Roteiro em Kuala Lumpur: Passo a Passo no Centro Histórico

Texto: MONICA MORAS   Fotos: EDUARDO VIERO

Montar um roteiro em Kuala Lumpur não é das coisas mais simples, mas também não é impossível. A cidade é grande, recebeu pessoas de várias partes do mundo e cada pedacinho tem uma história. 

Não importa se você vai passar apenas um dia ou vai ficar mais tempo, esse roteiro mostrar tudo de mais interessante que Kuala Lumpur tem de uma única vez. Como o roteiro é todo a pé, o melhor mesmo é que você esteja hospedado perto do Chinatown (Petaling Street) ou Pasar Seni (Central Market). Mas se você vai ficar apenas 1 dia, eu recomendo fazer esse roteiro (todo a pé) e depois ir nas Petronas Tower (torres gêmeas) e terminar a noite num street food seguido de pub no Bukit Bintang. Leia também: O Que Ver em Kuala Lumpur em 1 Dia

ROTEIRO EM KUALA LUMPUR

COMO USAR ESSE ROTEIRO: Todo o roteiro é a pé e vai durar meio dia, talvez mais. Use o aplicativo off-line e gratuito Maps.Mepara pinar todos os lugares que vou mencionar aqui. Se você estiver hospedado perto do Chinatown (Petaling Street) ou Pasar Seni (Central Market)vai ser mais fácil ainda. Daqui você pode ir nas Petronas Tower e depois no Bukit Bintang. Assim fecha o dia cheio e falta apenas as mesquitas e Batu Caves para fazer todo o roteiro clássico de Kuala Lumpur. 

UM POUCO DE HISTÓRIA: Kuala Lumpur significa literalmente confluência enlameada. Antigamente essa região eram minas de estanho com águas lamacentas construídas por chineses. Muitos anos e guerras depois, houve a Guerra de Selangor, onde Yap An Loy (chinês) se tornou líder e fez crescer a cidade, principalmente o Centro Histórico. Depois virou base britânica no comércio com a Asia, que inclusive dominava a cidade, e na Segunda Guerra Mundial foi capturada pelos japoneses. Anos se passaram até que finalmente em 1972 Kuala Lumpur se tornou uma cidade livre. 

Petronas Towers

CENTRO HISTÓRICO: CHINATOWN E LITTLE INDIA

1. GUAN YIN TEMPLE

Guan Yin Temple é um templo que foi construído em 1880 e dedicado a Guan Yin, o Deusa da Misericórdia, e sua arquitetura é Chinesa com ornamentos Barrocos da Europa. Dentro existem 3 estátuas: Saykamuni, Buda no centro; South Sea Guan Yin, Deusa da Misericórdia na direita; e Qian Shou Guan Yin, As Mil Mãos da Deusa da Misericórdia na esquerda. 

2. CHAN SEE SHUE YUEN

Chan See Shue Yuen é uma casa do clã construída em 1906 e parece muito com um templo Chinês. A arquitetura é Barroca Chinesa e isso fica evidente por causa da simetria e disposição dos pavilhões. Chan See Shue Yuen também é conhecida como Green Templo, templo verde, por causa da cor dos seus azulejos. 

3. OLD CHINA TEA HOUSE

Esse prédio foi construído em 1920 onde antes era a Selangor and Federal Territory Laundry Association. O loja de chás ainda preserva originais as portas de entrada, escadas, espelhos de feng-shui, bonecas de porcelana, retratos dos associados, caligrafias chinesas entre outras coisas. Além da comida dedicada a culinária asiática, o casa oferece os melhores chás e várias práticas culturais que envolver beber o chá. 

4. SRI MAHAMARIAMMAN TEMPLE

O prédio foi originalmente construído em 1873 como um shrine privado. Foi aberto ao público apenas nos anos 1920 e é um dos mais elaborados templos hindus. Vários deuses estão representados nesse templo e ornamentados em ouro e pedras preciosas. Dentro, azulejos italianos e espanhóis decoram as paredes e também fica a maior carruagem de prata da Malásia, que é usada no festival Thaipusam. 

roteiro kuala lumpur

5. GUAN DI TEMPLE

O Guan Di Temple foi construído em 1888 para Guan Di, o Deus da Guerra, e é um dos templos mais antigos e com o melhor da arquitetura tradicional. O Deus da Guerra era foi o maior guerreiro da China e também é conhecido como Guan Di, Guan Yu ou General Kwan. Sua estátua está no altar e seu rosto é inteiramente pintado de ouro. 

6. PETALING STREET (CHINATOWN)

Peatling Street é o Chinatown de Kuala Lumpur, e seu nome original em cantonês (língua do sul da China e Hong Kong) é Chee Cheong Kai. É nessa rua que estão as lojinhas de souvenirs, comidas de rua e o melhor da culinária chinesa. Tudo fica aberto até às 22h.

7. SELANGOR GROCER’S GUILD

Esse prédio de 3 andares na Jalan Sultan 78 tem uma fachada em estilo Neo Clássico e ornamentos Barroco Chinês da Dinastia Ming. Tem uma sacada no último andar e todos os móveis de quando foi construído em 1927 ainda são usados lá. Na verdade essa rua toda é da mesma época e ainda preserva muitos lugares históricos. Basta dar uma olhadinha para dentro das lojas, como uma barbearia chinesa com mais de 70 anos, que preserva tudo da época que foi inaugurada e ainda faz o tradicional penteado dos anos 60, quando fazia sucesso. 

Petaling Street

8. INDIAN STYLE BARBER SHOP (LIVING HERITAGE)

Essa barbaria foi fundada em 1940 e hoje é administrada pelo filho do fundador. As cadeiras ainda são as mesmas importadas do Japão em 1966. A única coisa que mudou foi a entrada que agora é pela lateral, por causa do desenvolvimento da cidade. 

9. JALAN PETALING SHOPHOUSES 9-21

Todos os prédios dessa rua tem arquitetura holandesa e romana construída nos anos 1920. Nessa rua está a loja Tai Kwong, a mais antiga loja de hardwares do Chinatown.

10. SZE YA TEMPLE

O templo foi fundado em 1864 e construído por Yap An Loy, um dos fundadores de Kuala Lumpur. Todo design Chinês dele foi através dos princípios do Feng Shui, por isso ele não é alinhado com os demais prédios da região. O templo Taoista é o mais antigo da cidade e é dedicado a dois profetas, Sin Sze Ya e Si Sze Ya, que guiaram o fundador a vitória na Guerra Civil de Selangor. Dentro estão expostos imagens de vários deuses e deusas e é um dos templos mais visitados no Ano Novo Chinês. Até hoje os trabalhadores da região estão proibidos de sentar de costas para o tempo para evitar o mau Feng Shui.   

11. JALAN HANG KASTURI SHOPHOUSES (KASTURI WALK)

Esses prédio são mais um exemplo de arquitetura Neo Cléassica do Chinatown. Quando foram inauguradas nos anos 1930 vendiam café, anchovas, ervas e chá tradicional chinês. Hoje as apenas duas lojas permanecem lá, Kwang Yeow Heng e Soon Hing Cheong que ainda vendem ervas chinesas. 

12. OLD MARKET SQUARE (LEBUH PASAR BESAR) 

A Old Market Square está nas ruas Macao Street e Hokkien Street. Yap An Loy, um dos fundadores de Kuala Lumpur, vendia ópio e administrada casas de jogos enquanto pequenos comerciantes pagavam aluguel para ele. Após a sua morte em 1885, Sir Frank Swettenham limpou essa área e fez dela um centro comercial do seu jeito. A Victoriam Fountain foi importada da Inglaterra e instalada nessa praça antes de ser realocada na Merdeka Square. 

Na praça está a The Clock Tower que é uma arquitetura Art Deco e foi construía para celebrar a coroação do Rei George VI da Inglaterra em 1937. Se tiver disposição, pare no Arch Cafe que oferece os melhor do sabor malaio. 

13. CENTRAL MARKET KUALA LUMPUR (PASAR SENI)

O Central Market Kuala Lumpur foi construído em 1888. Ele preserva a fachada elegante, valor histórico e arquitetura única. É um mercado onde é fácil encontrar produtos locais com bons preços. É muito organizado, limpo, tem ar condicionado e ali são celebrados vários festivais malaios. No domingo fica bem lotado. 

14. NG CHEE TANG (FIVE LANTERNS STREET)

A tradução literal de Ng Chee Tang do cantonês (língua do sul da China) é a rua das cinco lanternas. No passado havia cinco lanternas de óleo nessa rua e também o comércio de ouro e penhores. Hoje pouco resta do passado, apenas pilares com escritas em chinês, indiano e malaio ainda permanecem.

Na esquina está a mais antiga farmácia de Kuala Lumpur, com mais de 100 anos, a MS Ally. Esse prédio foi construído por Yap Hon Chin em 1907 com estilo holandês. Atualmente o nome da rua é JalanTun H.S. Lee. Nessa rua também foi fundada em 1884 a primeira escola chinesa da cidade. 

15. LEBUH AMPANG (LITTLE INDIA)

Lebuh Ampang foi no passado um tradicional lugar de empréstimo de dinheiro administrado por Nattukottai Chettiar, uma antiga comunidade do sul da India e fundadores dos bancos modernos da Malásia. Hoje a Lebuh Ampang foi tomada por restaurante e lojas. 

16. BANK BUMIPUTRA BUILDING (ORIENTAL BUILDING)

O Bank Bumiputra Building é conhecido como Oriental Building. Foi construído em 1939 com oito andares de arquitetura Art Deco para ser sede da Radio Malaya, a primeira estação de rádio do país. 

17. OLD GIAN SINGH BUILDING

Esse prédio foi construído por diferentes pessoas e sua diversidade de estilos de arquitetura está clara na fachada do prédio. É possível perceber a influência holandesa, inglesa e islâmica. 

AINDA NO ROTEIRO EM KUALA LUMPUR

Você pode seguir para a Mesquita Nacional que fica pertinho do Central Market (Pasar Seni), ou ir no sentido da Merdeka Square que também fica pertinho de Pasar Seni, mas no sentido contrário. Além disso, ainda tem a Mesquita Federal, que o ônibus (pago) sai da Pasar Seni, ou pegar o ônibus gratuito até o KLCC Petronas Towers também a partir de Pasar Seni. 

Mas se nada disso lhe interessar, você pode passar a tarde (ou a manhã) nas Batu Caves. Leia: Tudo Sobre Batu Caves Não esqueça que as mesquitas ficam fechadas para visitação sexta a tarde, sábados e domingos. 

Batu Caves

BATE E VOLTA DE KUALA LUMPUR

  • CAMERON HIGHLANDS:Plantações de chás lindas e verdes. Um cenário fantástico para relaxar a fotografar. Esse lugar tem tudo a ver com a história de Jim Thompson. Leia: Como é Visitar a Jim Thompson House
  • MALACA:Foi colônia portuguesa, holandesa e tem muita influência chinesa. Uma cidadezinha charmosa, de frente para o mar que foi um importante porto da Ásia no passado. Leia: Nosso 1 Dia em Malaca 

 

DEPOIS DE KUALA LUMPUR

Tem as Perhentian Island, que são ilhas paradisíacas. Tem George Town em Penang, que eu adoro muito, é cheia de street art e ainda dá para pegar o trem que vai para Bangkok: Como ir da Tailândia para Malásia de Trem. Dá também para pegar um voo para Kota Kinabalu e quem sabe até conhecer os Bajau Laut, ciganos do mar de Sabah. E ainda pegar um ônibus ou voo até Singapura, porque é pertinho e os preços compensam muito. Opções não faltam! 

Bajau Laut em Sabah

INFORMAÇÕES SOBRE KUALA LUMPUR

TRANSPORTE EM KUALA LUMPUR: Existem 4 linhas de ônibus gratuitos que cobrem quase toda a cidade e passam em todas as atrações turísticas, especialmente a linha roxa. Dá para combinar as linhas. Além disso, Kuala Lumpur tem metro, monorail, Uber e taxi, mas evite pegar taxi, por causa do taxímetro que pode estar adulterado. 

CHEGANDO E SAINDO

  • ÔNIBUS: A rodoviária principal é a TBS, Terminal Bersepadu Selatan. Tem metro até a lá, as passagens podem ser compradas pela internet ou até 10 minutos antes do ônibus partir. É obrigatório mostrar o passaporte ou cópia.
  • AEROPORTO: O aeroporto fica longe da cidade e existem 3 opçõespara chegar no centro, shopping Sentral de onde todos os transportes públicos passam. 1. Trem rápido, o mais caro e mais rápido; 2. Taxi/Uber:mesmo preço do trem rápido, mas se forem mais de 2 pessoas, vale a pena pela conveniência; 3. Ônibus:o mais barato para 2 pessoas e vai até a Sentral, leva 40 minutos. Atenção:tanto taxi quando ônibus podem ficar parados no trânsito a partir das 3 horas da tarde.

CHIP DE CELULAR:Tem chip grátis no aeroporto, mas a recargar não é das melhores. A melhor opção é comprar um SIM Card na Sentral (onde chegam os ônibus do aeroporto) ou em qualquer loja de conveniência, como no 7Eleven. Custa mais ou menos 10RM e o crédito dura uma semana. Depois é só seguir recarregando. 

IDIOMA:Apenas inglês basta, já que a Malásia foi base britânica. 

Mesquita Federal

PARA MULHERES:A Malásia é um país com 65% da população muçulmana, mas que respeita as diferenças, principalmente em Kuala Lumpur. Tudo bem andar de short, saia curta, regata. Mas para entrar na mesquita é necessário se cobrir e eles emprestam as roupas sem custo nenhum. 

ONDE FICAR:A melhor localização é perto do Central Market, que também fica perto do China Town e da Merdeka Square, tudo feito a pé. Mas se quiser um pouco mais de conforto, menos multidão e ficar perto dos bares, sugiro entre as estações do monorail Bukit Bintang e Raja Chulan. Mas se você está só de passagem, vale ficar na Sentral. Todos os links vão diretamente para a região que indiquei. 

CLIMA:Faz calor o ano inteiro, mesmo na estação de chuvas. Geralmente chove depois das 15h, então sempre fique ligado na hora de montar o roteiro. Veja o post Guia das Monções na Asia.

STREET FOOD E CERVEJA:A comida malaia é a melhor do mundo, na minha opinião. É uma mistura de comida islâmica com indiana e chinesa e o “prato” mais famoso é o roti, um pão frito que vem com vários tipos de molhos e custa só 1RM. Já para beber é um pouco mais delicado, pois muitos restaurantes são muçulmanos e além de não vender bebida alcoólica, também não permite o consumo. Melhor ficar só no chá com leite. Ah, e a cerveja é caríssima, até mesmo em Langkawi, a ilha “tax free”. Leia: Langkawi e a Sky Bridge

FIQUE LIGADO: Não viaje sem Seguro Viagem! Eu já precisei na viagem pela Ásia e não tinha. Não cometa meu erro. Usando a Seguros Promo você pode pagar até em 12x vezes sem juros, ou ganhar desconto de 5% no boleto, e ainda ganha mais 5% usando o cupom aqui no blog EDUARDOEMONICA5. Tem opção para quem vai ficar viajando por longo prazo também. Leia: Como Encontrar Seguro Viagem com Desconto

 Ficou com dúvida? Escreve aqui nos comentários!

PIN IT

 

Roteiro em Kuala Lumpur: Passo a Passo no Centro Histórico

 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS