5 Motivos para Viajar para a China

Texto:MONICA MORAS  @monicamoras  Fotos: EDUARDO VIERO @eduviero e MONICA MORAS  

A China sempre nos despertou muita curiosidade. História milenar, cultura difundida pelo mundo inteiro, culinária exótica e o visual que mistura paisagem natural com cidades modernas. O que não esperávamos era o fator humano, o quanto eles são calorosos e o quanto eles valorizam a família. 

Foram 6 meses morando em Shanghai, estudando e interagindo com locais. Mas o que nos fez decidir mudar, foi o 1 mês que passamos viajando com um amigo chinês Alan, que nos convidou para passar o Ano Novo Chinês com a família dele. E entre as tantas experiências marcantes que tivemos, talvez 5 representem bem as razões porque gostamos tanto da China.

Xangai

Motivos para Viajar para a China

1. O ANO NOVO CHINÊS

O Ano Novo Lunar é a data mais importante da China. É quando a família se reúne, as pessoas voltam para as suas cidades natal para encontrar a família e participar dos festejos que duram 10 dias. Só para entender, numa comparação simples, seria como o nosso Natal, porém com mais tradições que acontecem ao logo de 10 dias. 

Os preparativos começam semanas antes, e incluem o cuidado pessoal, como cortar o cabelo para entrar o ano bonito. Acontecem feiras fechadas e de rua vendendo tudo que traz boa sorte na noite da virada e principalmente comida: pepinos do mar, camarão e frutas secas. Cada coisa tem uma simbologia e é por isso que até as famílias mais simples se esforçam tanto para ter fartura à mesa na noite da virada. 

Ano Novo Chinês com uma família tradicional em Yantai, no norte.

Cada dia tem uma tradição específica, e nós participamos de todas. Ajudei a vó a preparar os dumplins, comemos o pepino do mar para ter boa fortuna no ano, soltamos fogos para atrair a boa sorte e fomos juntos na casa dos vizinhos desejar Feliz Ano Novo. Uma tradição muito interessante diz que todos que nasceram sob o signo que inicia naquela noite devem usar vermelho para atrair boa fortuna. Eu achei melhor garantir e usei também! 

No dia seguinte a família se reuniu em outra casa para seguir os festejos com a outra parte da família. Durante os dias, fomos também no templo e passeamos no parque no dia que todos devem ir para rua. Mas nada foi tão marcante quanto estar em família e celebrar sempre com muita fartura a mesa. 

2. RECEPTIVIDADE

O povo chinês é muito receptivo e sorridente, sempre disposto a ajudar. A língua ainda é uma barreira, mas nem isso impediu que nos comunicássemos. Eles sempre tiveram muita paciência em ajudar como vocabulário e mostrar as coisas que não entendíamos. Parte do que aprendemos foi nas aulas na universidade, outra parte foi na rua com as pessoas e os amigos que fizemos, desde o vocabulário até algumas tradições como a forma de preparo e a forma correta de beber o chá. 

 Xangai

Xangai

Tivemos uma experiência marcante onde as pessoas se uniram para nos ajudar. Eu sofri um pequeno acidente em Yantai, nosso amigo Alan nos ajudou no hospital, mas eu precisava voltar no hospital para refazer o curativo. 

Naquele dia o Alan nos explicou como fazer para ir de ônibus, que nos deixaria nos fundos do hospital. Ninguém falava inglês, portanto que precisaria ficar atenta ao mapa. Ao entrar no ônibus, mostrei o nome do hospital para o motorista e o meu curativo no queixo. Em seguida uma senhora quis ver o meu papel como endereço e gritou alguma coisa para o motorista, me pediu para sentar e esperar, e o ônibus inteiro começou a falar entre si. Quando chegou na hora de descer, eles me fizeram esperar. 

O motorista andou mais alguma metros e parou o ônibus fora do ponto, mas exatamente na rua que levava até a esquina do hospital. Algumas pessoas desceram comigo, apontaram por onde eu deveria seguir e como chegar ao hospital. O ônibus só partiu depois que eu estava em frente a uma das portas de entrada lateral do hospital e sob os gritos de alegria das pessoas que me observavam de dentro do ônibus. Me senti acolhida e abraçada por pessoas que se uniram para ajudar alguém que vinha de tão longe.  

3. SEGURANÇA 

As cidades chinesas são muito limpas, amplas, organizadas e por isso também, bem policiadas. Os chineses prezam muito pela segurança e isso se sente a qualquer hora do dia e da noite. É muito bom ter a liberdade de sair com coisas de valor e saber que nada vai acontecer, e se por acaso acontecer, a policia vai agir rapidamente e solucionar a questão. 

Pequim

4. HISTÓRIA 

É impossível pensar na China sem lembrar dos mais de 5 mil anos de história. Uma história que sobrevive até hoje e que o povo leva para onde quer que vá, basta ir até uma Chinatown. 

O que mais gostávamos de fazer nos finais de semana era visitar as cidades próximas de Shanghai. E quando o dia estava bonito, bastava pegar o metro depois da aula e ir para Qibao. Era como voltar no tempo, ver a arquitetura intacta, os produtos artesanais cujas técnicas passavam de geração em geração, beber um chá numa casa de chás histórica ou provar alguma comida característica daquele lugar. Na verdade a história da China é muito ligada a água, ao rio. E é possível observar isso em todas as cidades históricas. 

5. TUDO É DIFERENTE

Nada é comum na China. Talvez seja o melhor lugar do mundo para abrir a mente e se surpreender. É muito interessante observar o quão moderna é a China e ao mesmo tempo quão é bem preservada toda a história que fez ela chegar até aqui. É muito difícil de explicar, na verdade a China não precisa ser explicada, ela precisa ser vivida. 

 Zhujiajaio

Zhujiajaio

 FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a manter o blog ativo. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão paga em até 12x.

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK? SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS @EDUVIERO

VEJA MAIS