Tudo Sobre a Tailândia: 28 Dicas de Quem Morou Lá Bastante Tempo

Translate here!

Texto: MONICA MORAS     Fotos: EDUARDO VIERO

É estranho pensar que eu conheço melhor Bangkok do que Porto Alegre. É estranho saber cada rua principal dos melhores bairros e como chegar de ônibus, metro ou skytrain e não ir além de do oi e obrigada em tailandês. Mas meu coração enche de alegria toda vez que eu penso que moramos mais de 1 ano na Tailândia, entre Bangkok e Chiang Mai, e que voltar para lá, é como se apaixonar pela primeira vez. É muito amor envolvido! Veja o post A Tailândia mudou a minha volta ao mundo. 

Mas o que me fez escrever esse post foram as centenas de dicas “de boca” ou por mensagem que eu já dei, e pelo que soube ajudaram muito os meus aconselhados! Se você quiser ver posts específicos de lugares para conhecer e projetos fotográficos da Tailândia, clique aqui

Te prepara, porque o post tá longo, mas tá bem explicadinho por 28 itens e um BÔNUS!

 

Tudo sobre a Tailândia:

Guia completo do que você precisa saber antes de ir

 

1. VISTO PARA TAILÂNDIA E VACINA DA FEBRE AMARELA - BRASILEIROS

O visto para brasileiros é de 90 dias, na hora, basta apresentar ao oficial da imigração o passaporte e o arrival card preenchido e já carimbado pelo Health Care, o setor que confere a Vacina da Febre Amarela (para brasileiros) antes de ir para fila da imigração. Não importa se a imigração é feita por voo, ônibus ou barco, sempre serão 90 dias. A sequência é: preencher arrival card, ir até o Health Care e apresentar o passaporte, o arrival card e o formulário de saúde preenchido que estará na bancada na frente do oficial. Dali com tudo carimbado, basta seguir para imigração. Nunca nos pediram passagem de saída, mas e se pedissem, diríamos que vamos sair de ônibus para Laos ou Camboja. Para visto de trabalho, veja o site Thai Visa.

É bem tranquilo entrar e sair várias vezes também durante o roteiro pelo Sudeste Asiático, mas é obrigatório o Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela. Aqui tem post com detalhes sobre o visto e sobre a vacina da febre amarela.

 

2. MELHOR ÉPOCA DO ANO PARA VISITAR A TAILÂNDIA

Depende para onde você vai. As monções na Tailândia se dividem em duas épocas conforme a região. Chove de abril a outubro na costa oeste, onde estão Bangkok, Chiang Mai, Phuket, Koh Phi Phi e Krabi. E chove de setembro a dezembro na costa leste onde estão Koh Samui, Koh Tao e Surat Thani. Tem ainda a temporada de queimadas que acontece entre novembro e abril no norte da Tailândia, onde estão Chiang Mai e Pai, sendo os piores meses são final fevereiro até final março onde a visibilidade pode chegar ao extremos de poucos metros. 

A chuva é forte e constante, geralmente no começo da manhã ou final do dia e dura em torno de 2 horas. O céu permanece constantemente nublado durante as monções, nos meses de abril e maio o calor é quase insuportável e a chuva não vem todos os dias. O festival Songkran marca o início do período de chuvas em abril. Quando entra novembro a chuva simplesmente para e o sol abre diariamente. Tem post completo sobre as monções em todos os países da Asia.

Resumindo: 

Melhor época: de novembro até março
Pior época: de junho até setembro

Veja o post com infográfico Melhor Época Para Viajar Para a Tailândia: Clima por Mês

 

3. O QUE VESTIR NA TAILÂNDIA E NA VISITA AOS TEMPLOS

A Tailândia é um país com clima muito quente e húmido, por isso escolha apenas roupas leves, mas que incluam peças que cubram os joelhos e os ombros. Escolha também calçados fáceis de tirar. Nos templos é proibida a entrada de pessoas usando qualquer tipo de calçado, com joelhos, ombros ou barriga a mostra. Os budistas acreditam que os pés são a parte mais suja do corpo, por isso é importante tirar o calçado. É por isso também que a Sak Yant é feita apenas da cintura para cima, pois está mais perto da cabeça, a parte mais iluminada do corpo.

