Como é o Mercado Flutuante Damnoen Saduak

Texto e Fotos:  MONICA MORAS @monicamoras 

Visitar um mercado flutuante em Bangkok é aquele tipo de programa “tem que ter”. Antigamente todo o comércio acontecia por vias fluviais. Para falar bem a verdade, não faz muito tempo que Bangkok adotou os meios de transporte terrestres como metro e skytrain. Antes era tudo pelo rio! E os rios que cortam a Tailândia toda tiveram uma grande importância para o desenvolvimento do país e para que bens atravessassem do Oriente para o Ocidente e vice versa. Ayutthaya foi a cidade mais importante da Ásia por causa do rio.

COMO É O MERCADO FLUTUANTE DAMNOEN SADUAK  

Damnoen Saduak é uma vila localizada a cerca de 105 km a oeste de Bangkok. O mercado flutuante Damnoen Saduak  é o melhor lugar para aprender sobre a vida tradicional tailandesa nas vias navegáveis, basta observar. 

O mercado flutuante Damnoen Saduak está sempre lotado com centenas de vendedores e visitantes “flutuando” em seus pequenos barcos a remo, vendendo e comprando, ou trocando suas mercadorias. Você vai encontrar comida, frutas, incluindo mangas, bananas, sorvete de coco, frutas exóticas, e vegetais que são trazidos principalmente de seus próprios pomares e chegam em seus pequenos barcos a remo. No episódio de Bangkok do Pedro Pelo Mundo do canal GNT (veja o teaser) ele anda pelo Damnoen Saduak. 

O tour de barco anda por outro lugares além daquele canal estreito famoso das fotos. A propósito, nesse canal é proibido ligar os motores, por isso é a remo e cada vez que alguém para para comprar algo, fica tudo parado, “engarrafado”. Se você é do tipo sem paciência para trânsito (mesmo que de barcos), sugiro nem pegar o barco. E é bom saber que o melhor horário para visitar o mercado flutuante de Damnoen Saduak é de manhã.

O QUE FAZER ALÉM DE ANDAR DE BARCO

É claro que muito se perdeu e os produtos chineses ofuscam os pequenos produtores. É claro também que está sempre lotado, já que a Tailândia é o lugar para se ver um mercado flutuante. Mas ele ainda é um dos lugares mais interessantes de visitar e ver como as coisas acontecem. Não digo nem que precisa realmente pegar um barco, mas ir e ver. Ir, atravessar o rio lá para trás e andar pelas palafitas na beira do rio.

Existem centenas de lojinhas, pousadas e pequenos restaurantes além do mercado flutuante. Existem pessoas que falam um pouquinho de inglês sempre dispostas a conversar e contar um pouco da vida nos velhos tempos. Eu sou muito curiosa e aberta para conversar com pessoas, mesmo com o inglês quebrado delas ou com a ajuda de outra pessoa interagindo junto. Passei mais tempo do outro lado interagindo do que de fato no canal famosinho do mercado flutuante em si.

Meu saldo:

  • Conversei com uma dona de pousada nas palafitas que me ensinou (grátis) a fazer aquelas barquinhas de folhas de bandeira para cozinhar ou servir coisas no vapor, e se você não sabe, existem diferenças nas partes das folhas e no tempo de secagem para cada tipo de comida; 
  • Conversei com uma senhorinha de 83 anos com a ajuda da minha amiga thai que me contou como era o mercado antigamente;
  • A senhora que vendia comida do barquinho me explicou que se eu caminhasse pelas palafitas mais uns 15 minutos ia chegar num outro mercado flutuante bem mais local, só que eu tava no limite do tempo para ir e voltar;
  • Uma residente me deixou brincar com os 5 gatos (amo gato!) dela enquanto conversávamos aleatoriedades do que me trouxe para Tailândia;
  • Entre outras "small talks" ao longo do caminho.
  • Não fiz fotos dessas pessoas, porque eu tenho vergonha. Mas se o Eduardo estivesse junto, vocês veriam um book fotográfico aqui. 

Acredito que tudo seja experiência. Eu fui sabendo exatamente como era: uma bagunça! Mas o meu trabalho é fotografia e escrever aqui no blog, então já fui pronta para explorar da melhor forma possível. E foi ótimo! Se você gosta de fotografia também, esse mercado flutuantes especificamente é um lugar ótimo para treinar composição fotográfica.

MERCADO FLUTUANTE: DE TOUR OU POR CONTA PRÓPRIA?

Eu sou do time do “por conta própria”, mas no caso do Damnoen Saduak, eu sugiro fazer de tour. No mesmo dia você pode combinar o Mercado Flutuante Damnoen Saduak com o Mercado de Trem de Mae Klong. E se quiser, dá para esticar para o Mercado Flutuante Amphawa.

