Osteria Della Colombina: Almoço Italiano na Serra

Texto: MONICA MORAS @monicamoras  Fotos de iPhone 6s: EDUARDO VIERO | @eduviero MONICA MORAS 

A Osteria Della Colombina é daqueles lugares imperdíveis numa viagem pela Serra Gaúcha. A história do lugar está intimamente ligada a colonização italiana, e a força de uma família de mulheres que transformou conhecimento em um negócio próspero. Para se ter uma ideia, Osteria della Colombina é reconhecida nacionalmente e internacionalmente, pela qualidade de atendimento. E juntamente ao Roteiro Turístico Estrada do Sabor, serve de exemplo nacionalmente no Turismo Rural na Agricultura Familiar. 

Odete Bettu Lazzari

Odete Bettu Lazzari

UM POUCO DA HISTÓRIA DA OSTERIA DELLA COLOMBINA

Odete Bettú Lazzari é a idealizadora da Osteria Della Colombina e mãe de 4 filhas: Rosângela, Raquel, Roselaine e Raíssa. A família tem uma pequena propriedade na Comunidade Linha São Jorge em Garibaldi, e no passado vivia da agricultura família comercialização de uva e leite. Depois de perder o marido, Odete ouviu no rádio o chamado da prefeitura para pequenos agricultores que quisessem se unir a um projeto turístico da cidade, o Roteiro Turístico Estrada do Sabor. Ela se profissionalizou durante 2 anos e foi pioneira em receber turistas na sua propriedade, em 2001. 

Tudo que se consome da Osteria della Colombina é produzido ou comprado diretamente de outros pequenos produtores na região. Tudo é feito em casa pelas mulheres da família seguindo as receitas trazidas pela família da nona Odete lá da Itália. Todos são recebidos com carinho e atenção especial no espaço, que antes era apenas um porão de chão batido, e hoje é um dos lugares mais charmosos para se deliciar com a sequência de pratos servidos na Osteria. 

Oficina Mãos na Massa

Oficina Mãos na Massa

COMO É A OSTERIA DELLA COLOMBINA

A Osteria Della Colombina fica na Comunidade Linha São Jorge, entre Garibaldi e o Vale dos Vinhedos. O espaço é um porão transformado em osteria, e todo decorado com fotografias, peças religiosas, utensílios doméstico, peças antigas da época da colonização italiana e os vidrinhos de compotas, geleias e demais produtos feitos ali mesmo com frutas colhidas na propriedade. Inclusive, os visitantes são convidados a caminhar livremente pela propriedade que tem toda a sua produção orgânica. 

As mesas são longas e compartilhadas, o que é um convite a conhecer pessoas. Logo que chegamos o lugar era silencioso, mas bastou vir a comida para que as conversas e risadas começassem. Um almoço típico de uma grande família italiana. 

Comer na Osteria della Colombina é provar uma sequência de 8 pratos no esquema slow food. Ninguém apenas come e vai embora. Além disso, como as receitas são originais dos imigrantes, pode ter certeza que é comfort food também, aquela comida caseira que enche o estômago e alma, e faz lembrar da infância. A propósito, minha família também é da Serra Gaúcha e também de imigrantes italianos. 

COMO É ALMOÇAR NA OSTERIA DELLA COLOMBINA

Logo que se chega, já se vê a nona Odete convidando as pessoas para participar da Oficina Mãos na Massa, onde ela ensina a fazer a sua própria Colombina, pombinha feita de massa de pão. Enquanto isso, duas das filhas vão direcionando as pessoas para as suas mesas, explicando um pouco mais da história do lugar, e deixando todos à vontade. Quem conversou conosco durante a press trip foi a Raíssa. 

Como as mesas são compartilhadas, o primeiro prato já faz entrar no clima de grande família e gera conversas: polenta brustolada, aquela feita na chapa, com queijo por cima e salame artesanal. Em seguida vem a sopa de agnolini com fatias de pão colonial e queijo ralado que derrete. Se você não sabe,  agnolini é mais fechadinho que o capeletti, e tudo é feito a mão individualmente. Saber disso certamente fará você aproveitar melhor esse prato. 

Polenta brustolada

sopa de agnolini

Depois das entradas, vem a salada orgânica, com folhas da horta e frutas da estação, e a carne lessa (carne vermelha e frango), que foi cozida no caldo da sopa de agnolini. Logo em seguida já chega o nhoque rústico a três queijos com linguiça por cima e o frango com molho. Tudo muito saboroso. Vem também a carne de panela já fatiadinha com legumes e por último, a fortaia, um tipo de omelete típico da região que recebeu os imigrantes italianos.

Tudo pode ser repetido quantas vezes quiser, e o próximo prato só vem quando todos da mesa já estão satisfeitos. E como se não bastasse, ainda tem a mesa das sobremesas com pudim, doce de laranja, fregolá  (bolo de milho com amendoim) e sorvete caseiro com calda de uva. Uma delícia!

Antes de ir embora, cada um recebe uma colombina, o pãozinho em forma de pombinha e olhinho de semente de uva. Quem participou da Oficina Mãos na Massa, recebe a sua própria colombina, e os demais, recebem o que a nona Odete fez. 

Salada e carne lessa

Nhoque de 3 queijos

frango com molho

Carne com legumes

Fortaia

Sobremesas

COMO VISITAR NA OSTERIA DELLA COLOMBINA  

A Osteria della Colombina só abre nos sábados, domingos e feriados, apenas para o almoço. É necessário agendar por telefone (54) 3464 7755, (54) 9121 1040 ou email colombina@estradadosabor.com.br. Fica na Comunidade Linha São Jorge em Garibaldi. 

A sequência de pratos custa R$ 75,00 e a forma de pagamento é em dinheiro. A oficina tem um valor simbólico a parte. As bebidas também são pagas a parte com opção de vinho (garrafa ou taça) de produção biodinâmica, uma forma alternativa de agricultura orgânica que se utiliza de conceitos químicos, geológicos e até mesmo astronômicos. Tem suco de uva também, uma delícia. 

Espere passar no mínimo 2 horas na Osteria della Colombina, e tenha certeza que nem vai ver o tempo passar. Veja mais na página da Osteria no Facebook www.facebook.com/osteriacolombina.

Colombina, o pãozinho em forma de pombinha

 FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro!). Lembre-se que nem sempre o seguro saúde cobre outros estados. Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito dá para parcelar em até 12x sem juros. 

*Esse passeio fez parte da Press Trip durante a Vindima 2019, para a qual fomos convidados.

VEJA MAIS ARTIGOS! O blog está cheio de informações do Rio Grande do Sul!

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK?

SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS @EDUVIERO

VEJA MAIS