Conhecendo Purmamarca e o Cerro de los Siete Colores

Texto: MONICA MORAS  Fotos: EDUARDO VIERO

Purmamarca é um vilarejo minúsculo, com menos de mil habitantes e que parou no tempo. Ela é conhecida pelo Morro de Sete Cores (Cerro de los Siete Colores), uma montanha com as sete cores extremamente bem definidas que nem parecem de verdade. 

HISTÓRIA E ARQUITETURA

O nome Purmamarca significa na língua quéchua "Cidade da Terra Virgem", no passado ela foi um antigo paradouro do Caminho Inca e hoje é considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Além disso, é surpreendente o quão bem preservada está a arquitetura original do século XVII. Na verdade, esta vila é uma relíquia de eras passadas. 

Embora pouco se saiba sobre a data exata de quando foi povoada, Purmamarca tem origens pré-hispânicas e é marcada por seu planejamento urbano centrado em torno da igreja de Santa Rosa. Os edifícios de hoje são construídos principalmente com adobe, argila e palha, com telhados de cardon e telhas de barro colocadas usando a tecnologia transmitida através de gerações de moradores da cidade. 

ATRAÇÕES DE PURMAMARCA

A cidade é pequena, mas guarda algumas atrações bem interessantes. Você pode visitar a igreja de Santa Rosa no centro da cidade, construída em 1648 e com pinturas originais da escola Cuzco. Também pode optar por visitar os sítios arqueológicos vizinhos repletos de pinturas rupestres, onde é melhor ir com guia. Além disso, feiras de artesanato colorem as ruas da vila, com roupas, artesanato, ponchos e tecidos disponíveis para compra. Se quiser fazer foto, vai ter que pagar. 

Na praça da cidade também tem um mapa da cidade com um pouco da história em várias línguas, até português. Mas o que é surpreendente mesmo é que o jardim principal da praça é todo de cactos e várias espécies. Isso porque como não chove durante muito tempo, apenas esse tipo de planta é capaz de sobreviver o ano todo. 

Mas o que atrai a maioria dos viajantes é o Cerro de los Siete Colores, uma das paradas mais interessantes da Quebrada de Humauaca.  O melhor lugar para fotografar fica a 400m da entrada da cidade, onde existe um tronco com o nome da cidade pintado. E o melhor horário para fotos é pela manhã quando o sol inside nas pedras e as cores ficam bem visíveis. A tarde a luz ofusca a visão e não permite a definição das cores. 

Quem passa mais tempo na cidade, pode percorrer a pé ou de carro os 3km do Paso de Los Colorados, um caminho que passa na base no morro e leva até outras falésias coloridas. Mas se o objetivo for apenas conhecer a cidade, vale a pena chegar cedinho e seguir viagem na hora da ciesta. 

COMO CHEGAR EM PURMAMARCA

EXCURSÃO: Nós preferimos pegar um tour para Salinas Grandes que incluía uma parada em Purmamarca. Estávamos como tempo curto e depois de fazer umas contas, vimos que o valor era a metade para conhecer apenas Purmamarca, mas o trabalho era o dobro entre uma troca de ônibus e outra. Fomos de excursão com a Turismo La Posada de Salta no mesmo dia que conhecemos a Salinas Grandes. O tour custa 1100 pesos (jul/18). 

ÔNIBUS: Para chegar em Purmamarca existem linhas de ônibus que fazem norte-sul (La Quiaca – Salta) com horários regulares que deixam e pegam na entrada da cidade, uns 3km de caminhada. Os ônibus que entram na cidade param na esquina das ruas Rivadavia e Liberdad e esses vem de Tialcara. O que significa que se você está em Salta, precisa ir até Jujuy e depois até Purmamarca. 

ONDE FICAR EM PURMAMARCA

Apesar de ser um vilarejo, há um número considerável de hostels. Algumas sugestões são: La ValentinaHostal Inti Kay e o Las Vicuñas Apartments se quer um pouco mais de conforto e um bom restaurante (vale a pena!). Nós ficamos em Salta no Hostal Prisamata. De lá fizemos vários bate e volta de um dia. 

Purmamarca Cerro Siete Colores Argentina

FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito dá para parcelar em até 12x sem juros. 

< Argentina
 

Conhecendo Purmamarca e o Cerro de los Siete Colores da Argentina

 

JÁ CONHECE O NOSSO FACEBOOK?

VEJA MAIS