Como é a Visita na Cave Geisse, A Vinícola Premiada da Serra Gaúcha

Texto: MONICA MORAS @monicamoras  Fotos: EDUARDO VIERO | @eduviero

A Cave Geisse é uma vinícola da Serra Gaúcha conhecida por produzir espumantes de altíssima qualidade. É, inclusive, uma das mais conhecidas do Brasil, e também faz parte da lista de espumantes mais premiados do mundo. 

Para se ter uma ideia da importância da Cave Geisse, em 2012, Oz Clarke, maior degustador da Europa, escolheu seus vinhos e espumantes favoritos e a Cave Geisse ficou em 3º lugar. Em 2014, o mítico Cave Geisse foi eleito o melhor Espumante Brut pelo Anuário Vinhos do Brasil.

Jancis Robinson, uma especialista em espumantes, conceituou com nota 18,5, no total de 20, uma honra para a Geisse. Seguindo no ranking internacional, a Geisse recebeu a distinção de Vinícola do Ano do Novo Mundo, em janeiro de 2014, pela Wine Studius. Vale destacar ainda, que em janeiro deste ano, em Nova York, na categoria New World Winery, ou seja vinícolas do novo mundo, a Cave Geisse recebeu o troféu Wine Star Award, indicação da revista americana Wine Enthusiast. 

Daniel Geisse na esquerda (ponta) e Mario Geisse na direita (ponta)

A HISTÓRIA DA CAVE GEISSE 

A Cave Geisse foi fundada em 1979 por Mário Geisse, um agrônomo e enólogo chileno que veio para o Brasil para dirigir a Chandon no ano de 1976. Segundo o que ele mesmo relatou, quando chegou na Serra Gaúcha, ficou impressionando com o potencial da região. Aos poucos foi comprando lotes de terra em Pinto Bandeira, a região que ele considerava a melhor de todas para o plantio, devido a altitude (800m), boa drenagem, boa amplitude térmica e posição solar ideal para as uvas. 

Mas não foi tão simples assim comprar as terras, já que os herdeiros, filhos de imigrantes italianos, não queriam vender. Numa proposta ousada, a família soube que os herdeiros queriam era trabalhar com transporte rodoviário, caminhoneiros mesmo, e ofereceram caminhões em troca das terras. E assim hoje as terras da Cave Geisse são próprias. 

É claro que além da parte plantada, há mata nativa com picadas abertas no tempo que os imigrantes italianos chegaram na região. Essas picadas foram abertas em meio a mapa, já que o governo brasileiros chamou os italianos e deu as terras, porém terras com mata nativa fechada que eles mesmos precisavam a abrir a foice para ter onde viver e plantar. E um dos programas da Cave Geisse, é justamente andar de 4x4 nessa parte das terras.  

A PRODUÇÃO DE ESPUMANTES DA CAVE GEISSE

Hoje, a área é considera uma das melhores para o cultivo da uva, o terroir ideal para a produção de espumantes. Na Cave Geisse (fala-se “gái-ze”) são produzidas uvas Chardonnay e Pinot Noir, e a todos os espumantes são elaborados como método tradicional, que tem a segunda fermentação na garrafa, como é feito na França, onde a levedura fica na garrafa e a manutenção é manual garrafa por garrafa. Se você não sabe, levedura é aquela “sujeirinha”, que na verdade é um fungo que se alimenta de açúcar. Enquanto há levedura na garrafa, ele está sempre conservado naturalmente. Para a venda, ela é retirada e então o espumante para de “trabalhar”.

Mario Geisse Explicando sobre o método tradicional

Outra coisa interessante da produção, é a preocupação com o processo desde o princípio, inclusive os tanques são específicos para determinas áreas do vinhedo. Quando colhe a uva, ela vai para uma câmara fria a 3ºC. Então vai para a seleção e em seguida para outra câmara, num processo que leva menos de 1 minuto. Isso é feito para não fermentar e nem haver perdas aromáticas (mosto flor). Sabia que quanto mais ácido o espumante, significa que teve mais chuva e frio do que o normal durante a produção? Eu não sabia!

Aliás, o Daniel Geisse nos explicou que não se consideram uma vinícola orgânica, por isso é apenas um selo que pagando se ganha. Eles se consideram sustentáveis e socais, pois trabalham com a ideia do ecologicamente correto, não usam agrotóxicos, e cuidam das pessoas que trabalham em todo o ciclo de produção. Alguns são famílias inteiras. 

COMO VISITAR A CAVE GEISSE

A Cave Geisse faz parte da Rota Vinhos de Pinto Bandeira e tem o IP Pinto Bandeira. Para saber, Pinto Bandeira tem desde 2010 o IP Pinto Bandeira (Indicação de Procedência) de região reconhecida. Para ter o IP Pinto Bandeira, existem diversas regras, entre elas, estar localizado numa altitude superior a 500m e os espumantes finos precisam ser elaborados exclusivamente pelo Método Tradicional, com as variedades Chardonnay, Pinot Noir, Riesling Itálico e Viognier. 

