Guia Alternativo de Chiang Mai: Para Ver Além dos Templos

Texto: MONICA MORAS  | @monicamoras   Fotos: EDUARDO VIERO e MONICA MORAS

Já faz tempo que Chiang Mai deixou de ser a cidade dos templos no norte da Tailândia, e passou a ser a mais criativa da Ásia. Nômades digitais do mundo todo são atraído para Chiang Mai graças aos alugueis baratos, qualidade de vida, conexão de internet rápida e coworkings e colivings de qualidade e acessíveis até mesmo para quem recém está começando. 

Apesar de novas atrações voltadas para esse público, o slow living ainda é praticado na cidade e é isso que mais chama atenção. Se você está de passagem pela cidade, e não veio na época mais divertida que é durante o Songkran (ano novo tailandês), saiba que existem várias coisas para ver e fazer além de ver templos e elefantes. Ah, para chegar nos lugares, é só escrever o nome no Google Maps ou Maps.me. 

GUIA ALTERNATIVO DE CHIANG MAI

O QUE INCLUIR NO ROTEIRO ALÉM DOS TEMPLOS

ONDE IR

  • NIMMAN: A Nimman é a região que fica no entorno da Nimmanhaemin, a rua principal da área. Apesar de ser uma rua (quase avenida) bem movimentada, as ruas que cortam ela são bem tranquilas com lojas e restaurantes em todos os lugares. Não existem atrações turísticas ou menos muitos templos nessa região, mas existem diversas opções de comida local e internacional, lojas e boutiques, e muitos bares e cafeterias. É um lugar ótimo para quem vive na cidade, pois concentra o que há de melhor em lugares para comer, beber e encontrar pessoas. 
  • PING RIVER: O Ping River é bem mais tranquilo do que o Chao Praya River de Bangkok, mas é pertinho dele que estão o Night Bazzar e o Warorot Market, popularmente conhecido como Chinatown. É no Chinatown que acontece o Mueang Samut Market, o Fruit Market, um dos melhores lugares para comprar frutas frescas, bem baratas e ainda fazer muitas fotos. E no final da tarde, é perto do Night Bazzar que dá para escutar blues e relaxar. 

COMPRAS

  • SUNDAY NIGHT MARKET:Artesãos do norte da Tailândia inteiro descem todos os domingos para expor seus produtos na maior feira de final de semana da região. A feira se estende por diversas ruas dentro da Old City, começando no Tha Phae Gate. Os produtos são de qualidade, a variedade é muito maior e os preços são melhores do que em Bangkok. 
  • THINK PARK:O Think Park fica bem em frente ao Maya Shopping, o shopping de marcas da cidade, e na Nimman Road, a rua dos nômades digitais. Ali ficam marcas locais de design incríveis, um café ótimo para encontrar os amigos e um restaurante de churrasco coreano. 

COMIDA

  • THE HOUSE BY GINGER: Esse lugar é uma restaurante, casa de chá e loja de coisas lindas tipo casa da vovó. Veja mais
  • NONG BEE'S BURMESE RESTAURANT & LIBRARY: O melhor restaurante de comida vegetariana com saladas burmesas maravilhosas, especialmente a de tea leaves. 
  • ANCHAN VEGETARIAN RESTAURANT: Não existe um prato vegetariano aqui que não seja bom, e eu nem sou vegetariana. Prove a sopa de moranga com curry. 
  • KHAO SOI MAI SAI: O melhor khao soi que eu já comi na vida. Na verdade todo mundo que come lá, fala o mesmo. Aqui o prato típico do norte tem mais sabor e custa só 35 bath. Como é difícil de achar, vá pelo endereço 29/1 Ratchaphuek Alley
  • THANIN MARKET: Esse é o mercado favorito dos locais. Tem todos os tipos de comida local por preços ótimos e com uma variedade impressionante. Vá com fome! E se tiver com medo, faça um tour gastronômico que passe por aqui. Veja como foi o meu Tour Gastronômico na Tailândia: Bangkok e Chiang Mai
  • RUSTIC AND BLUE: Se tá sofrendo com a comida Thai e quer algo mais americanizado, esse é o lugar perfeito com brunch no jardim lindo. Veja mais.

VIDA NOTURNA

  • NORTH GATE JAZZ BAR:O melhor bar para relaxar no final de tarde escutando jazz ao vivo e, quem sabe, encontrando gente interessante. Foi o lugar que mais conheci estrangeiros que moram na cidade. Veja mais
  • BOY BLUES BAR: Fica no Night Bazzar, tem música ao vivo todas as noites e o ambiente é muito aconchegante. 
  • MANUNG BAR: Lugar aconchegante, tranquilo, bom para beber alguma coisa e relaxar. É um dos lugares favoritos do locais. Se você for lá, vá com um documento, pois a idade mínima é de 20 anos. 
  • BEER REPUBLIC: Um barzinho vintage que produz algumas cervejas e que tem cervejas de vários lugares do mundo. Não vá sozinho, assim você pode dividir o copo e provar mais tipos com alguém que conheça (e confie!).
  • BEER LAB: Aqui é para beber mesmo e fazer fotos. São mais de 200 tipos de cervejas, sendo algumas produzidas ali mesmo, e outras são misturadas e viram drinks que vem em seringas.
  • AKYRA RISE BAR: O rooftop bar de Chiang Mai. O ambiente é mais elegante, tem uma piscina e uma vista bem agradável. Veja mais

