Roteiro em Roma: 4 Dias Passo a Passo

 Texto: MONICA MORAS      Fotos: EDUARDO VIERO e MONICA MORAS 

Montar um roteiro em Roma não é tarefa fácil. Roma tem história, lendas e tantas atrações que nem dá vontade de ir embora. Roma é feita para caminhar, e caminhar muito, já que tudo é interessante e as atrações ficam relativamente próximas umas das outras, sempre passando praças, obras antitetânicas, monumentos, chafarizes, obeliscos, e é claro: pizza! 

Piazza di Spagna a partir da Via Condotti

COMO USAR ESSE ROTEIRO DE 4 DIAS EM ROMA

  • O roteiro é em modo econômico, testado e aprovado. Minha mãe também fez esse roteiro. 
  • Quase tudo é feito a pé e o que não é, eu indiquei como faz. E você vai caminhar vários quilômetros sem nem perceber! E saia cedo para evitar filas.
  • Esse roteiro é de 4 dias, mas se você quiser fazer tudo mais devagar, consegue usar ele até 6 dias tranquilamente. 
  • Use o Maps.me, aplicativo grátis e off-line mapas, para pinar todos o pontos que eu indiquei e traçar rotas a pé ou de metro.
  • Considerei o tempo de fotografar, afinal o esse blog também é de fotografia! Veja dicas de fotografia de celular e como fotografar cidades.
  • Indiquei lugares para comer, mas só se o seu orçamento permitir. Se não, tem dicas de economia lá no final.
  • No final tem dicas úteis de Roma de compras, como economizar, usar transporte, Roma Pass e mais algumas dicas essenciais. 
  • Divirta-se, porque Roma é supreendente! 

DIA 1: ROTEIRO EM ROMA, A CIDADE ETERNA

*Vai de metro até a estação Colosseo

1. COLISEU

O Coliseu é o maior anfiteatro de Roma. Foi construído a pedido do Imperador Vespasiano em 72 d.C. e inaugurado em 80 d.C. Dentro dá para ver a arena dos gladiadores como era por dentro/baixo. O ingresso é o mesmo do Foro Romano e vale 2 dias consecutivos. Entrada vai das 8:30 às 16:30 e ingresso custa 12 euros. Compre antecipado para evitar fila. Do outro lado da rua do Coliseu tem uma escadinha. Sobe ela para fazer a foto do murinho e também da ponte de ferro que tem lá atrás. 

Coliseu

2. ARCO DI CONSTANTINO

O Arco di Constantino é um dos mais importantes arcos de Roma e foi construído em 315 d.C. para comemorar a vitória de Constantino contra Massêncio. 

3. FORO ROMANO E PALATINO

O fórum romano era o centro monumental da vida política, comercial e judiciária da antiga Roma. O ingresso é o mesmo do Coliseu, mas a visita guiada tem uma valor a parte que pode ser contratado na hora. 

4. MERCATI Di TRAiANO

O Mercati di Traiano é um complexo de 150 lojas e gabinetes administrativos na época. Lá se vendia de tudo: seda, especiarias, frutas, peixes, etc, e numa comparação simples, seria como uma shopping. O Mercado hoje abriga o Musei dei Fori Imperiali, que conta a história da construção dos fóruns imperiais através de maquetes. Entre se tiver interesse, senão, da rua dá para observar bem como era o lugar. 

Mercati di Traiano

5. PIAZZA DEL CAMPIDOGLIO E MUSEI CAPITOLINI

A Piazza del Campidoglio foi projetada por Michelangelo, assim como a renovação das fachadas dos palácios ao redor (Palazzo dei Conservatori e Palazzo Senatorio). No Musei Capitolini está uma coleção de estátuas clássicas e esculturas de bronze. Pela lateral da praça dá para ver o Foro Romano de cima. Se desce as escadas, dá para fazer a foto que mostra a praça toda. 

6. ALTARE DELLA PATRIA E ESTÁTUA DE VITTORIO EMANUELE

O Altare della Patria onde está a Estátua de Vittorio Emanuele, é uma homenagem ao primeiro rei da Itália Unificada, inaugurado em 1911. Dentro dele está o Museo del Risorgimento e subindo de elevador até o topo, tem-se uma vista maravilhosa! 

Sube as escadas pela direita e vá atrás da estátua para fazer foto da Piazza Venezia. Na sua direita vai ter uma portinha pequena: atravesse ela e vai ter tipo um terraço com vista para o Coliseu, Foro Romano e Mercado de Trajano.