O custo total de fazer por conta de trem vai ser metade do preço do tour, mas o desgaste para economizar o equivalente a 20 reais e o tempo que você poderia estar fazendo outra coisa em Bangkok (já que as férias são curtas), é o que você precisa considerar na hora de decidir.

  • TOUR

Você pode combinar o Mercado Flutuante Damnoen Saduak com o Mercado de Trem de Mae Klong no mesmo dia. Tem a opção meio dia, onde os tours saem 7:30 de Bangkok e retornam às 13h na Khao San Road. Sua tarde fica livre para explorar a cidade! 

No tour você vai chegar primeiro no mercado do trem, vai ter tempo de andar por ele, e então ver o trem passando. Depois de mais ou menos 1h, o grupo é levado para o mercado flutuante e fica livre por mais 1:30h. O tour não inclui o barco que é pago a parte e custa 150 baht. O tour custa em média 550 baht (mar/2018). As opções de dia inteiro ou que incluem o Amphawa custa um pouco mais caro. Existem várias agências na Khao San Road, ou pergunte no seu hostel.

  • POR CONTA PRÓPRIA

Existem vans saindo da rodoviária Southern e custam 70 baht. Lá você fica livre para fazer o que quiser e o tempo que quiser. Se estiver de grupo, saiba que um barco para andar no canal custa 200 bath que dá para dividir com outras pessoas. O guichê onde pega esse barco fica perto das comidas e onde estão os barcos vazios (procure o letrei da loja Paew Boat Service). Do Damnoen Saduak você pode pegar a van/taxi e ir até o mercado de trem de Mae Klong.

A outra opção é primeiro ir até o Mercado de Trem de Mae Klong de trem pela estação Wongwian Yai (de trem, não do BTS) até Maha Chai, e então pegar um barco para pegar o trem que passa nos trilhos. Esse caminho leva uma manhã inteira. Ou pegue a van na rodoviária Southern. Do mercado do trem tem vans/taxi para o mercado flutuante. 

SE VOCÊ NÃO SABE...

MERCADO DO TREM MAE KLONG

Mae Klong Railway Market é único, porque um trem atravessa o mercado diariamente. Em segundos, os vendedores precisam se recolher e, assim que o trem passa, eles voltam para seus lugares no meio da ferrovia. Para os moradores locais, é tudo muito normal, já que o mercado existe muito antes da ferrovia ser construída em 1905. Lá você pode encontrar frutas, frutas frescas, peixe fresco e vegetais, mas a atração mesmo é ver o trem passando a centímetros de você. Leia Maeklong, O Mercado do Trem da Tailândia

Mercado do Trem Mae Khlong

MERCADO FLUTUANTE AMPHAWA

O mercado flutuante Amphawa acontece apenas de tarde depois das 15:30 e é ótimo para quem está hospedado na cidade. Ele é bem mais caraterístico, organizado e o comércio fica por conta das lojinhas em cima das palafitas e do mercado de comidas que se estende por ele. Se você for, vai observar um peixe preparado que é o mais famoso da cidade. Amphawa é uma cidade “resort”, ótima para o contato com a natureza. 

Mercado flutuante Amphawa

BANG KRACHAO

Se você não tá afim de confusão e programas super turísticos,saiba que Bang Krachao é perfeito para passar o dia. Também conhecido com o pulmão verde de Bangkok (Bang Krachao, green lung of Bangkok), é uma ilha com vasta vegetação ainda bem preservada e que vira refúgio de famílias no final de semana, quando acontece um pequeno mercado flutuante. O lugar perfeito para alugar um bicicleta e sair explorando tudo, ainda mais se você é do tipo que prefere natureza. Leia também Bang Krachao: Explore o "Pulmão Verde" de Bangkok

Bang Krachao

ONDE FICAR EM BANGKOK

Para ficar em Bangkok, você só precisa definir as suas prioridades. 

 Airbnb é o que não falta em Bangkok! Um apartamento Airbnb privado, com piscina de borda infinita e academia custa em média 30 dolares por noite. Um mais simples sem piscina e academia custa até 20 dolares. Se o apartamento for na beira do rio, o prédio vai ter deck privado com travessia de barco incluída, sem custo extra. Com esse link você ganha 31 dólares de desconto na primeira hospedagem Airbnb.

Veja TUDO SOBRE A TAILÂNDIA: 28 DICAS DE QUEM MOROU LÁ BASTANTE TEMPO

FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro! Fazendo o seguro através do nosso você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a manter o blog ativo. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão paga em até 12x. Travel Ace atende bem na Tailândia, por isso confira os valores. 

VEJA TODOS OS POSTS DA TAILANDIA

PIN IT :) 

 

Como é o Mercado Flutuante Damnoen Saduak

 

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK? SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS @EDUVIERO

VEJA MAIS