Se planeje antes de sair de casa. No Grand Palace e alguns templos maiores é possível pegar emprestado algo que cubra essas partes do corpo. No Grand Palace tem um valor de 400 bath garantia que é devolvido quando a roupa retorna.

 

4. RELIGIÃO

O Budismo é a filosofia religiosa da Tailândia. Cerca de 95% da população se considera budista e eles de fato seguem os ensinamentos. Por isso, por favor, respeite as tradições, não entre no templo mostrando joelhos, ombros, barriga ou usando sapatos. Jamais aponte os pés para a imagem de Buda, já que é parte mais suja do corpo, e não toque nos monges, nem para fazer foto junto. Homens podem ficar lado a lado, mulheres devem sentar no chão ao lado do monge. É regra!

Jamais tatue Buda ou compre um Buda. No aeroporto já tem os avisos bem claros sobre quão desrespeitoso isso é. Aqueles Budas pequenos que estão nos templos e estudas são Budas velhos, quebrados ou que a pessoa substituiu por outro. Ao invés de simplesmente descartar a imagem, eles devolvem para o templo, onde é a casa dele. 

Nem todos os meninos precisam ser monges. Eles podem optar por fazer apenas um retiro de um mês ou passar um curto tempo como noviço no templo. Aprendemos muito sobre a vida dos monges e sobre o Budismo conversando com monges em templos diversos. Eles tem o maior prazer em conversar com estrangeiros que realmente estejam interessados no Budismo. Não é à toa que até o monge do Rei nos recebeu para uma conversa! Veja o nosso Projeto Fotográfico A Cor do Budismo

 

5. SAK YANT, A TATUAGEM MAGICA DA TAILANDIA

Quer fazer a Sak Yant? Tudo bem. Mas entenda que é uma tatuagem religiosa, algo como tatuar um rosário de orações ou um escapulário e escrever "Deus é fiel" embaixo. Não é um souvenir cool, é religião e é sagrado. Pense bem! 

 

6. MONARQUIA

O rei é amado por todos e deve ser respeitado acima de qualquer coisa. Todos os dias às 18h toca o hino e o pessoal para para cantar (parece flash mob) e antes de qualquer filme começar no cinema, também é cantado o hino. Não ouse ficar sentado! Qualquer ofensa contra o rei é crime gravíssimo.

 

7. FERIADOS E FESTIVAIS

São vários os feriados, muitos são comemorados com festivais e quando tem feriado, é proibida a venda de bebidas alcóolicas. Confira aqui a lista de feriados público em 2017.  Os festivais mais famosos são:   Songkran é o Ano Novo Tailandes e Festival das Águas (melhor lugar: Chiang Mai); o Loy Kratong é o Festival das Luzes, das lanternas na água (melhor lugar: Bangkok); e o Yi Peng é o Festival das Lanternas, das lanternas iluninadas no céu (melhor lugar: Chiang Mai). Veja aqui os posts sobre os festivais que participamos. 

 

8. QUANTO LEVAR DE DINHEIRO PARA TAILÂNDIA

Depende do tipo de turista que você é. Nós somos do tipo econômicos que não abrem mão da cerveja, e por isso 100 dolares (sem custo de hospedagem) duram em média 7 dias em Bangkok para 2 pessoas trabalhando (custo de transporte, sem tours), já em Chiang Mai esse valor dura 10 dias nas mesmas condições. Nas praias dura bem menos e sem trabalho.

-Veja o post Quanto Custa Viajar na Asia, Europa e America do Sul 

 

9. MOEDA E CÂMBIO

A moeda é o Bath e por isso leve apenas dólar na viagem para fazer câmbio lá. Se você sacar dinheiro no caixa eletrônico, será cobrada uma taxa de saque de 180 bath, por isso 100 dolares equivalem a 3000 bath. Se você fizer câmbio, 100 dolares podem valer até 3400 bath. Confira se a cotação, esses valores podem estar desatualizados. Tem casa de câmbio em todas as “esquinas” e qualquer banco também faz câmbio, eles abrem até no domingo. Caixa eletrônico também tem a cada poucos passos e aceitam tranquilamente Visa e Master. Evite trocar no aeroporto, ou troque o mínimo possível lá. Espere chegar na estação final do Skytrain para fazer câmbio e se for pegar taxi ou Uber pago em dinheiro, troque só 100 dolares no aeroporto. Isso porque se trocar 50 dolares, a cotação fica pior ainda.