A vinícola oferece visita guiada e degustação, além de atrativos como o Geisse Experience com degustação de espumantes na cachoeira e o Open Lounge. Nós Fizemos a visita com degustação, conhecemos o Open Lounge e fizemos o Geisse Experience. 

1. VISITA & DEGUSTAÇÃO

A visita foi guiada na maior parte do tempo pelo Daniel Geisse, filho do Mario Geisse, e também enólogo da vinícola. A outra parte foi o próprio Mario Geisse, e foi um privilégio, já que ele passa mais tempo no Chile do que no Brasil. Tudo que expliquei aqui acima, é um resumo breve do que eles mostram e explicam na visita. Na degustação, fizemos uma vertical de espumantes de 2013, 2012, 2011, 2010, 2002 e 1998. Se você não sabe, vertical de espumantes, é provar o mesmo espumante, mas diferentes safras. Eles tem bastante diferença entre si.

  • Duração: 1h

  • Horários: De segunda à sexta-feira, às 10h, 13h e 15h

  • Sábados, domingos e feriados, às 10h, 12h, 14 e 16h

  • Valor por pessoa: R$ 80 (são quatro rótulos, variando os tipos)

  • 50% do valor é bonificado em caso de compra.

  • É necessário agendar.  

2. OPEN LOUNGE

Ambiente ao ar livre com estrutura em trailer que oferece serviço de espumantes, drinks e empanadas artesanais chilenas. Basicamente é uma gramado imenso com mesinhas e almofadas para passar um tempo em família ou amigos. 

No trailer estão disponíveis toda a linha de espumantes Cave Geisse e Cave Amadeu e dois rótulos de vinho, o Mario Geisse Reserva Carmenere e Cabernet Sauvignon, ambos produzidos no Chile. Além dos vinhos e espumantes (em taça ou garrafa), é possível provar alguns drinks como clericot, Aperol Spritz e Kir Royal. 

Ainda no trailer estão disponíveis tábuas de frios e as famosíssimas empanadas chilenas artesanais, de sabores variados entre doces, sagados e com opções vegetarianas, feitas pela Doña Margarita. Doña Margarita é a mama da Cave Geisse, uma chilena conhecida por suas empanadas muito bem recheadas e deliciosas.

  • Valores conforme consumo. Sem agendamento.

  • Atendimento: finais de semana e feriados das 11h às 18h

3. GEISSE EXPERIENCE

A bordo de um 4x4, passeio pelos vinhedos e seus arredores, acompanhado de um guia. O nosso guia foi o próprio Daniel Geisse que foi explicando mais da propriedade, do solo, das picadas (caminhos) abertas pelos imigrantes italianos em meio a mata nativa. E destino foi o Espaço Zen, uma cachoeira no meio da mata. Ali é onde acontece o brinde com os espumantes que ficam gelando na água que desce da cachoeira. 

Mas o passeio só termina no mirante do vinhedo da Cave Geisse, onde são cultivadas variedades Chardonnay e Pinot Noir para elaboração de espumantes, e ainda com vista para as cidades de Farroupilha e Bento Gonçalves. 

  • Duração aproximada de 1h30min.

  • Valor: Casal – R$ 250

  • 5 pessoas no máximo – R$ 400 o pacote

  • Conforme agenda – até 4 passeios por dia

  • Informações: turismo@vinicolageisse.com.br

4. EXPERIENCE TERROIR CAVE GEISSE

Translado aéreo: em Parceria com a Voe Tri Taxi Aéreo é possível um passeio com translado em helicóptero. Não fizemos, porém adoraríamos, porque se o cenário do mirante do Geisse Experience já é lindo, imagina como deve ser mais do alto ainda. 

  • Agendamento via Voe Tri: contato@voetri.comou pelo telefone 54 9999.1636

COMO CHEGAR NA CAVE GEISSE

  • Endereço: Linha Jansen. Pinto Bandeira – RS (Rota Vinhos de Montanha). Tem sinalização indicativa na estrada. 

  • Telefone: 54 3455.7461 ou 3455.7462

  • E-mail: turismo@vinicolageisse.com.br

  • Site: www.cavegeisse.com.br

  • Instagram: @cavegeisse

  • Aceita cartões para pagamento. 

FIQUE LIGADO!!!

Não esqueça de fazer o Seguro Viagem! Eu já precisei (contei aqui) e não tinha. Não cometa meu erro!). Lembre-se que nem sempre o seguro saúde cobre outros estados. Fazendo o seguro através do nosso link você não paga nada a mais e ainda nos ajuda a continuar viajando. Use o código EDUARDOEMONICA5 para ganhar 5% de desconto, e se pagar no boleto, ganha mais 5%. No cartão de crédito dá para parcelar em até 12x sem juros. 

*Esse passeio fez parte da Press Trip durante a Vindima 2019, para a qual fomos convidados.

VEJA MAIS ARTIGOS! O blog está cheio de informações do Rio Grande do Sul!

JÁ CONHECE NOSSO FACEBOOK?

SEGUE NO INSTAGRAM @MONICAMORAS @EDUVIERO

VEJA MAIS