Como Ir de Viantiane para Bangkok ou Chiang Mai de Ônibus

Translate here!

Texto: MONICA MORAS  Fotos: EDUARDO VIERO e MONICA MORAS

Em viagem econômica tempo é dinheiro, no caso tempo sobrando e dinheiro faltando. Foi assim que decidimos sair de Vientiane no Laos para Chiang Mai de ônibus. Na verdade o ônibus ia para Bangkok, mas nós fizemos “conexão” e subimos a Tailândia ao invés de descer. 

A passagem do ônibus noturno custou baratinho, mais barato do que pegar um voo ou um trem noturno.

ônibus vientiane bangkok

 

DE ÔNIBUS DE VIENTIANE PARA TAILÂNDIA

COMPRANDO A PASSAGEM

Compramos a passagem no hostel mesmo para pegar o ônibus já na Ponte da Amizade, fronteira entre os países, entre Thanaleng no Laos e Nong Khai na Tailândia.  Custou o equivalente a US$22 cada um, porque nosso destino era Chiang Mai e não Bangkok, e por isso precisávamos fazer conexão de ônibus no caminho. O preço de Vientiane para Bangkok é US$ 20. Nosso comprovante era um recibinho bem mal escrito a mão, mas que funcionou bem.

Veja também:

DÁ PARA PAGAR MAIS BARATO?

Mais ou menos. Dava para ter pago o ônibus mais barato ainda, porque se pegássemos ele já do outro lado da ponte, já na Tailândia, por conta própria, teria custado US$ 10.  Mas teríamos que pagar um tuktuk para nos atravessar com o custo de US$ 10. Ou seja, ia dar na mesma no valor, mas o trabalho ia ser dobrado.

COMO PEGAR O ÔNIBUS E FAZER A IMIGRAÇÃO

Fomos da rodoviária de Vientiane até a Ponte da Amizade entre Laos e Tailândia de ônibus de linha numa viagem curta. Lá procuramos o “agente” que nos explicou o procedimento. Fizemos a imigração a pé dando saída do Laos, tudo muito organizado e sem pagar nada a mais (entenda aqui, na parte do visto para o Laos) e em seguida entramos no ônibus que já nos aguardava depois dos guichês da imigração.

Atravessamos a ponte e no lado tailandês, descemos com as mochilas para dar entrada na Tailândia. Nessa fronteira não nos pediram o Certificado da Vacina da Febre Amarela. Veja sobre o visto da Tailândia aqui. Todo o processo foi bem rápido.

ônibus vientiane bangkok

FAZENDO A CONEXÃO PARA CHIANG MAI

O ônibus originalmente era de Vientiane para Bangkok, na rodoviária Mochit, mas nós estávamos indo para Chiang Mai. Num certo momento da madrugada nos desembarcaram numa rodoviária e mandaram esperar. Sem explicação, sem nada, só mandaram descer e esperar o próximo ônibus. Ninguém falava inglês direito, mas mostrei o tal recibinho para a fiscal da rodoviária e ela explicou que o nosso ônibus para Chiang Mai saía de outra rodoviária da cidade, mas que era para esperar que o tuktuk ia nos buscar e já sinalizou parar todos os demais tuktuks que estavam na nossa volta pararem de incomodar.

Depois de uns 30 minutos apareceu um tuk tuk com a família e sem falar uma única palavra em inglês veio na nossa direção (os únicos estrangeiros!), foi falando “Chiang Mai free” e fazendo sinal para acompanhar. Busquei a fiscal com o olhar e ela fez sinal de aprovação. Essa é a situação que descrevo no post Como A Tailândia Mudou a Minha Volta ao Mundo.

Entramos no tuktuk, nós, ele, as mochilas e a família dele e andamos uns 20 minutos até para numa feira noturna com um ônibus maravilhoso e VIP típico tailandês, com cobertor, ar condicionado no máximo (congelando) e tudo mais. Não pagamos nada nem para o tuktuk que só se despediu sorrindo com a família.

Ali na feirinha tinha uma senhora com uma caixa de bala que parecia ser a troca de passagens onde apresentamos o tal recibinho mais uma vez e ganhamos finalmente uma passagem de ônibus de verdade.

COMO FOI A VIAGEM ENTRE LAOS E TAILÂNDIA DE ÔNIBUS

Tirando toda a aventura da conexão do ônibus, foi tudo muito tranquilo. Os dois ônibus eram muito bons, tanto que o que saiu de Vientiane quando o que trocamos já na Tailândia. Chegamos em Chiang Mai de manhã cedo e dali até foi só pegar o red truck até a nossa casa.

ônibus vientiane bangkok

NOSSO ROTEIRO DE 6 DIAS NO LAOS

Veja a MELHOR ÉPOCA PARA VIAJAR PARA O LAOS e também todas as informações sobre o VISTO PARA O LAOS

SOBRE A TAILANDIA

 

Já conhece nosso Facebook?

VEJA MAIS