Altare della Patria

7. TEATRO MARCELLUS

O teatro Marcelus parece uma cópia miniatura do Coliseu. Sua construção começou com Julio César, mas foi Augusto que o terminou em 17 d.C., dando o nome de seu sobrinho para ele.

8. BOCCA DELLA VERITÁ E SANTA MARIA IN COSMEDIN

A Bocca della Veritá é uma grande face de mármore com a boca aberta. Diz a lenda que se uma pessoa mentirosa colocasse a mão dentro da “boca da verdade”, a boca se fechava, então corriam o risco de ficar sem os dedos. 

Ela está localizada na entrada da igreja de Santa Maria in Cosmedin e todos fazem a famosa foto com a mão dentro da boca. A fila anda rapidinho. Dizem que é grátis, mas tem uma caixinha para “doar” 2 euros. 

9. CIRCO MASSIMO

O Circo Massimo foi o maior estádio da Roma Antiga. Ele fica entre os montes Palatino e Aventino e foi construído no século IV a.C. para competições esportivas, lutas e corridas de bigas. Hoje restou somente um gramado em seu lugar. Não é uma lugar muito interessante de ir se o seu tempo tiver curto. 

**Já deve ser final de tarde... Se tiver fôlego, vá para o happy hour no Trastevere! 

10. PONTE PALATINO

A Ponte Palatino é a ponte que atravessa da região da Roma Imperial (Coliseu, Foro Romano, etc) para Trastevere, o bairro mais boêmio da cidade e onde estão os melhores happy hours. 

Trastevere

11. ISOLA TIBERINA

A Isola Tiberina é uma ilha que fica no meio do rio e tem uns bares, uma basílica e um hospital. Caminhe só vendo ela, mas dá para ir até ela também, porque é bem bonitinha. 

12. VIA DELLA LUNGARETTA

A Via della Lungaretta é a rua de entrada no Trastevere. É cheia de bares, restaurantes, arte nas paredes e muito fotografável. Todo bairro é muito fotografável! Ande pelas ruas estreitas e vá vendo as coisas bonitas até achar um restaurante que lhe agrade.

13. BASÍLICA DE SANTA MARIA DE TRASTEVERE

A Basílica de Santa Maria de Trastevere foi o primeiro local oficial de cultos do cristianismo construído em Roma. Além disso é a mais antiga das igrejas dedicadas a Nossa Senhora em Roma, de 1143. Dentro você pode ver os mosaicos do século XII, sendo o mais conhecido o de Pedro Cavallini, que representa a morte da Virgem Maria, está bem no centro da meia cúpula, é dourado e com cores intensas.  A visita é grátis e vai até as 21h. 

Na transversal da Basílica, bem na esquina, tem pizza em fatia com combo de cerveja ou refrigerante. Ótimo para se bater uma fome rápida! 

14. CHIESA DI SAN PIETRO IN MONTORIO

San Pietro in Montorio ou Igreja de São Pedro em Montorio é uma igreja famosa por abrigar em seu jardim o famoso Tempietto (prédio redondo), um martírio (túmulo de um mártir) construído por Donato Bramante. A igreja foi construída no local onde ficava uma igreja do século IX, dedicada a São Pedro, no monte Janículo. Dizem que foi aqui que Pedro foi crucificado. 

 

Vaticano

DIA 2: ROTEIRO EM ROMA, A CIDADE ETERNA

*Se você não quer ver o Papa, pule essa parte. **Só funciona se for quarta-feita ***Vai de metro até a estação Ottaviano

1. VATICANO VER O PAPA

Para ver o Papa teoricamente você precisa pedir um convite gratuito (tem todo um processo), mas dá para ver ele sem o convite também. A diferença é que você tem que ficar de pé.  Se quiser, tem que ir um dia antes pedir convite (se ainda tiver) para ficar sentado. Se pegar convite pela internet, tem que retirar o convite no Portone di Bronzo que está onde estão as colunas, ao lado direito da Piazza San Pietro. Você pode retirar um dia antes das 15:00h às 19:00h ou ainda no mesmo dia, das 07:00h às 10:00h. Ainda assim, sem convite, dá muito bem para ver o Papa. 

Digamos que você vá sem convite: chegue bem cedo e fiquem perto do cercadinho para ver o Papa nessa distância. Separe a manhã toda para isso. 

  • UDIENZA GENERALE

Todas as quartas às 10:30h na Piazza San Pietro, acontece a Udienza Generale. Confira antes a Agenda do Papa (aqui) , porque às vezes a Audiência Geral é cancelada ou o Papa está em viagem. Porém as vezes o Papa passa um pouquinho antes do horário. Portanto chegue antes.