 

10. CUSTOS (E DICAS DE COMPRAS)

Num restaurante normal, uma cerveja custa 110 bath, um prato de comida local de 80 a 150 bath. No 7Eleven a cerveja 600ml custa 55 bath e um prato de comida congelada que eles esquentam na hora e dão talheres custa 40 bath, o mesmo valor de comer no food court (veja mais no item item 9. Comida). Água custa 7 bath 500ml no 7Eleven e 10 bath na rua. De Bangkok para Chiang Mai o custo médio é de 700 bath de trem ou de ônibus, e andar de Uber (se for mais de 2 pessoas) é muito mais barato do que pegar metro e mais seguro do que pegar taxi.

Um apartamento Airbnb privado, com piscina de borda infinita e academia custa em média 30 dolares por noite. Um mais simples sem piscina e academia custa até 20 dolares. Com esse link você ganha 31 dólares de desconto na primeira hospedagem Airbnb. Veja mais no item 15. Onde ficar.

Mas se você gosta de compras COMPRAS, sugiro levar mais!  Bangkok é o melhor do mundo para fazer compras. Não importa se é luxury ou mochileiro, tem de tudo! Alguns lugares que ouso chamar de “shopping Alibaba” onde você encontra tudo por preços inacreditáveis de baratos e ainda pode experimentar.

  • Roupas e Acessórios Baratos: Platinum Fashion Mall, Terminal 21, Union Mall e Chatuchak Weekend Market.
  • Maquiagem e Perfumes: Eveandboy (marcas, alternativos, acessórios) e Robinson (departamentos)
  • Eletrônicos: MBK, Pantip Plaza, Fortune Town, Siam Discovery, Siam Paragon e Lazada (online)
  • Fotografia e Video: MBK (câmeras e equipamentos), Siam Discovery (DJI, Go Pro e Leica), Photo City (filmes, revelação, câmeras analógicas)
  • Aventura: Siam Discovery
  • Marcas: Central World, Siam Paragon, Emporium e Gaysorn Village
  • Luxo: Emporium, Siam Paragon e Gaysorn Village
  • Design: Siam Absolut
  • Crianças: Platinum Fashion Mall, Central World e Siam Paragon
  • Duty Free: King Power (compra na cidade, retira no aeroporto)
  • Departamentos: Robinson e Siam Paragon
  • De tudo um pouco: MBK, Chinatown, Indra Square, Chatuchak Weekend Market e Dayso.
  • Online, de tudo um pouco, entrega rápida: Lazada

 

11. TRANSPORTE NAS CIDADES e PAÍs: OPÇÕES  E VALORES E INDO E VINDO DE AEROPORTOS/RODOVIÁRIAS/ESTAÇÃO DE TREM

  • CHIANG MAI

Em Chiang Mai um red truck custa 20 bath dentro da Old City (de um ponto a outro). Funciona assim: se você vai de um ponto a outro dentro da Old Town ou nas redondeza, o custo é de 20 Bath por pessoa. Pare um red truck e nem pergunte o valor, só diga para onde vai (escolha um templo próximo ou um dos portões, use o aplicativo Maps.Me para se localizar) e embarque no caminhão. Quando chegar lá, entregue o dinheiro já trocado e pronto.  Se o motorista quiser cobrar mais, ele vai avisar antes do embarque e você pode negociar ou deixar ele ir e parar outro.

De ou para rodoviária ou estação de trem custa 40 bath por pessoa ou 50bath se tiver bagagem. Do aeroporto eles cobram 150 bath por pessoa, mas o Uber sai bem mais barato (uns 70 bath) se você estiver indo para ele e pinar na frente do aeroporto, não no aeroporto.  

Para ir para o templo Doi Suthep custa 400 bath ida e volta e outros tour são negociáveis mais ou menos nessa faixa de preços. Quanto mais gente no red truck, mais compensa o valor. No caso do Doi Suthep tem os caminhões amarelos que custam 50 bath por pessoa, caso você esteja sozinho.

  • BANGKOK

Em Bangkok é melhor usar apenas Uber, pois os preços compensam muito se for mais de 2 pessoas e eles ainda aceitam dinheiro no pagamento. Os taxistas geralmente não sabem nem para onde ir, pois se localizam apenas por nomes de templos e se o taxi não for o amarelo e verde, pode ser um fake.

Ônibus é um pouco mais complicado achar onde eles param (demoramos para aprender), mas o custo é de 7 bath. Barco vale mais pelo passeio e custa 15 bath o que tem a bandeira laranja, e ele faz a mesma rota do barco de turismo. O metro liga norte ao sul. O skytrain é uma excelente opção dependendo de onde você precisa ir, e inclusive super econômico para ir ou voltar do aeroporto Suvarnabhumi  (do subsolo) até a parte mais movimentada da cidade e dali pegar Uber. Já para o aeroporto Don Mueang só o Uber salva.

Ainda sobre o aeroporto Suvanarbhumi, para um taxi ou Uber entrar e sair nele, existe uma taxa de 50 bath pagos pelo passageiros e como a estrada tem 2 pedágios (um de 25 bath e outro de 50 bath) quem paga também é o passageiro.

Para a rodoviária de Ekkamai (que vai e vem da praia) tem Skytrain, para rodoviária Mochit  (que vai para Camboja) só o taxi ou Uber. Para a estação de trem Hua Lamphong tem o metro. Para pegar as vans que levam até as cidades próximas para fazer day trip sem tour, como Ayutthaya e o Mercado do Trem, você precisa pegar o skytrain até a estação Victory Monument, saída 4. Leia o final deste post aqui linkado onde tem a explicação completa.

Caso a sua hospedagem fique longe do transporte público, você ainda pode pegar um moto taxi que cobra 20 bath. E sim, eles andam por cima da calçada e na contramão!

  • PRAIAS

Nas praias é mais caro. A mesma distância percorrida em Chiang Mai que custa 20 Bath por pessoa, em Koh Samui custa 400 bath o caminhão ou taxi sem negociação.

 

 

12. TRÂNSITO E DIREÇÃO

O trânsito é um caos e a direção é na mão inglesa. Não recomendo alugar carro, mas recomendo alugar moto para passeios de um dia. Tenha em mente que até mesmo a carteira internacional de habilitação pode ser recusada.  Em Chiang Mai geralmente as blitz acontecem entre 10am até 1pm na volta da Old Town. Caso um policial te pare, ele vai recolher a habilitação e a moto e te dar uma multa de 500 bath. Você deverá ir até a polícia que fica perto do Central Shopping, pagar e voltar a tempo para pegar a habilitação e alguém para dirigir a moto. Caso contrário só no dia seguinte. E jamais dirija sem camiseta! Para não se perder em Bangkok, tenha em mente que Sukhumvit são as avenidas, Soi são as ruas e Rama são as rodovias.

 

13. WIFI E PLANO DE DADOS

Vale muito apena pegar um chip local. Um pacote de 1 semana que se compra em qualquer 7Eleven é quase o mesmo valor do pacote para 1 mês no final das contas com todas as recargas, por isso escolha uma operadora e faça um pacote de 1 mês. O atendimento é todo em inglês, basta levar o passaporte ou cópia dele.

O chip da AIS custa 400 bath com 3g de dados que funciona perfeitamente em 4G, muitas ligações e mensagens e o benefício de ter wifi grátis em quase todos os lugares (shoppings, cafeterias, coworking). Isso porque todas as operadoras tem hotspots espalhados pela cidade toda e basta você conectar com a senha que vem junto quando você compra o pacote. E esse wifi muitas vezes é melhor do que do que o que você vai ter no seu hostel /Airbnb.

Nós recomendamos AIS, porque ela é a que tem mais hotspots in Chiang Mai, incluindo o coworking grátis do Maya Shopping, o lugar favorito dos nômades digitais.

 

14. TRABALHO E NÔMADES DIGITAIS

É muito complicado e perigoso arranjar emprego na Tailândia, pois é um país que protege sua população e é extremamente difícil uma empresa ou estabelecimento contratar um estrangeiro (com visto e tudo). Por isso a maioria das pessoas que estão lá, estão trabalhando online como nômades digitais. A estrutura para isso é fantástica e o custo de vida é muito barato. Nós trabalhamos com fotografia

Geralmente Chiang Mai é escolhida por pessoas que estão começando no nomadismo digital e precisam formar a cartela de clientes, aumentar o networking, conseguir parcerias e se sustentar ganhando menos do que recebiam na vida corporativa. Não é a toa que a cidade tem tantas opções voltadas para esse público e tantos eventos marcados. Tem até um grupo no Facebook.

Para ficar mais tempo, a imensa maioria de quem trabalha lá faz visa run em algum país vizinho. Ou seja, fica o tempo do visto de turismo e quando estiver quase expirando, sai do país, fica uns dias fora e retorna. Mas se você quer fazer tudo certinho, o site Thai Visa explica detalhadamente cada tipo de visto e como fazer.

15. MUAY THAI, O BOXE TAILANDES

O Muay Thai, ou boxe tailandês, é o esporte nacional. Ele tem a mesma importância que o futebol tem no Brasil. As crianças treinam desde pequenas para serem grandes lutadores e muitos lutam para ter uma fonte de renda e quem sabe poder ajudar a família. O valor por luta é baixo, muitas vezes o valor recebido paga apenas o transporte, mas eles não desistem de lutar e quem sabe serem descobertos por um olheiro em cada uma das lutas que participam. No nosso prédio em Chiang Mai temos um vizinho ex-lutador que se orgulha muito de ter dado uma faculdade para irmã e poder ter ajudado a mãe com o dinheiro que ganhou lutando desde muito pequeno. 

PARA ASSISTIR LUTAS: Em Bangkok o melhor lugar é o novo estádio Lumphini que fica fora da cidade. Em Chiang Mai é o estádio Tae Phae Boxe Stadium que ficar perto do Tha Phae Gate da Old Town. As lutas são de verdade e a maioria dos meninos e meninas que estão ali são treinados em Pai. O ingresso custa 400 bath e são mais ou menos 4 horas de luta. Veja o nosso Projeto Fotográfico Muay Thai: Uma Vida de Dedicação

 

16. ONDE FICAR

BANGKOK

  • SILOM, pelas opções de transporte, pela vida noturna e bons restaurantes e cafés.
  • ARI, caso você queira trabalhar online e conhecer outros viajantes pelas opções de café que existem para esse público.
  • CHIDLOM, se quer as melhores opções de luxo.
  • THONGLOR, se você quer comer bem em bons restaurantes e for luxury traveler.
  • PHAYA THAI, se só vai passar só um dia meio corrido, porque é perto da estação do skytrain que leva para o aeroporto Suvarnabhumi e que a localização é perfeita para circular de skytrain e Uber sem ficar preso no trânsito, mesmo sem opções do que fazer por perto.
  • KHAO SAN ROAD, se você faz o tipo mochileiro que quer fazer muita festa e conhecer a galera que está só de passagem. Nessa região a negociação na hora de comprar qualquer coisa é obrigatória. 

 Airbnb é o que não falta em Bangkok! Um apartamento Airbnb privado, com piscina de borda infinita e academia custa em média 30 dolares por noite. Um mais simples sem piscina e academia custa até 20 dolares. Se o apartamento for na beira do rio, o prédio vai ter deck privado com travessia de barco incluída, sem custo extra. Com esse link você ganha 31 dólares de desconto na primeira hospedagem Airbnb.

O Booking.com também e excelente para encontrar opções de hotéis e hostels perfeito para o que se busca. Basta prestar atenção no mapa com as localizações que falei acima.

Dicas na hora da escolha:

  • Nunca coloque o endereço no Google, coloque o nome do lugar. Exemplo: se você está hospedado na Rama IX, 3290, condomínio Lumpini Park, escreva apenas Lumpini Park Condo.
  • Se está na dúvida se a localização do apartamento Airbnb é bom, basta olhar quais hotéis estão próximos para ter uma ideia.
  • Prefira localizações próximas do BTS skytrain, pois ele percorre a maior parte da cidade.
  • Sempre confira se tem 7 Eleven, Family Mart ou Tesco perto. Bem perto! 

Veja o post GUIA COMPLETO DE BANGKOK: O QUE VER, FAZER, SABER E ONDE FICAR

 

CHIANG MAI 

  • DENTRO DA OLD TOWN,  caso você esteja com tempo curto ou só de passagem.
  • REGIÃO DA NIMMAN ROAD, perto do Maya shopping caso você vá passar mais tempo ou queira trabalhar online como nômade digital. Existem muitos cafés, coworking e apartamentos mobiliados para alugar.

 

17. COMO LAVAR ROUPA

Se o seu hotel ou hostel não oferece lavanderia, não tem problema! Todas os 7Eleven vendem sachês de sabão líquido/pó e amaciante para apenas uma lavagem e muito barato, 5 bath. Você só precisa escolher usar a máquina de lavar que está na rua, sim ali na calçada, ou a do seu condomínio Airbnb. O custo vai de 30 a 40 bath pagos em moedinhas de 10 bath diretamente na máquina.

 

18. IDIOMA

A imensa maioria fala inglês na Tailândia. Se não fala bem, pelo menos entende. Por isso você precisa saber o mínimo para se comunicar e negociar valores. Inclusive para a Sak Yant, como já expliquei lá no post.

Em tailandês o que você precisa saber é falar sempre juntando as mãos como se fosse rezar é:

  • OI: Sawadee Kap (mulheres) ou Sawadee Krap (homens)
  • OBRIGADO: Kop Khun Kap (mulheres) ou Kop Khun Krap (homens)

O ka ou krap no final da frase é só uma afirmação respeitosa do tipo estou falando educadamente, respondendo educadamente ou concordando educadamente. Não precisa falar, apenas compreender.

FARANG é como eles chamam os gringos. Nós brasileiros fazemos parte dos farang também.

PARA SABER: todas as línguas asiáticas tem uma forma diferente de expressão. Eles não partem de pressupostos, eles precisam primeiro entender a situação, por isso muita gente acha os asiáticos invasivos, extremamente curiosos, perguntando coisas demais da vida. Mas não, eles apenas estão seguindo sua própria lógica linguística de raciocínio, pelo menos os que não falam muito bem o inglês.

EXEMPLO PRATICO: Nós perguntando: Quer sair para beber uma cerveja hoje a noite? / Eles perguntando: O que você vai fazer hoje a noite? Você bebe? Gosta de cerveja? Quer sair para beber uma cerveja hoje a noite?

Esse post explica melhor a comunicação na nossa viagem e na Asia. 

 

19. SAÚDE

Não esqueça de fazer a vacina da febre amarela. O Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela é obrigatório para entrar no país. Veja nesse post como conseguir o certificado.

  • Beba apenas água de garrafa, mas não precisa chegar ao extremo de escovar os dentes com água mineral.
  • Não deixe de experimentar as comidas de rua, mas tenha critério.
  • Os escorpiões que vendem em Bangkok tem origem bem duvidosa. Cuidado!
  • Caso você passe mal, tenha diarréia, vá em alguma farmácia e explique a situação. Eles tem um “kit” para essas situações. Se nada der certo, só um hospital salva.
  • Muito cuidado com os mosquitos, porque tem focos de dengue na Tailândia toda.

Mesmo com todos esses cuidados de lavar as mãos, ser criterioso, beber água de garrafa, 50% dos viajantes em países subdesenvolvidos, e 10% em países desenvolvidos vão ter a temida diarréia do viajante, um tipo de intoxicação alimentar que causa dores abdominais, febre, calafrios, tremores, náusea, vômito, dor de cabeça, dor nas articulações, além da diarréia. Tudo junto ao mesmo tempo! Normalmente ela dura 3 dias e deixa a pessoa de cama por pelo menos 1 dia. Eu entrei para as estatísticas dos 50% no Camboja. Por isso fiz um post completo sobre Saúde.

MENINAS: Na Tailândia é fácil encontrar absorvente interno e externo e fácil comprar anticoncepcional sem receita. 

 

20. COMIDA: ONDE COMER BARATO

Quase ninguém cozinha em casa na Tailândia. A maioria das casas tradicionais sequer tem cozinha, apenas a máquina de fazer arroz e a chaleira elétrica. Isso porque é muito barato comprar comida pronta na rua ou no mercado, e cozinhar só sai barato se for para muitas pessoas.

Para os locais, a melhor opção é passar numa barraquinha qualquer e levar o que quiser em saquinhos e para os estrangeiros, a melhor opção são os food court, que são tipo as nossas praças de alimentação do Brasil. Todos os shoppings tem, apenas Siam que o food court fica no Siam Absolut (o shopping do meio)! São vários stands, cada um especializado num tipo de comida por preços muito bons (de 40 a 100 bath).

Outra opção é comprar comida pronta congelada no 7Eleven ou Family Mart. O pratinho congelado e esquentado na hora sai em média por 40 bath. Uma cerveja 600ml na loja de conveniência custa 55 bath, no restaurante não sai por menos de 110 bath.

Os escorpiões da Khan San Road tem origem bem duvidosa. Não diga que não avisei antes de sair culpando o Pad Thai se der "problema". Veja o item 18. Saúde. 

 

21. BEBIDA ALCOÓLICA

A Tailândia é um país Budista e por isso o consumo de álcool é controlado nas cidades. A venda em só acontece do 12pm até 2pm e depois das 17pm até 11:59pm. Depois da meia noite a maioria dos estabelecimentos fecha, pois já não pode mais vender álcool. Já nas praia essa regra não existe. Apenas não é recomendado sair bebendo na rua nem nas parais nem nas cidades. O custo de uma garrafa de 600ml é de 55 bath na loja de conveniência e 110 nos bares e restaurantes. Nos feriados a venda de bebidas alcóolicas é proibida. E são muitos feriados! Veja o item 6. Feriados e Festivais.

 

22. PROSTITUIÇÃO E DROGAS

É triste, mas a prostituição é um fato na Tailândia e atrai milhares de homens, principalmente de europeus aposentados. Nós fomos nas ruas onde acontece em Bangkok, Chiang Mai, Koh Samui e Pattaya, e foi deprimente ver aquelas meninas e meninos lá. Drogas são terminantemente proibidas na Tailândia, um crime grave contra o governo e religião, mas ainda assim existe muito consumo principalmente nas Full Moon Party. Todo cuidado é pouco! 

 

23. SEXUALIDADE

A Tailândia é um país para abrir a cabeça e espantar os preconceitos. Homens que se vestem de mulheres e vice-versa são encarados naturalmente pela sociedade do país. Os lady boy (mulheres em corpos de homens) e as Tom Boy (homens em corpos de mulheres) movimentam uma indústria impressionante. São produtos de beleza, roupas e calçados e tudo mais específicos para os transgêneros. Em Bangkok tem até uma rua inteira de bares onde homens gays, não necessariamente lady boys, vão para se conhecer. Na Tailândia não há espaço para homofobia.

 

24. VIOLÊNCIA

Esqueça aquela ideia que Hollywood tenta colocar na cabeça das pessoas. Os tailandeses são muito pacíficos, respeitosos e educados. Existem sim os que tentam enganar turistas desavisados para ganhar mais dinheiro, existem sim os pickpockets, mas ninguém nunca vai te tocar ou machucar. Existe apenas uma situação que é melhor evitar que são os bares que ficam abertos até mais tarde. Lá estão os tailandeses que bebem e são brigões, mas geralmente são em regiões mais afastadas de onde estão os turistas.

 

25. GOLPES MAIS FREQUENTES EM TURISTAS NA TAILÂNDIA

SCAMS EM BANGKOK

  • O GRAND PALACE ESTA FECHADO HOJE: é o golpe mais conhecido, que tentaram conosco (não caímos, óbvio!) e que ainda funciona. Alguém te para no entorno do Grand Palace ou até mesmo bem antes e diz que hoje o Palácio está fechado. Mas para sua sorte, ele consegue indicar um excelente lugar para visitar e você não perder seu tempo, e ainda vai te ajudar a pegar um tuk tuk ou taxi que por obra do destino está passando ou estacionado muito perto de onde vocês estão conversando. O destino são lojas de joias, roupas, souvenirs caros que pagam essas pessoas para levarem turistas para lá.
  • TAXI E TUKTUK EM BANGKOK: Esse é outro golpe muito conhecido e a maioria das pessoas que caem é por falta de atenção. Na Tailândia é obrigatório o uso do taxímetro (meter). Ou seja, só entra no taxi se o motorista concordar em usar o taxímetro (meter), mas ainda assim ele pode ser adulterado e contabilizar muito mais do que deveria, ou ainda o motorista resolver dar uma volta imensa para evitar o trânsito. Os taxis oficiais são os verdes e amarelos, neles é mais difícil ser enrolado, mas ainda assim nunca se sabe. Use Uber! Use o app Maps.me no Uber também! O tuk tuk também é outra praga e a maioria combina um valor baixo para o lugar que você precisa e você acaba nas mesmas lojinhas de joias, de roupas, etc implorando pra ir embora e ainda tendo que pagar mais.

E muitos outros como:

  • Troco errado. 
  • Lavanderia que “perde” peças de roupa. Leia o item 16. Como Lavar a Roupa
  • Massagem pela metade do preço que no final você acaba pagando o dobro (uma vez na entrada e outra na saída). O preço original da Thai Massage é em média 400 bath, alguns lugares 500 bath.
  • Ping Pong show extremamente barato onde você tem que pagar até para sair. O preço original é em torno de 300 bath. Na Soi Cowboy tem GoGo Shows já com o Ping Pong Show incluído. Para ficar lá dentro, tem que ficar consumindo. Veja o post O que Fazer em Bangkok: Guia de Atrações.
  • Motos alugadas que são “roubadas” pelos próprios donos da locadora. Peça indicação de onde ir alugar.
  • Falsos policiais que pedem passaporte e cobram para devolver. Por isso carregue apenas a cópia do passaporte e do visto. Temos um post que fala sobre segurança na viagem. 

SCAMS EM CHIANG MAI

  • Em Chiang Mai o principal golpe é o tour do elefante. Você não pesquisa direito o lugar, acredita no que te vendem e acaba se sentindo mal num tour que só maltrata os elefantes. Digo o mesmo para o tour dos tigres!

Nunca nos aconteceu nada, porque somos brasileiros e somos desconfiados por natureza. Fique ligado também!

26. TSUNAMIS E TERREMOTOS

Todo mundo lembra da tsunami que devastou muitas praias no Sudeste Asiático em 2004. Foi uma tragédia que matou centenas de pessoas em vários países, entre eles a Tailândia. O país não está livre de que isso possa acontecer novamente, por é isso muito importante você prestar atenção na sinalização das rotas de fuga. Enquanto estiver na Tailândia, fique atentos às notícias do Sudeste Asiático inteiro, pois a tsunami de 2004 foi causada por uma terremoto na Indonésia. 

Outro problema são os terremotos que acontecem com freqüência, mas nem sempre são sentidos no norte do país, na região de Chiang Mai. Nesse caso não existem muitas instruções, mas fique sabendo que pode acontecer enquanto você estiver lá. Temos um post falando sobre 10 Atitudes de Segurança na Viagem.

 

27. OS MERCADOS DA TAILÂNDIA

A Tailândia, como todos os países da Ásia tem muitos mercados. Mercado de final de semana, só de domingo, mercado noturno, mercado de flores, mercado flutuante, mercado na linha do trem, mercado de comidas gourmet... tem mercado para todos os gostos! Você só precisa negociar bem os valores antes de comprar!

 

28. OPÇÕES ALÉM DE BANGKOK

MONTANHA

  • Chiang Mai: cidade linda e antiga
  • Pai: relaxar
  • Sukothai: cidade histórica

PRAIA

  • Koh Samui: lua de mel
  • Koh Tao: mergulho
  • Koh Phangan: full moon party
  • Koh Lanta: relaxar 
  • Railay / Tonsai: trilhas
  • Koh Phi Phi: A Praia, o filme
  • Koh Lipe: relaxar

BATE E VOLTA DE BANGKOK

Veja o post O QUE FAZER EM BANGKOK: GUIA DE ATRAÇOES

Veja o post GUIA COMPLETO DE CHIANG MAI NA TAILANDIA

 

BÔNUS: É A TERRA DOS SORRISOS, NÃO DOS BOBOS

Os Tailandeses são extremamente simpáticos e tranquilos. É muito fácil fazer amizade, conseguir ajuda e parcerias. Eles são pessoas que realmente se doam para quem eles gostam. Mas isso não significa que eles fiquem felizes em serem explorados ou que alguém tente tirar vantagem da amizade. Por isso muito cuidado na hora de usar o jeitinho brasileiro com um tailandês, porque você pode perder um bom amigo por besteira e ainda sofrer retaliação com o jeitinho tailandês. 

 

Quer mais ajuda para planejar a viagem? Aqui estão todos os posts que já escrevemos sobre a Tailândia.

Quer inspiração pra visitar a Tailândia? Veja o post Como a Tailândia Mudou a Minha Volta ao Mundo

Ainda tem dúvida? Escreve pra gente!

GOSTOU DO POST? Então compartilha pra ajudar a espalhar a informação

 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS