuja receita vem passando de geração para geração há mais de mais de um século. Tudo feito ali, na frente de quem come. Veja o tour!

Chinatown

Noodle soup, receita centenária

 O noodles é feito na hora

O noodles é feito na hora

Ta no guia Michelin!

Camarão rei e morning glory, a melhor combinaçnao

TOUR GASTRONÔMICO EM CHIANG MAI

  • CHIANG MAI LUNCH TIME FOOD TASTING TOUR

Minha dica nesse tour é: resista aos bolinhos de batata se for capaz. Duvido que consiga! Esse tour gastronômico começa no meu templo favorito da cidade, o Wat Lok Molee. Tudo é feiro de red truck. Você só desce e come. 

Aqui o tour passa por sorveteria, restaurantes locais escondidos, restaurantes favoritos dos universitários e um mercado que é o favorito dos locais, fora da rota de turismo e onde os tailandeses costumam comprar comida e roupas. 

Nesse tour tem a minha comida tailandesa favorita que é o Khao Soi, o prato típico no norte do país. É um noodles com um molho que parece strogonoff de frango, mas na verdade é leite de coco. Dica para os vegetarianos: tem a opção vegetariana desse prato que é tão maravilhosa quanto a original. Veja o tour!

Parece salgadinho, tipo cheetos lua

Red truck de Chiang Mai

Ele tem essa barraquinha há mais de 40 anos

Khao Soi, meu prato tailandês favorito

Bolinho de batata que parece recheado 

  • CHIANG MAI NORTHERN FOOD TOUR BY TRUCK

No caso deste tour, a primeira parada foi no mercado das frutas para experimentar algumas quem tem em abundância na Tailândia, como a pitaya (dragon fruit) e o mangosteen (mangostão), a minha fruta favorita na vida de Ásia. Depois paramos num restaurante que serve uma das comidas mais servidas para realeza, fomos no mercado favorito dos locais e provamos as coisas mais estranhas como insetos e cérebro de porco cozido no vapor.

No final, o tour termina com uma ida ao street food do Portão Norte para provar a comida da barraquinha mais famosa de Chiang Mai. A moça está sempre elegante para servir a clientela. 

Mas sem dúvida nenhuma, minha parte favorita foi o restaurante das saladas burmesas. Eu nunca pensei que uma mistura de coisas verdades ficaria tão saborosa, tenra, suculenta. E essa mistura é tradicional apenas do norte. Cheguei a levar um saquinho pra casa. Veja o tour!

Dragon fruit, mangosteen...

Salada delícia

Salada burmesa, a melhor de todas!

Papaya salad com siri na conserva

Frango assado

BANGKOK X CHIANG MAI

Os tours são diferentes, mas a riqueza de história, sabores e atenção dos guias é o mesmo. Acredito que os únicos critérios de desempate aqui são o quanto você suporta pimenta, já que o norte não costuma usar muita pimenta, e qual seu interesse em Bangkok, afinal é uma cidade caótica, e um food tour pode passar uma impressão melhor. 

Eu gostei muito dos tours que foram feitos para o horário do almoço, mas não consigo escolher se foi Bangkok ou Chiang Mai, porque foram com comidas muito diferentes. 

Toda base é de porco

ALÉM DO TOUR GASTRONÔMICO

Se você também é uma pessoa que gosta de comida, tenho umas sugestões:

  • A Karina e o Adriano do Tempero na Mala falam tudo sobre comida, ingredientes e história da culinária local de forma prática, com dicas especiais e fotos lindas.
  • No hostel The Yard Bangkok tem uma programação mensal bem variada que inclui cooking class e dia de provar comida local.  
  • No Hom Hostel & Cooking Club tem aula de culinária todos os dias às 18h, e é grátis para quem está hospedado lá. 
  • No Once Again Hostel eles fazem um tour a pé grátis que inclui o mercado de comidas do food tour de Bangkok. 

Então se você também gosta de comer e fazer um programa diferente nas cidades mais turísticas, eu com certeza recomendo um food tour. Também recomendo para quem quer se desafiar a provar novos sabores. Recomendo muito o A Chef’s Tour! As minhas experiências foram deliciosas! 

VEJA TODOS ARTIGOS DA TAILANDIA

 

Tour Gastronômico na Tailândia: Bangkok e Chiang Mai

 

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK?

VEJA MAIS