ARTE, DESIGN E CULTURA

  • DOCUMENTARY ARTS ASIA: A Documentary Arts Asia tem como objetivo aumentar o número e a qualidade dos artistas de documentários asiáticos, apoiar os fotógrafos e cineastas que estão começando e os já estabelecidos no ramo. É uma organização sem fins lucrativos que trabalha principalmente em fotografia e cinema, áudio e narrativa, para contar as histórias da Ásia que precisam ser ouvidas. O espaço é rústico, mas sempre tem alguma exposição interessante. Veja mais
  • BAAN KANG WAT OU DESIGN CRAF STUDIO: É  um centro de design que vale a pena incluir no roteiro de Chiang Mai, nem que seja só parar ver.á Lá existem vários cafés tranquilos, o melhor chá thai da cidade, existem vários studios que oferecem workshop de artesanato, hand lettering, jardinagem, cerâmica, aulas de culinária com produtos orgânicos colhidos ali mesmo, yoga, design de jóias, arte na madeira, entre outros. Cada studio tem um calendário de aulas. Fica no caminho para o Wat Umong, há uns 15 minutos dirigindo da Cidade Antiga.
  • AULA DE CULINÁRIA: Comer faz parte da cultura tailandesa, e tudo começa com a comida. Se você não sabia, quando dois amigos thai se encontram, ao invés de perguntar “oi, tudo bem?”, é “oi, já comeu?”, e assim começa a conversa. Chiang Mai é o melhor lugar para aprender.Esqueça a dieta se for fazer essa aula, porque você vai comer muito. Existem diversas escolas, mas a mais famosa é a Thai Farm que leva para aprender num sítio onde você mesmo vai colher o que precisa para cozinhar. Uma das vantagens de Chiang Mai! 

TOUR DENTRO DE CHIANG MAI

  • HUAY TUNG TAO LAKE: É um lago que fica no pé da montanha do Doi Sthep em Chiang Mai mesmo. A beira do lado existem algumas cabanas para alugar por dia diretamente dos restaurantes. É caro comer por lá. Dando a volta no lado há muito verde e até um templo. A entrada custa 50 bath.
  • BUA THONG STICKY WATERFALLS: Essa cachoeira fica no Lanna Park e o que diferencia ela é que as pedras são um tipo de calcário que permite caminhar na cachoeira, escalar mesmo. O caminho até ela que não é muito fácil, bem íngreme.
  • HANG DONG OUGRAND CANYON:  É uma antiga mina que o pessoal adora ir para se refrescar nos dias de calor intenso. Como não é tão grande assim, o pessoal adora pular dele na água. A entrada é paga e tem uns brinquedos infláveis na água. 
  • FAÇA UM TOUR GASTRONÔMICO: A comida tailandesa é completamente diferente dos que estamos acostumados e talvez você precise de ajuda para aprender mais sobre os cheiros e sabores. Melhor ainda se puder fazer isso por áreas menos conhecidas da cidade, em mercados de comida, barraquinhas de rua e restaurantes disputados. Tente o food tour A Chef’s Tour que tem roteiro de dia e a noite, assim você pode tirar um dia conhecendo lugares inusitados de Chiang Mai e ainda comendo.

ONDE FICAR

  • RACHAMANKHA HOTEL: Hotel de luxo com piscina dentro da muralha. Se você quer luxo e conforto, pagando pouco pelo que é oferecido, essa é uma excelente opção. Além disso, ainda é muito cômoda, já que fica perto das principais atrações a pé. US$$$. Reserve.
  • PANVIMAN CHIANG MAI SPA RESORT: Esse hotel é fica do outro lado do Doi Suthep, bem isolado de Chiang Mai, mas se a considerar a vista, a paz, a piscina,  o complexo com quedas d`água e lugares que só se vê em instagram de blogueira, até que vale o investimento. US$$$. Reserve. 
  • BAAN HEART THAI HOSTEL: É um hostel super bem localizado e que não dá vontade de sair da cama, de tão confortável. Na cama, coberta por uma cortina, tem luz especial para arrumar a mala, que fica num compartimento acoplado e trancado com chave e também para trabalhar na mesinha dobrável acoplada na cama com duas tomadas. Vale cada centavo. US$$. Reserve. 
  • HOSTEL BY BED: Um hostel moderno e minimalista, muito confortável, com quartos compartilhados e privados. Inclusive o quarto privado mais parece um studio com sacadinha e mesa de trabalho. Diria que é mais um co-living, pois tem espaço para interagir, descontrair, dormir e trabalhar (nômades digitais). US$$. Reserve. 
  • AIRBNB: Chiang Mai tem várias opções de Airbnb. Se você ainda não tem cadastro, através deste link você ganha descontão na primeira viagem.  

Tá vendo como dá para passar um tempo fazendo coisas não turísticas em lugares turísticos? Chiang Mai é criativa e sempre se reinventa, por isso se você vai ficar mais tempo na cidade, inclua esses programas no seu roteiro. 

A propósito, no Guia Completo de Chiang Mai tem as atrações imperdíveis da cidade. E se você não consegue montar um roteiro, escrevi o Roteiro: O Que Fazer Em Chiang Mai Dia a Dia passo a passo. E se tiver dúvidas, manda aqui embaixo no comentário!

VEJA TODOS OS POSTS DA TAILANDIA

FIQUE LIGADO!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito, você pode pagar em até 12x sem juros. A Travel Ace funciona bem na Tailândia e tem o item Assistência Médica para Prática de Esportes. 

PIN IT :)

 

Guia Alternativo de Chiang Mai: Para Ver Além dos Templos

 

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK? Segue no Instagram @monicamorase @eduviero

VEJA MAIS