No inverno ou quando está chovendo, a Audiência acontece dentro do Vaticano, na Sala Delle Udienze de Paolo VI. Neste caso é melhor chegar mais cedo, pois o número de pessoas é limitado. Neste dia a entrada é pelo lado esquerdo da Basílica, na entrada Petriano, onde estão os Guardas Suíços.

O Papa passa de Papa-móvel entre os fiéis na Piazza San Pietro acenando. Depois ele fala algumas palvras traduzidas para vários idiomas e dá a benção aos presentes e objetos trazidos pelos fiéis. Para entrar na Piazza San Pietro no dia da Udienza Generale é necessário pelo controle de segurança e estar com ombros, decote e pernas cobertas. 

2. CAMINHE PELA VIA DELLA CONCILIAZONE

Na Via della Conciliazone tem várias tabacarias, restaurantes pequenos, duas fontes de água para encher a garrafinha e banquinhos para sentar. Quando chegar no semáforo da avenida que separada essa parte do Castelo de Santo Angelo, faça a foto do Vaticano, pois é o ponto mais bonito. 

Castelo Santo Angelo

 3. CASTELO SANTO ANGELO E PONTE SANTO ANGELO

O Castel Sant’Angelo foi construído em 123 d.C. para ser o mausoléu do Imperador Adriano e sua família.  A maioria dos monumentos desse mesmo período virou ruína, o Castelo de Santo Angelo é o único que ainda permanece. A entrada custa 15,50 euros, mas sinceramente não é necessário. 

Na frente do Castelo de San Angelo fica a Ponte Santo Angelo com os 10 anjos de Bernini. Essa é uma das melhores vistas do Castelo. 

4. VIA LARGO GOTOVERE

A Via Largo Gotovere liga o Castelo de Santo Angelo até o Palácio da Justiça. Ali tem várias barraquinhas de souvenirs baratinhos e ônibus de turismo atrapalhado a visão da rua. Se você quer levar lembrancinhas religiosas bem mais baratas do que as do Vaticano, ímas de geladeira e outros souvenirs de Roma, esse é o lugar perfeito!

5. PIAZZA DEI TRIBUNALI (PALÁCIO DA JUSTIÇA)

O Palácio da Justiça Projetado pelo arquiteto Guglielmo Calderini e construído entre 1888 e 1910. Ele é o mais grandioso dos novos edifícios que se seguiram à proclamação de Roma como nova capital do novo Reino da Itália.

Palácio da Justiça

6. PONTE UMBERTO I

A Ponte Umberto I foi projetada pelo arquiteto Angelo Vescovali e construída entre 1885 e 1895. Foi dedicada a Umberto I, rei da Itália, que inaugurou-a com sua consorte, Margarida de Saboia. Ela liga o Palazzo di Giustizia à região da Piazza Navona. A foto a partir da ponte para o Vaticano fica ótima, principalmente no final do dia. 

7. PIAZZA NAVONA

A Piazza Navona é linda! Nela há obras incríveis: A Fontana Del Moro, Fontana dei Quattro Fiumi (quatro rios) e a Fontana de Calderari (Netuno). Em frente à Fonte dos Quatro Rios está a igreja de Santa Inês em Agonia que é um dos exemplos de arquitetura barroca em Roma. Ao lado da igreja está o Palazzo Pamphili, onde fica a Embaixada do Brasil. E ao lado da igreja está o Ristorante Tre Scalini que vende tartrufo. 

Piazza Navona

8. RISTORANTE TRE SCALINI PARA COMER TARTUFO

O Tartufo é um doce clássico da tradição romana e italiana. Segundo o Ristorante Tre Scalini, do lado da igreja, foi inventado pela família e por isso é conhecido nos dias de hoje como o “Tartufo” Tre Sacalini. A receita original do “Tartufo” é de 1946 criada pela família Ciampini. Até hoje continua sendo preparado de acordo com a receita original pelos mestres pasticcieri do Tre Scalini, que mistura 13 tipos de chocolates austríacos. Custa 6 euros se pedir para levar ou 12 euros se comer no restaurante. 

9. CAMPO DI FIORI

Bem no centro da praça de Campo di Fiori está a estátua de Giordano Bruno, filósofo que foi condenado por heresia e queimado pela Igreja Católica no mesmo local onde construíram a estátua. Antigamente ali acontecia um mercado de flores, por isso o nome Campo di Fiori (campo de flores), mas hoje em dia acontece todos os dias uma feirinha tradicional de flores, frutas, temperos típicos, etc. 

A feirinha vai até as 13.30. Depois das 18h a praça fica agitada por causa do happy hour. Tem vários restaurantes na volta dela e ali perto fica a Via Giulia, aquela cheia de plantas trepadeiras que “caem” pelas pontes e paredes da rua.

10. PANTHEON

O Pantheon é o mais bem conservado monumento romano. Foi reconstruído pelo imperador Adriano entre os anos de 118 e 128 d.C. , depois de ter sofrido um incêndio que deixou poucos vestígios da construção original, datada de 25 a.C. Ele fica na Piazza Rotonda, tem entrada gratuita e fica aberto até às 19h. Mas tente chegar com luz, porque no meio dele tem um buraco que entra luz e é muito bonito. Existem várias lendas urbanas bizarras desse lugar. 

Ali perto está o La Casa del Café - Antigo Caffe Taxa d`Ouro, que dizem que é o melhor café do mundo. Se você não gosta de café forte ou prefere mais de café do que o espresso, peça um café lungo (longo). Vá direto ao caixa, pague, pegue a ficha e depois vai ao balcão e faz seu pedido. Você vai beber no balcão mesmo, pois é assim que os italianos apreciam um bom espresso (com “s” mesmo). Os preços variam de 1,80 a 2,60 euros.

11. GELATERIA DELLA PALMA

A Gelateria della Palma é uma gelateria (sorveteria) com mais de 30 anos de tradição, famosa por oferecer mais de 150 sabores diferentes. É uma tentação passar na frente e um drama escolher o sabor! Custa entre 3,50 e 4,50 euros.

12. PIAZZA DI MONTECITORIO

Piazza di Monte Citorio ou Piazza Montecitorio é uma homenagem ao Monte Citorio, uma das menores colinas de Roma. Ela é conhecida principalmente por abrigar o Palazzo Montecitorio que é sede da Câmara dos Deputados da Itália. Esse palácio foi um imponente edifício encomendado pelo Papa Inocêncio X como residência da família Ludovisi, completado pelo arquiteto Carlo Fontana.

13. PIAZZA COLONNA E A COLUNA DE MARCUS AURELIUS

Piazza Colonna é uma praça no coração histórico de Roma, Itália. Seu nome é uma referência à Coluna de Marco Aurélio, que está no local desde 193 (sem o mil mesmo, cento e noventa e três). A estátua de bronze de São Paulo no topo da coluna foi colocada ali em 1589 por ordem do papa Sisto V.

14. FONTANA DI TREVI

A Fontana di Trevi é a maior fonte barroca da Itália. Ela tem 26 metros de altura e 20 metros de largura. Começou a ser construída no ano de 1732 por Nicola Salvi por encomenda do Papa Clemente XII, mas só foi concluída em 1762 por Giuseppe Pannini. 

A Fontana di Trevi recebe água pelo Acqua Vergine, um dos mais antigos aquedutos de Roma. A estátua do meio é o Netuno, não o Trevi, como muitos podem pensar. De noite ela também é linda, cheia de luzes.  E não deixe passar a tradição: jogue a moeda! Dizem quem joga, volta para Roma. 

 

No entorno da fonte tem várias sorveterias onde o pessoal aproveita para refrescar no calor do verão e fazer as famosas fotos de Instagram do gelato com a fonte no fundo. Não compre souvenirs nessa área, pois tudo é caro. 

Na Il Gelato di San Crispino eles são famosos por terem sabores diferentes de sorvete e custa a partir de 2,70 euros. Dizem que o melhor é o Pistachio de Bronte, onde estão os melhores pistaches da Itália. Na La Prosciutteria Trastevere tem vários tipos de sanduiches de presunto (lê-se prosciutto, fala-se proxuto), salame, etc, e os valores começam com 5 euros o pequeno, 10 o médio e 15 o grande. Mesmo que não coma nesse lugar, vale ir ver, porque é muito fotografável. 

15. PICCOLO GIOELLO

É uma joalheria quem tem um Fiat Vermelho na frente muito fotografável. Chegando na Via Tritone, a rua que atravessa por Burguer King, vá para esquerda. Ali tem a Muji (loja de coisas úteis com design) e a Tiger (coisas baratinhas e com design). Amo as duas lojas! São muito fotografáveis! 

Piccolo Gioello

**** Você vai voltar na Piazza di Spagna nos próximos dias também

16. PIAZZA DI SPAGNA

Na Piazza di Spagna está a famosa escadaria de Trinitá dei Monti que tem fim na Igreja de Trinità dei Monti, lá no alto. Aos pés da escadaria, está a bela “Fontana della Barcaccia” de Bernini . E ainda na Piazza, na frente da Fontana, se vê a Embaixada da Espanha, que dá nome a essa praça tão famosa de Roma. 

Bem em frente a escadaria você vê a “Via dei Condotti”, onde estão as lojas da alta moda como: Gucci, Valentino, Armani e tantas outras conhecidas e de onde é a melhor foto da praça, tanto da rua, quanto lá do alto da igreja para essa rua. 

Pastificio

No Pastifício Guerra (aberto até 19:30) tem os pratinhos de macarrão com molho, e que todos os dias mudam os sabores. Só tem opção para levar, custa 4 euros e é fácil de achar, já que normalmente tem uma fila. E na mesma rua está o Pompi que vende o melhor tiramisu de Roma desde 1960. Esse é um doce típico italiano muito famoso feito a base de mascarpone (um queijo cremoso muito conhecido), chocolate e café. Custa 4 euros.

DIA 3: ROTEIRO EM ROMA, A CIDADE ETERNA

*Vai de metro até a estação Ottaviano

1. MUSEUS DO VATICANO - CAPELA SISTINA

Saindo da estação Ottaviano, siga pela Via Ottaviano até encontrar um cruzamento com semáforo. Ali você vai começar a contornar pela direita o muro do Vaticano para chegar na Entrada dos Museus do Vaticano. O nome é Museus, porque tem várias coisa lá dentro. 

A Pinacoteca tem mais de 400 quadros de grandes artistas como Raffaello, Leonardo da Vinci, Caravaggio. A Galeria dos Mapas tem uma teto lindo que vai te fazer andar olhando pra cima.  A Capela Cistina por si só já é uma obra pintada por Michelangelo com a criação de Adão com a mão estendida e o dedo indicador de Deus quase o tocando. Dentro da Capela Sistina é proibido fotografar, mas dá para ver ela por dentro em 360º aqui. Tem ainda a escada espiral de Giuseppe Momo de 1932 que fica na saída nos Museus. 

O ingresso dos Museus do Vaticano já tem a entrada com a Capela Sistina. Na hora de comprar o seu bilhete no site dos Museus do Vaticano (aqui), escolha a opção “pula fila”, onde você marca o horário que vai entrar no Museu e não precisa ficar horas esperando. Essa opção custa 17 euros + 4 do agendamento. E se você quiser ainda o áudio guia, vai custa 17 euros + 4 do agendamento + 7 euros do áudio guia.  

Basilica di San Pietro

2. PIAZZA SAN PIETRO - VATICANO

A construção da praça aconteceu entre 1656 e 1667, realizada por Bernini com o apoio do Papa Alexandre XII. Na Piazza San Pietro estão 284 colunas e 88 pilastras que circulam a praça em um pórtico de quatro filas. No alto das colunas você vê as 140 estátuas de santos feitas pelos discípulos de Bernini em 1670. Para entrar na praça, você precisa estar com joelhos, decote e ombros cobertos. 

3. BASÍLICA DI SAN PIETRO E A CÚPULA

Quando você entrar na Piazza San Pietro, vai ter uma fila enorme, mas é só para passar pelo detector de metais. A Basílica di San Pietro foi construída entre os anos de 1506 e 1626 com ajuda de Michelangelo e Bernini no local onde foi sepultado São Pedro, um dos 12 apóstolos e primeiro Papa da Igreja Católica. 

Quando estiver saindo da Basílica, saia para a esquerda e na lateral dela você vai ver a fila para a subida da Cúpula. Subir até a Cúpula da Basílica de San Pietro é algo imperdível, mas exige um pouco de preparação, afinal depois de pegar o elevador, você ainda tem que subir mais 304 degraus. Tente ir o mais cedo possível para subir, para evitar as filas que podem se formar atrás de você se o seu ritmo for lento. Ou você ficar “preso” atrás de alguém com ritmo lento na subida.  O horário da cúpula é das 8h às 17h, mas só pode subir até às 16h. Custa 8 euros o elevador (e mais os 304 degraus) e o valor é pago na hora. 

**Vai da estação Otaviano até estação Flaminio, ou caminha 30 min

4. PIAZZA DEL POPOLO

Na Piazza del Popolo estão as igrejas gêmeas de Santa Maria Montesanto e Santa Maria dei Miracoli. Na Basílica Santa Maria del Popolo você pode ver obras de Caravaggio, entre as quais está a Crocifissione di San Pietro de 1600. Na praça também está o Obelisco Flaminio, o mais antigo e o segundo maior de Roma, perdendo apenas para o obelisco da Piazza San Pietro. 

Em cada extremo da praça estão duas fontes de Valadier. A praça virou símbolo cultural de Roma, onde acontecem shows e eventos culturais, pois como o nome diz, a praça é do povo (popolo). 

Piazza del Popolo vista da Piazza Le Napoleone I

5. PIAZZA LE NAPOLEONE I

É a praça que tem vista para Piazza del Popolo. Pra chegar nela, é só subir as escadas da lateral da fonte com três estátuas e seguir o caminho até lá em cima. A vista é bem bonita! A partir dessa praça dá para visitar a Vila Borghese.

6. VILLA BORGHESE - GALLERIA BORGHESE

A Galleria Borghese era um palácio onde viveram muitos herdeiros de uma das mais ricas e poderosas famílias italianas de todos os tempos. Ela é uma combinação de artes (pinturas e esculturas) de grandes nomes italianos e algumas obras hoje estão no Museu do Louvre. A entrada custa 15 euros e você só pode ficar até 2 duas horas. Passado o tempo, é necessário comprar outro. Compre antecipado (aqui) para não perder tempo na fila. Mas se o seu orçamento está apertado e for verão, recomendo andar pelo parque Villa Borghese, que é um dos parques mais bonitos de Roma. 

Parque da Villa Borghese

7. VIA DEL CORSO

É a rua de compras de Roma, o shopping a céu aberto de Roma com H&M, Terranova, Zara e Nike. Todos os anos tem liquidação de verão (agosto) e inverno (janeiro). 

8. VIA DELLA CROCE

No Pastifício Guerra (aberto até 19:30) tem os pratinhos de macarrão com molho, e que todos os dias mudam os sabores. Só tem opção para levar, custa 4 euros e é fácil de achar, já que normalmente tem uma fila. E na mesma rua está o Pompi que vende o melhor tiramisu de Roma desde 1960. Esse é um doce típico italiano muito famoso feito a base de mascarpone (um queijo cremoso muito conhecido), chocolate e café. Custa 4 euros.

Rua das compras

9. PIAZZA DI SPAGNA

Na Piazza di Spagna está a famosa escadaria de Trinitá dei Monti que tem fim na Igreja de Trinità dei Monti, lá no alto. Aos pés da escadaria, está a bela “Fontana della Barcaccia” de Bernini . E ainda na Piazza, na frente da Fontana, se vê a Embaixada da Espanha, que dá nome a essa praça tão famosa de Roma. 

Bem em frente a escadaria você vê a “Via dei Condotti”, onde estão as lojas da alta moda como: Gucci, Valentino, Armani e tantas outras conhecidas e de onde é a melhor foto da praça, tanto da rua, quanto lá do alto da igreja para essa rua. 

Piazza di Spagna

10. VIA CONDOTTI OU VIA DELLE CARROZZE

É a rua chique de Roma, onde estão as lojas da alta moda como: Gucci, Valentino, Armani e tantas outras conhecidas e de onde é a melhor foto da praça. 

11. VIA DEL TRINTONE

Rua de compras onde tem a Tiger (loja de coisinhas baratas com design) o a OVS, bem pertinho da Fontana di Trevi. 

 *** Se ainda tiver energia ou tempo, caminhem em zigue zague pelas ruas das compras. São muito bonitas de ver. 

DIA 4: ROTEIRO EM ROMA, A CIDADE ETERNA

*Vai de metro até a estação Spagna

1. PIAZZA DI SPAGNA

Na Piazza di Spagna está a famosa escadaria de Trinitá dei Monti que tem fim na Igreja de Trinità dei Monti, lá no alto. Aos pés da escadaria, está a bela “Fontana della Barcaccia” de Bernini . E ainda na Piazza, na frente da Fontana, se vê a Embaixada da Espanha, que dá nome a essa praça tão famosa de Roma. 

Bem em frente a escadaria você vê a “Via dei Condotti”, onde estão as lojas da alta moda como: Gucci, Valentino, Armani e tantas outras conhecidas e de onde é a melhor foto da praça, tanto da rua, quanto lá do alto da igreja para essa rua. 

No Pastifício Guerra (aberto até 19:30) tem os pratinhos de macarrão com molho, e que todos os dias mudam os sabores. Só tem opção para levar, custa 4 euros e é fácil de achar, já que normalmente tem uma fila. E na mesma rua está o Pompi que vende o melhor tiramisu de Roma desde 1960. Esse é um doce típico italiano muito famoso feito a base de mascarpone (um queijo cremoso muito conhecido), chocolate e café. Custa 4 euros.

Piazza della Trinitá

2. PIAZZA DELLA TRINITÁ 

Essa é a praça que fica no topo da escadaria do Piazza di Spagna e tem vista para baixo. No final de tarde no verão tem vários artistas de rua lá em cima. Em frente da igreja de 1585, na Piazza della Trinita dei Monti, está o Obelisco Salustiano colocado lá em 1789. Ele é obelisco romano imitando um egípcio, originalmente construído nos primeiros anos do Império Romano para os Jardins de Salústio, perto da Porta Salária.

3. PIAZZA BARBERINI

O nome atual da Piazza Barberini foi dado em 1625 por causa do Palazzo Barberini, o grande palácio barroco construído numa posição elevada no lado sul da praça para a família Barberini. No centro da praça está a Fontana del Tritone, esculpida por Bernini em 1642.

4. CHIESA DI SAN CARLINO ALLE QUATTRO FONTANE

A atração não é a igreja em si, mas as quatro fontes, uma em cada esquina do cruzamento. San Carlo alle Quattro Fontane é considerada um obra prima barroca. Ele recebeu a encomenda em 1634 do cardeal Francesco Barberini, cujo palácio ficava do outro lado da rua. Porém, o dinheiro acabou e o projeto sofreu muitas dificuldades financeiras.

fazer roteiro roma

5. FONTANA DELL'ACQUA FELICE

Fontana dell'Acqua Felice é uma fonte imensa localizada no rione Castro Pretorio de Roma. Foi construída para marcar o fim do aqueduto romano Acqua Felice, restaurado pelo papa Sisto V. Ela foi projetada por Domenico Fontana e construída entre 1585 e 1588.

6. PIAZZA DELLA REPUBBLICA E FONTANA DELLE NAIADI

A Piazza della Repubblica é uma praça enorme do lado da estação Roma Termini onde fica a Fontana dele Naiadi. A fonte é obra do escultor Mario Rutelli  e foi inaugurada em 1901. Consistia em quatro nus femininos em bronze de ninfas inaugurado em 1901. As posições sensuais das estátuas e os corpos nus banhados pela água deram origem a um escândalo de imoralidade e indecência típico da cultura papal que vigorava na época em Roma.

7. BASILICA SANTA MARIA DEGLI ANGELI E DEI MARTIRI

A Basilica Santa Maria degli Anglei e dei Martiri fica na Piazza della Republicca. A basílica é dedicada aos mártires cristãos, conhecidos e desconhecidos, e foi construída a pedido do papa Pio IVem 1561. Nessa basílica é obrigatório cobrir os ombros, mas tem lenços disponíveis para empréstimo gratuito na entrada. 

* Aqui você pode ir na estação Roma Termini, apenas atravessando a avenida, para visitar o mercado público e comer um lanche italiano baratinho. Mas na minha opinião é mais interessante ir para o Quartiere Coppede.

** Vá de ônibus 92 atrás da Igreja até a Piazza Buenos Aires, descendo do ônibus, pegue a sua direita e chegará no Portal de entrada do bairro entre Via Tagliamento e a Piazza Buenos Aires

8. QUARTIERE COPPEDE

Gino Coppedè foi arquiteto, escultor, decorador e professor. O bairro foi projetado e construído nos anos do fascismo (1916), com arquitetura oposta ao racionalismo (linhas retas). O interessante desse bairro, que na verdade é bem pequeninho é descobri-lo aos pouquinhos. Descobri recentemente na última vez que estivemos em Roma através do blog Italiana. Algumas coisas interessantes são: 

  • Palazzo degli Ambasciatori: Um arco onde tem um lustre de ferro batido pendurado. Esse arco liga dois edifícios é a entrada para o bairro. 
  • Piazza Mincio e Fontana delle Rane (1924): A Praça Mincio é na verdade apenas a Fontana delle Rane. Ficou conhecida quando os Beatles entraram nela vestidos depois de um show na Piper, uma casa de shows do bairro. 
  • Villino delle Fate: De um lado tem uma homenagem para Florença, com imagens de Dante Alighieri e Petrarca. Já do outro lado a homenagem é para Veneza, com o desenho de um leão alado de San Marco. E ainda nessa casa tem a representação da lenda da fundação de Roma, com Rômulo e Remo sendo amamentados pela loba. 
  • Outras construções: Palazzo del RagnoEdifício da via Olona 2; Villino di Via Ombrone; Villino da via Brenta 26.

** *Se houver tempo, visite o MAXXI que fica perto da Villa Borghese 

9. MAXXI

O MAXXI é o Museo Nazionale della Arti del XXI Secolo com várias obras e projetos de design inovador. O que chama a atenção é a arquitetura dele por fora mesmo. Dentro vale muito a visita, apesar de ficar bem fora de qualquer rota, mas é no sentido da Villa Borghese. 

fazer roteiro roma
fazer roteiro roma

ROMA: DICAS EXTRAS

1. COMPRAS

As principais ruas onde fazer compras em Roma, tudo pertinho da Piazza Spagna.

  • Via del Corso: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, etc.
  • Via dei Condotti: Lojas de grandes marcas.
  • Via Frattina: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, etc, principalmente grandes marcas.
  • Via del Babuino: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, antiquários, etc, grandes marcas.
  • Via delle Carrozze: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, etc.
  • Via Bocca di Leone: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, etc, principalmente grandes marcas.
  • Via della Croce: Lojas de roupas, sapatos, acessórios, jóias, etc.
  • Via Borgognona: Lojas grandes marcas.

2. COMIDA

  • TRATORIA E OSTERIAS: São restaurantes menores, tipo cantinas, e tudo é feito com receitas tradicionais e exclusivas. 
  • PROSCIUTTO: É presunto e tem de vários tipos. Fala proxuto. 
  • PIZZA DE BALCÃO: Tem muitas pizzas de balcão, ou seja, lojas minúsculas vendendo pizza em fatias (taglios) enormes por 2,50 ou 3 euros. Vale a pena na hora da fome. 
  • ÁGUA: Carregue uma garrafinha com você, porque tem fonte de água potável pela cidade inteira. No Maps.Me é o símbolo de uma gotinha quando dá zoom no mapa. 
  • CAFÉ: Espresso significa café e é só aquele golinho de café forte. O Lungo é o café normal, com mais água. Capputto é o cappuccino. 
  • MERCADOS: Coop, Conad, Pam e Carrefour Express. Geralmente compensa comprar alguma coisa rápida nesses lugares na hora da fome ou até para jantar sanduíche, uma salada ou sopa pronta, por exemplo. 

3. TRANSPORTE

  • METRO: Paga no máquina com moedas. O nome é singola giornata ou tarifa única, vale por 90 minutos (confere se é esse tempo, não lembro). Se não validar na catraca, procura onde valida ele.
  • ÔNIBUS E TRAM: Compre o ticket nas Tabbacheria que geralmente estão perto dos pontos. Válido por 90 minutos. Quando entrar no ônibus ou Tram pela primeira vez, valida o ticket. Pode usar ele até acabar o tempo, tipo pegar vários ônibus e trams dentro desse tempo. 

4. ROMA PASS

O Roma Pass é um cartão que dá direito a usar os meios de transporte público por 48 horas ou 72 horas consecutivos, sem limites de uso, tem entrada grátis em 1 museu ou sítios arqueológico da sua escolha (no de 48h) ou 2 museus (72h) e desconto nos demais, tudo isso sem pegar fila. Mas, não inclui os Museus do Vaticano.

O de 48h custa 28 euros e o de 72h custa 38,50 euros e você compra em qualquer ponto credenciado da cidade, começando pela estação Termini ou ainda online http://www.romapass.it. Faça conta se vale a pena para você, já que o Museus do Vaticano não está incluído e se o seu roteiro é econômico. 

5. BANHEIRO

Não tem em lugar nenhum, só em restaurantes. Se a situação estiver crítica, procura uma cafeteria ou pizza de balcão, mas vê se tem banheiro antes de pedir algo. Tem poucos McDonalds, mas se for o caso, o cappuccino custa 1,40 euros (o espresso é minúsculo, não vale a pena).

fazer roteiro roma

MAPA DO ROTEIRO EM ROMA

O mapa está simples, mas dá para entender: Vermelho dia 1; Amarelo dia 2; Verde dia 3; Azul dia 4. Agora é só pinar tudo no Maps.me e aproveitar! E saia cedo para evitar as filas de verão. No inverno é mais tranquilo. 

Roteiro em Roma: Vermelho dia 1; Amarelo dia 2; Verde dia 3; Azul dia 4

FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito dá para parcelar em até 12x.

VEJA TODOS OS ARTIGOS DA ITALIA

PIN IT :) 

 

Roteiro em Roma: 4 Dias Passo a Passo

 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS